Tereza Malcher

Tereza Cristina Malcher Campitelli

Momentos Literários

Tereza Malcher é mestre em educação pela PUC-Rio, escritora de livros infantojuvenis, presidente da Academia Friburguense de Letras e ganhadora, em 2014, do Prêmio OFF Flip de Literatura.

24/04/2018

Lemos Te ajudarei a ir se quiseres, de Ana Beatriz Manier, no Clube de Leitura da Academia Friburguense de Letras. Foi uma leitura sensível por abordar temas relevantes à mulher: os sessenta anos e o reencontro de um amor da juventude, a relação mãe e filha, abrangendo os diferentes âmbitos entre a maternidade e a amizade, o desgaste da relação matrimonial, o amor, a morte, enquanto o fim de uma história de vida construída por decisões.

Foi de tirar o fôlego!

Leia mais
16/04/2018

Os animais fazem parte da cultura de um lugar e da história da vida de
famílias. Todos guardam memórias das circunstâncias com eles
experimentadas, seja de amorosidade, simpatia ou mesmo de temor. Quem
deles não guarda as mais incríveis sensações, que vão do pânico ao amor
profundo?

Leia mais
09/04/2018

No dia 7 de abril, o nosso jornal, A Voz da Serra, comemorou aniversário. Fui abraçá-lo e bater palmas pela vida ativa que teve nos seus 26.645 dias em que colaborou para que a história da sua cidade fosse feita com ineditismo e coragem. Ah, Nova Friburgo, um lugar de tão bela natureza, espalhado entre os vales e as florestas da parte central da Serra do Mar, umedecido pela riqueza de águas cristalinas, cada vez mais raras no planeta.

Leia mais
02/04/2018

1º de abrill de 2018. Inusitadamente, o dia da Páscoa e da mentira.

Leia mais
26/03/2018

Com justas razões, hoje, neste espaço literário, vou abordar a posse de
quatro escritores na Academia Friburguense de Letras. Eles foram esperados
por nós, e já faz tempo, confesso, pela expectativa de contribuições que
poderiam oferecer à nossa Casa, lugar de gente, cultura, literatura e arte.
Os quatro, José Francisco Aguiar do Amaral, Carlos Henrique Martins
Abbud, David Massena Gracioli e Flávia de Azevedo Gonçalves, estavam com
seus melhores sorrisos, as roupas mais bonitas e carregados de vontade de

Leia mais
19/03/2018

Construir um texto não é magia; é trabalho bordado. Leva-se tempo; dias,
meses ou anos. Retirar as ideias formuladas no pensamento, articulá-las com
tantas mais guardadas em nós, nos livros e nos quatro cantos do mundo é, por
certo, uma tarefa que exige coragem. Os escritores não são medrosos;
escrevem para extravasar suas dores existenciais. Estão acostumados ao
desafio de retirar do pensamento suas essências e formatá-las num texto, na
tentativa de se comunicarem com as pessoas que habitam lugares e tempos

Leia mais
12/03/2018

As histórias da cidade de Nova Friburgo e da Academia Friburguense de Letras unem forças e entrelaçam-se desde 1947, quando a Academia foi fundada nos bancos da Praça Presidente Getúlio Vargas e nela, sob as estrelas que brilham sobre os nossos céus, sem lajes e paredes, sobreviveu e se solidificou com os ideais e esforços de todos os acadêmicos que dela fizeram parte.

Leia mais
05/03/2018

No meio da vida, a gente tem que se passar a limpo, fazer aquela faxina geral, conforme a letra da música com esse título de Patrícia Mellodi, da mesma forma que fazemos com uma gaveta em que temos que retirar as sujeiras para colocar roupa nova. Vivi uma experiência assim com uma amiga e tive a oportunidade de acompanhá-la, ou melhor, presenciá-la, do começo ao fim. Foi uma longa e pesada limpeza em sua história de vida que resultou no livro, A Voz do Tempo.

Leia mais
26/02/2018

O Café Literário, na padaria dos Sans Souci, sábado passado, 24 de fevereiro, acolheu o lançamento do livro de poesias da Isabelle Loivos, Mãeme, em que a relação mãe e filha é tocada sem pudor ao revelar a beleza e a dor deste encontro feminino, humanamente imperfeito.

Leia mais
19/02/2018

A Academia Friburguense de Letras vai abrir vagas para jovens acadêmicos neste primeiro semestre de 2018. Em 2017, criamos o Anexo Jovem e demos posse a cinco escritores de 16 a 30 anos. Ao longo do ano passado, tivemos a satisfação de vê-los movimentar a nossa Casa com lançamento de livros, participação ativa em nossos eventos, colaboração efetiva nas atividades de rotina. O que mais nos sensibilizou foi sentir a alegria de cada um deles em fazer parte de uma entidade representante da literatura em Nova Friburgo, incentivadora da cultura e acolhedora de pessoas sensíveis às letras.

Leia mais