Elizabeth Souza Cruz

Elizabeth Souza Cruz

Surpresas de Viagem

A jornalista-poeta-escritora-trovadora-caçadora de cometas Elisabeth Sousa Cruz divide com os leitores, todas as terças, suas impressões a bordo do que ela carinhosamente chama de “Estação Caderno Light”, na coluna Surpresas de Viagem.

18/06/2018

A viagem de hoje começa dentro de mim. O que aconteceu comigo? Eu já fui apaixonada por Copa do Mundo! Eu era do jeito que em dias de jogos do Brasil ficava vidrada na tela da TV e chorava, ria, pulava e sofria, conforme o resultado. Embarco agora na plataforma Z, No último sábado, 16, que antecedeu a estreia da seleção canarinho numa partida com a Suíça. Minha descendência Thinguely vem à tona. Será que é isso? Não, não creio. Será que Vinicius Gastin tocou na ferida? Aquele 7 a 1 da Alemanha ainda não foi superado?

Leia mais
12/06/2018

A estação de embarque me levou para os dias de junho da minha infância, quando as moças faziam simpatias de pingar vela derretida numa bacia com água e, de manhã, interpretavam o significado dos desenhos formados pelas boas mãos de Santo Antônio. Quando não obtinham as respostas esperadas, as moças deixavam o santo de cabeça para baixo. O “Z” nos traz uma entrevista com o padre Alex de Paiva que, perguntado sobre o assunto, explica que isso “não é uma prática católica e sim uma superstição”.

Leia mais
05/06/2018

Contemplo o “Z” vazado sobre a foto de Regina Lo Bianco na capa da estação de embarque. A Praça Marcílio Dias é um cartão de visitas da cidade e eu penso em Z de Zaratustra, de Zumbi guerreiro. Nossa Voz tem um “Z” de  Zen de tranquilidade e cá estou eu a divagar no embarque das ideias de uma inspiradora página de capa. Na magia dos festejos de 16 de maio, Cristina Bravo, coordenadora do Comitê 200 Anos, expressa sua satisfação pelo sucesso do desfile – “Não tenho palavras para agradecer tudo o que o povo friburguense fez naquela manhã de 16 de maio de 2018”.

Leia mais
22/05/2018

Mamãe dizia que “o melhor da festa é esperar por ela”. Não deixa de ser verdade, pois a expectativa dos preparativos é algo sem igual. Contudo, em nossa festa dos 200 anos todas as etapas são deliciosas. Depois do desfile temático, relembrar os fatos, rever fotos, comentar as apresentações tem sido a coqueluche do momento. E o Caderno Z, depois da monumental edição de 16 de maio, vem nos brindar com tantas recordações bonitas. É curtir e guardar para a posteridade.

Leia mais
15/05/2018

No perfil da mulher moderna vale tudo: ser mãe depois dos 40 e avó antes dos 50 anos. É o Caderno Z que nos traz o tema pelo Dia das Mães. Encontrar pessoas queridas na viagem é uma das surpresas mais gostosas e já fazendo pose no jornal, a recém chegada Vitória, filha dos queridos Gustavo Barroso e Prissi Cordeiro. “Mais experiente, paciente e segura”. É assim que Prissi, aos 45 anos, se define depois da falada “gravidez tardia”, o que na verdade lhe trouxe a verdadeira “vitória”.

Leia mais
08/05/2018

A estação de embarque está emocionante. O roteiro do Caderno Z nos traz um tema que toca o coração, ou seja, o apadrinhamento de crianças e jovens acolhidos em abrigos e que aguardam a chance de adoção. Para esses acolhidos, o sonho de viver no aconchego de um lar é a mais sublime das esperanças. “Construindo laços afetivos com quem mais precisa”, essa é a tônica do trabalho desenvolvido pela juíza Adriana Valentim, titular da Vara de Infância, Juventude e Idoso.

Leia mais
01/05/2018

Em termos de tecnologia, coisa alguma deverá mais nos surpreender. No tema do Caderno Z, desta vez vamos de drone. E nada haverá de espantoso quando o entregador de pizza não for aquele rapaz de motocicleta e capacete, chamando ao seu portão. Nem haverá espanto quando o jardineiro subir de elevador para as alturas de um prédio e cuidar dos jardins suspensos da nova era. Gestores de resíduos, de inovação, consultores de simplificação, entre outras, são as profissões do futuro.

Leia mais
25/04/2018

O Caderno Z caiu feito uma luva na bagagem do feriadão. No embarque, dois passageiros ilustres – Mão de Luva e Tiradentes. Do primeiro, parece que a lenda é mais emocionante do que a realidade, pois, uma história de amor tem sua vez garantida no gosto do povo. Imaginar que Manuel Henriques recebera um beijo na mão, dado por sua amada e que tal gesto o fizera não mais lavar essa mão, é bem romântico. Melhor do que pensar que ele usava as mãos para contrabandear o nosso ouro.  

Leia mais
17/04/2018

Já que “o céu é o limite” vamos atravessar as fronteiras do tempo passado, deixando para trás aquela infância de cirandas e de tudo o mais que passou. A ordem agora é entrar no futuro, para onde aponta o Caderno Z. As calçadas e varandas competem com as plataformas virtuais e saem perdendo, certamente. Em “Pequenos grandes talentos”, crianças de 6, 7, 10 anos demonstram que uma provável carreira profissional pode começar em meio a fraldas e mamadeiras. Helena com 2 aninhos já desfilava para marcas de roupas infantis. Hoje com sete anos, ela e a irmãzinha de 2, possuem conta no Instagram.

Leia mais
10/04/2018

“Seja qual for o fato, cabe a nós, jornalistas, mostrar todas as versões dos acontecimentos”. Assim, na competência de uma Voz consciente, embarcamos no Caderno Z, festejando os 73 anos de A VOZ DA SERRA, justamente, no Dia do Jornalista, 7 de abril.  Ana Borges, nossa cicerone, destaca que a nossa Voz “cobre os mais diversos acontecimentos, com o desenvolvimento de todo o tipo de reportagens, artigos e colunas”.

Leia mais