A Voz da Serra 70 Anos

Respeito e Credibilidade

Ao longo destas últimas sete décadas de atividades, A VOZ DA SERRA se orgulha de ajudar a escrever a história de Nova Friburgo, relatando os principais acontecimentos que são notícias no município, o que dá ao veículo credibilidade e o torna, sem dúvida, um formador de opinião.

Além disso, A VOZ DA SERRA é uma incontestável fonte viva de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano friburguense. Fundado em 7 de abril de 1945, o jornal surgiu com o intuit.o de divulgar as ações do Partido Social Democrático (PSD) em Nova Friburgo e região, numa época nebulosa, pós Segunda Guerra. Um desafio para seus fundadores. O jornal tem como patrono Américo Ventura Filho, que foi um de seus primeiros diretores e um grande empreendedor. Durante aproximadamente 30 anos, ele editou A VOZ DA SERRA com o auxílio de apenas um tipógrafo. Venturinha, como era conhecido na cidade, demonstrou ser mesmo um visionário para sua época e se tornou motivo de admiração por construir com o próprio esforço os pilares que deram êxito ao jornal: ética e verdade ao narrar os fatos. Em março de 1973, com o falecimento de Américo Ventura, o filho mais velho, Laercio Rangel Ventura, assumiu o comando do jornal, mantendo até 03 de fevereiro de 2013, data de seu falecimento, o compromisso com a isenção e o respeito ao leitor. Características que tornam o veículo um líder de mercado na região e um dos mais respeitados atualmente no interior fluminense.

Missão

Produzir conteúdo jornalístico de interesse público de alta qualidade com credibilidade, confiabilidade, independência e transparência contribuindo para uma sociedade friburguense mais democrática, informada, integrada e participativa.