Max Wolosker

Max Wolosker

Economia, saúde, política, turismo, cultura, futebol. Essa é a miscelânea da coluna semanal de Max Wolosker, médico e jornalista, sobre tudo e sobre todos, doa a quem doer.

17/01/2018

O Brasil é um país que faz questão de se posicionar na contramão da história. Se, por um lado dá sinais de recuperação ao tentar acabar com o foro privilegiado para os políticos, com o objetivo de permitir serem investigados pela justiça comum e não pelo STF, de outro, aumenta sem cerimônia a lista VIP da Receita Federal. De acordo com o Sindifisco, em doze meses, o número de pessoas que só podem ser investigadas após a autorização de algum chefe da Receita dobrou, passando dos 3000 nomes no ano passado, para os atuais 6.052.

Leia mais
09/01/2018

Tanto o MSN quanto o jornal A Folha de São Paulo soltaram uma matéria que dizia ter a família Bolsonaro aumentado seu patrimônio à custa da política. Se o objetivo foi o de denegrir pai e filhos, o genitor deputado federal, Carlos (vereador, no Rio de Janeiro), Flávio (deputado estadual, no Rio de Janeiro) e Eduardo (deputado federal por São Paulo), o tiro pode sair pela culatra.

Leia mais
06/12/2017

Como faço todos os anos, vou tirar umas férias, interrompendo meus artigos até o final do ano, recomeçando na primeira semana de 2018. Aliás, o próximo ano será muito importante, já que em outubro teremos eleições para presidente da República, governadores de estado, senadores e deputados federais e estaduais. Nas minhas preces incluirei um capítulo à parte, pedindo ao Criador que ilumine nossos eleitores para que saibam escolher nossos futuros políticos.

Leia mais
28/11/2017

Estranho país é o Brasil quando vemos dois casos semelhantes terem desfechos completamente opostos. O senador Aécio Neves teve a prisão decretada pelo STF (Supremo Tribunal Federal), mas a decisão do plenário do Senado não só aliviou sua prisão, como o manteve na função pública para a qual foi eleito. Com 44 votos favoráveis a sua permanência e 26 contrários, o tucano estava livre para cometer os mesmos atos que o tiraram temporariamente do cargo.

Leia mais
14/11/2017

Como o Brasil não é um país sério compreende-se a preocupação dos trabalhadores com a implantação da nova legislação trabalhista. Não é de hoje que sabemos serem as leis do país gestadas, em princípio, para beneficiar determinados setores ou mesmo apadrinhados daqueles que detêm o poder. Claro está que essa visão muitas vezes se amplia e acoberta um número muito maior de cidadãos. Portanto, a dúvida que martela na cabeça dos trabalhadores é se tais modificações foram arquitetadas para beneficiar os patrões e prejudicar os assalariados.

Leia mais
08/11/2017

Não satisfeito em assaltar a população brasileira com impostos abusivos, o governo federal se prepara, agora, para roubar categorias específicas da população produtiva desse país abandonado por Deus. Foi encaminhada ao Congresso Nacional uma MP (medida provisória) que suspende o aumento dos salários dos funcionários públicos previsto para 2018. A MP excluiu funcionários do Judiciário, principalmente juízes e promotores, pois alguns deles são a garantia da impunidade para membros do Executivo e Legislativo.

Leia mais
01/11/2017

É impressionante o descompasso entre a sociedade brasileira e suas autoridades. Quem frequenta as redes sociais, toma conhecimento diuturnamente das críticas, deboches e ridicularização porque passam nossos dirigentes. Aliás, eles não estão nem aí tamanho é o sentimento de imputabilidade e de superioridade em relação aos demais mortais. Um país com esse grau de incompatibilidade entre as autoridades constituídas e o povo não tem como progredir, como ser uma nação com credibilidade e progressista.

Leia mais
26/10/2017

Em princípio políticos não têm credibilidade, pelo menos desde 1982, quando a ditadura terminou, reiniciando o regime democrático brasileiro. Naquela época, com um dos atos institucionais editados, o general de plantão no Palácio da Alvorada, tinha poderes para cassar homens públicos, fossem eles vereadores, deputados, senadores, governadores ou prefeitos. Com esse simples estratagema, nossos bravos homens públicos iam com menos sede ao pote, pois o risco de perder a mamata era grande.

Leia mais
19/10/2017

Roger marca um gol de placa

O atacante Roger, do Botafogo, foi operado no último dia 7 para a retirada de um tumor no rim direito. Tal achado, no final de setembro, resultou no afastamento do artilheiro da equipe, com 17 gols marcados na temporada, até que o diagnóstico de benignidade ou malignidade fosse confirmado.  No último dia 12,  Roger convocou uma entrevista coletiva, no hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, e ao lado do médico que o operou, Raphael Rocha, comunicou que a biópsia tinha revelado se tratar de um tumor benigno.

Leia mais
11/10/2017

 

Seria Bolsonaro um novo Collor?

Nas redes sociais temos encontrado uma grande polarização em torno da suposta candidatura de Jair Bolsonaro à presidência da República, apesar de não termos nada de concreto ainda. Vale lembrar que falta apena um ano para as eleições presidenciais. Não vou entrar nessa discussão de saber se o Bolsonaro é ou não um bom candidato, no entanto, as supostas demais candidaturas entre os quais Marina, João Dória, Ciro Gomes, Geraldo Alckmin, Luís Inácio representam a mesmice de sempre, de um sistema para lá de viciado.

Leia mais