Janaína Botelho

Janaína Botelho

História e Memória

A professora e autora Janaína Botelho assina História e Memória de Nova Friburgo, todas as quintas, onde divide com os leitores de AVS os resultados de sua intensa pesquisa sobre os costumes e comportamentos da cidade e região desde o século XVIII.

26/03/2020

O município de Sapucaia atualmente é constituído por cinco distritos, Sapucaia, Anta, Jamapará, Nossa Senhora da Aparecida e Pião. Esse artigo objetiva informar sobre a nossa relação com o distrito de Nossa Senhora da Aparecida, uma história desconhecida de Nova Friburgo. Na primeira metade do século 19, nos arredores da Vila de Nova Friburgo os povoados vão se desenvolvendo notadamente pelo assentamento de colonos suíços e alemães que abandonam o distrito colonial. Capelas curadas são construídas e se tornam freguesias em razão de seu crescimento econômico e da população. 

Leia mais
19/03/2020

A primeira grande epidemia de febre amarela no Brasil ocorreu no ano de 1685, trazida pelos navios negreiros que transportavam escravos africanos. Terrível e mortífero flagelo teve início em Recife-PE onde aportou um tumbeiro trazendo o mosquito Aedes Aegypti, vetor que somente seria conhecido muitos séculos depois como transmissor da doença.

Leia mais
12/03/2020

O distrito de Conselheiro Paulino possui atualmente uma população estimada de mais de 40 mil habitantes. Abriga inúmeras fábricas do setor metalmecânico e recentemente confecções da moda íntima. Responde pela terceira arrecadação do município ficando atrás do Centro e do distrito de Campo do Coelho. Com o seu expressivo parque industrial, Conselheiro Paulino poderia ser o primeiro em arrecadação, mas como as notas fiscais são emitidas pelos escritórios dessas empresas, no centro da cidade, perde a geração dessa receita.

Leia mais
05/03/2020

Cerca de 3,8 milhões de imigrantes europeus entraram no Brasil entre os anos de 1887 e 1930. Os italianos formavam o grupo mais numeroso, vindo a seguir os portugueses e os espanhóis. Imigrou para Nova Friburgo no final do século 19, a família Martignoni e nos parece ter sido um dos primeiros imigrantes italianos a chegar à vila serrana. No ano de 1870, Elviro Ernesto Martignoni embarcou com o seu pai e o tio no porto de Gênova, na Itália e desembarcaram no porto do Rio de Janeiro em 2 de agosto daquele ano.

Leia mais
27/02/2020

Em Campo do Coelho, terceiro distrito, a Fazenda Rio Grande vinha sendo paulatinamente alienada e suas glebas dando origem a outras propriedades rurais comumente conhecidas como sítios. No entanto, havia duas dessas glebas nessa fazenda denominadas de Serra Nova e Serra Velha onde estavam instaladas 66 famílias colonas. O proprietário colocou à venda as glebas onde estavam instaladas essas famílias. Vieram muitos interessados ver a propriedade aumentando a apreensão entre os colonos sobre o seu destino, caso a alienação se efetivasse.

Leia mais
20/02/2020

O carnaval de Nova Friburgo demarcava posições sociais e estabelecia territórios, fazendo emergir ao mesmo tempo e no mesmo espaço realidades distintas e comportamentos diversos. Enquanto a elite buscava o estilo europeizado inspirado na commedia dell’arte, as classes média e popular traziam resquícios da festa colonial como o retumbante zé-pereira, com batuque de bumbos atroadores, e o indesejável entrudo.

Leia mais
13/02/2020

O retorno do historiador suíço Martin Nicoulin a Nova Friburgo na semana passada foi por um motivo nobre. Ele veio para o lançamento do livro “Teia Serrana 2, novos temas, novas abordagens”. Martin Nicoulin é um historiador suíço que escreveu o antológico livro “A gênese de Nova Friburgo” que trata da imigração de colonos suíços para o Brasil, no século 19, cuja obra motivou a produção de outras publicações, algumas partindo de seu livro.

Leia mais
06/02/2020

O título da matéria pode parecer estranho aos amantes da memória do trem no Brasil, mas logo explico. Certa ocasião, dirigindo um documentário na Estação de Trem Visconde de Itaboraí, conhecida como Visconde, uma prostituta que residia no outrora escritório da estação se aproximou de mim. Ela estava intrigada e queria saber por que eu estava fazendo imagens de um lugar tão sujo e insalubre como a estação de Visconde. Para quem não conhece a antiga estação ela está totalmente abandonada, os ambientes internos repletos de fezes de pombos e de animais mortos.

Leia mais
30/01/2020

O município de Nova Friburgo ganha mais uma obra, o livro “Teia Serrana 2, Novos Temas, Novas Abordagens”, que joga ainda mais luz sobre a sua rica história. O primeiro volume “Teia Serrana, Formação Histórica de Nova Friburgo”, lançado em fevereiro de 2003, contou com 11 artigos de historiadores, alguns dos quais são igualmente articulistas no segundo volume. Os coordenadores de ambas as obras foram João Raimundo de Araújo e Jorge Miguel Mayer, esse último falecido no dia 20 de março de 2018, e substituído por Ricardo da Gama Rosa Costa.

Leia mais
23/01/2020

Filme e trilha Cult

A comunidade de hippies Quiabo’s ficou aproximadamente três anos em Nova Friburgo. Drogas como LSD e maconha eram utilizadas pelos hippies, em geral, para ampliar o nível de consciência e proporcionar uma experiência mística. Carlos Doady nos informa que alguém lhe perguntou sobre a utilização de drogas na comunidade Quiabo’s. Ele teria respondido “Raramente!”. “Raramente usavam?”, indagou a pessoa. “Raramente faltava!”, ele respondeu.

Leia mais