Elizabeth Souza Cruz

Elizabeth Souza Cruz

Surpresas de Viagem

A jornalista-poeta-escritora-trovadora-caçadora de cometas Elisabeth Sousa Cruz divide com os leitores, todas as terças, suas impressões a bordo do que ela carinhosamente chama de “Estação Caderno Light”, na coluna Surpresas de Viagem.

23/04/2019

O Caderno Z não deixaria passar em branco a data de 18 de abril – Dia Nacional do Livro Infantil, criado em homenagem ao nascimento de Monteiro Lobato. Na sequência, dia 23 tem mais celebrações com o Dia Mundial do Livro, que homenageia outros grandes da literatura – William Shakespeare, Miguel de Cervantes e Vladimir Nabokov. O tema é vasto e nos prendendo ao Sítio do Pica Pau Amarelo teremos enredo de sobra para enriquecer a viagem.

Leia mais
16/04/2019

O Caderno Z está literalmente recheado de guloseimas. Parece o próprio Coelhinho da Páscoa. Eu já escolhi a minha receita – “Ovo de Páscoa de travessa”. São várias sugestões, cada qual mais provocante do que a outra. E pensar que o chocolate é coisa de mais de três mil anos. A planta foi cultivada pelo povo “Olmeca”, uma civilização que vivia nas “regiões tropicais do centro-sul do atual México”. Para chegar aos tempos atuais, o cacau passou por vários processos.

Leia mais
09/04/2019

Como é bom completar 74 anos e, em meio à maturidade, sentir-se cada vez mais jovem. O ser humano é passageiro; o jornal, que tem a marca de ser a nossa “Voz”, é perene. Na duração de seu tempo, se renova e isso lhe confere a jovialidade necessária para vencer esse mesmo tempo implacável. De Américo Ventura aos dias atuais, mais atual, impossível. O trabalho é tamanho família, passando de pai para filho e do filho para neta, bisnetos e quem mais chegar.

Leia mais
02/04/2019

O tema “1º de Abril – Dia da Mentira” me levou, novamente, à casa da infância, porque me pai era aniversariante dessa data. Eu e meu irmão embrulhávamos uma caixa com chuchu ou batata, e um bilhetinho – “Caiu, caiu, 1º de abril!” – Todo ano era a mesma coisa e papai repetia – “Ah! Vocês me pegaram de novo!” Lembro-me ainda que na vizinhança, a criançada já começava o dia pregando “mentiras”. E a gente se divertia quando alguém caia no trote. Nós nem sabíamos que era uma coisa tão antiga e muito menos que essa prática era de origem estrangeira, de muitos séculos passados.

Leia mais
25/03/2019

Tem muita gente na equipe de A VOZ DA SERRA que é poeta e não sabe. Guilherme Alt está no meio dessa gente querida. Somente leio o Editorial do Caderno Z depois de compor meu texto, isso para não me influenciar na hora de escrever.  Li Guilherme e constatei – prosa poética e ele nem fica prosa por ser poeta. E é na sua poesia que inauguro a viagem de hoje em homenagem ao Dia Nacional do Artesão – “É na ponta dos dedos, no trançar das agulhas, no martelar dos pregos...” que o Z esbanja habilidades para traduzir o artesanato friburguense.

Leia mais
19/03/2019

Tão musical está o Caderno Z que só faltou cantar. Mas se não canta, encanta!E tudo isso para falar de um tema pra lá de especial – o Jazz. Muita gente deve estar surpresa com a idade desse ritmo de “essência africana”, que parece moderninho, mas, que na verdade, tem idade suficiente para ser o pai de muitos gêneros musicais pela influência que tem exercido ao longo da história. Em Nova Friburgo, o Clube de Jazz completa 20 anos com a empolgação de sempre. Os depoimentos de alguns fundadores do clube são emocionantes e nos levam ao embalo de suas canções fascinantes.

Leia mais
12/03/2019

O carnaval acabou. Assim mostra o calendário. Contudo, as emoções continuam até porque, como diz uma canção – “confete, pedacinho colorido de saudade”. E quantos confetes nós ainda vislumbramos pela cidade. Por mais que se varra, sempre ficam aqueles teimosinhos, marcando os dias da folia.  O Caderno Z é todo festivo com o registro das campeãs. A Vilage conquista seu 25º título, renascendo das cinzas.

Leia mais
05/03/2019

No carnaval, o melhor tombo é cair na folia! O jornal inteiro é um convite para que os foliões não percam a programação. Agora são oito escolas, pois os blocos de enredo adquiriram o status de escolas de samba, com mais enriquecimento para o nosso carnaval. Pelas letras dos sambas vê-se que a festa de Momo é cultura, arte e muita pesquisa na composição dos enredos. É o trabalho de um ano, de desafios e anseios, de altos e baixos, porque não é fácil manter uma agremiação. São comunidades inteiras que se esforçam para que tudo esteja a contento no momento triunfal da exibição na passarela.

Leia mais
26/02/2019

Já preparei meu bloco de rascunho para registrar a euforia do Caderno Z. Faltando poucos dias para o carnaval, os festejos de Momo estão a todo vapor. O Brasil tem pose de ser o pioneiro, mas o carnaval “não é uma invenção do brasileiro e remonta à Antiguidade”... Com tradições variadas pelo mundo afora, até ganhar o formato atual em nosso país, quanta coisa foi mudando, mas Nova Friburgo mantém seu carnaval entre os melhores do Estado do Rio de Janeiro. O Bloco “Máquina Tricolor” vem com toda animação para homenagear seu ídolo Romerito.

Leia mais
19/02/2019

Começamos com o Z de uma amizade muito grande para celebrarmos nesse domingo, 17 de fevereiro, o Dia da Amizade Suíço-Brasileira. Guiados pela memória histórica de Girlan Guilland, vamos relembrar a visita de uma caravana suíça que aqui chegou em 1977. São passados mais de quarenta anos e precisamos festejar a criação da Associação Fribourg-Nova Friburgo. Em “Dois povos: um só coração”, Girlan comenta, entre outras importâncias, sobre o monumento “alusivo às duas cidades”, localizado no largo entre as ruas Francisco Miele e José Ruiz Bolea.

Leia mais