Elizabeth Souza Cruz

Elizabeth Souza Cruz

Surpresas de Viagem

A jornalista-poeta-escritora-trovadora-caçadora de cometas Elisabeth Sousa Cruz divide com os leitores, todas as terças, suas impressões a bordo do que ela carinhosamente chama de “Estação Caderno Light”, na coluna Surpresas de Viagem.

18/09/2018

Na minha infância eu ouvia dizer – “Fulana está forte, vistosa, bonita”. Esses adjetivos diziam respeito às moças rechonchudas. Ao contrário, ouvia dizer também – “Fulana está magra, será que está doente?” Cresci entendendo que gordura era sinal de saúde. Depois, os conceitos foram mudando. A magreza imperou como ideal físico, até que as mulheres resolveram dar um basta e tiraram o peso da consciência, provando que manequim 48 também tem charme. O Caderno Z abraça a ideia e traz Jéssika Lima, friburguense, que venceu o “Miss Plus Size Carioca 2017”.

Leia mais
11/09/2018

“Ler, escrever, compreender” – É assim que o Caderno Z nos convida para celebrarmos o Dia Mundial da Alfabetização, 8 de setembro. O fantástico mundo da Educação se abre para os leitores como uma caixinha de surpresas e a professora Inahiara Venâncio nos comove em seus depoimentos. Com “uma vida dedicada à alfabetização”, entre sorrisos e abraços de seus pequenos, “Iaiá”, como é chamada, confessa – “Amo o que faço, amo alfabetizar”. Esse é o segredo do magistério e sua maior ferramenta de trabalho – o amor.

Leia mais
04/09/2018

Desta vez o “Caderno Z” quase me levou a nocaute, pois, quando vi o tema da última edição, me senti na “lona”. Foi então que me lembrei que, antigamente, “estar na lona” era sinal de dificuldades. Contudo, minhas letras não vão a nocaute, porque o desafio de viajar em A VOZ DA SERRA é um prazer imenso para o meu fim de semana. Bom saber que nossa cidade tornou-se referência em formar campeões no mundo da luta.

Leia mais
28/08/2018

Percorri o Caderno Z, de trás para frente, de frente para trás e não achava um jeito de iniciar a viagem literária. Tem dias que a inspiração trava e a folha em branco diz – “E agora, Elisabeth?”. Mas não foi a inspiração que travou. Foi o tema do Z que trouxe um assunto impactante. De um lado, o glamour dos cães com seguidores nas redes sociais; de outro, a dura lida de quem protege os animais de rua. Não me ocorre outra definição, a não ser lançar mão de Antoine Exupéry – “Tu te tornas responsável pela rosa que cativas”. Contudo, não é fácil se responsabilizar por 99 cães e 58 gatos.

Leia mais
21/08/2018

Quer dizer então que 15 de agosto é o Dia do Solteiro! Melhor ainda foi o Caderno Z abordar o tema com tanta leveza e propriedade. E a pergunta vem em cheio - “Quem vive sozinho sofre de solidão?” A resposta é simples – “Não!”.  Entretanto, como tudo na vida tem seu lado positivo e negativo, (e cada um tem seus critérios de avaliação) importa mais é estar bem emocionalmente e gostar da própria companhia. A psicóloga clínica Ágatha Abrahão ressalta que “é importante alcançar o mínimo de conhecimento a respeito daquilo que buscamos...”.

Leia mais
14/08/2018

Quem pensa que o Dia dos Pais é coisa do século XX,  agora pode se esbaldar nas comemorações. O Caderno Z foi buscar a informação de que essas celebrações já aconteciam na Babilônia “há cerca de 4.000 anos”. No Brasil, a comemoração veio a partir de agosto de 1953, por ideia do publicitário Sylvio Bhering. Associar a homenagem com os heróis bombeiros foi uma grande sacada do “Z”, porque as duas missões envolvem doação.

Leia mais
07/08/2018

O Caderno Z não perde o calendário e nesta terça, 7 de agosto, festejamos o Dia Nacional do Documentário Brasileiro. Nos festejos há muitas razões para comemorar, pois “diretores friburguenses estão nas telas dos cinemas”. Colocar o “Dedo na Ferida” não é mais aquela coisa de tocar em melindres. Agora, sim, é o título de um documentário eleito o melhor no Festival do Rio 2017. Também pudera! Tem assinatura de Silvio Tendler. Contudo, os jovens cineastas da cidade estão desenvolvendo trabalhos edificantes e fazendo sucesso para além fronteiras.

Leia mais
31/07/2018

Quem não gosta de frio tem que inventar mil maneiras para se acostumar, porque a natureza não está nem aí para os nossos gostos. Bebidas e comidas quentes são um dos recursos para vencer o desafio do inverno. O Caderno Z parece adivinhar os nossos dramas e nos apresenta um festival de ideias calorosas para colorir as noites da estação fria. Na juventude eu achava lindo sentir frio nas mãos já que o coração andava aquecido de ilusões. Mas, e agora? O jeito é seguir o “Menu Z”: sopas, vinhos e chocolate!

Leia mais
24/07/2018

A sonoplastia da viagem fica por conta de Milton Nascimento, pois não há como falar de amizade sem que se lembre de Canção da América. “Amigo é coisa pra se guardar”, independente do fator “tempo & espaço”. Festejar o 20 de julho, Dia do Amigo, é mais do que curtir a data no calendário. “Um bom amigo pode estar no lugar mais longe do mundo”, pois estando “dentro do coração” estará sempre perto. Ainda mais na atual era das comunicações fáceis e instantâneas, não se perde mais as amizades de vista.

Leia mais
17/07/2018

Seja em 13 de julho ou nos outros 364 dias do ano, “todo dia é dia de rock”. O Caderno Z é o próprio “Nirvana” musical. Logo no “Editorial”, encontro Phill Collins abrindo o festival de estrelas. O caderno é um verdadeiro “Rock in Friburgo”. Aos dez anos de idade ganhei de papai o meu primeiro LP, de Elvis Presley, e foi como uma iniciação nesse ritmo eletrizante que jamais saiu do meu coração, de moda e muito menos será ultrapassado. Esta semana, conversando com Carlos Rapiso, o contador, que adora ler A VOZ DA SERRA, nós comentávamos a eficiência do “Z” em trabalhar com datas e temas.

Leia mais