Max Wolosker

Max Wolosker

Economia, saúde, política, turismo, cultura, futebol. Essa é a miscelânea da coluna semanal de Max Wolosker, médico e jornalista, sobre tudo e sobre todos, doa a quem doer.

17/10/2018

Chegamos na França em plena ebulição da reforma da Previdencia Social daqui. Como no Brasil, está gerando muita controvérsia, principalmente, porque o movimento sindical francês é mais forte e coeso que o brasileiro. A proposta do governo Macron é estabelecer a idade mínima de 60 anos para as mulheres e 62  anos para os homens, tendo como ponto de corte a idade de 63, quando quem optar por ela, teria proventos integrais.

Leia mais
12/10/2018

 

As urnas não mentem, jamais

      O primeiro turno das eleições no Brasil, ocorreu no último domingo 7. O percentual de votos do primeiro colocado, mais de 47%, não foi suficiente para definir o vencedor e, com isso, teremos um segundo turno, no próximo dia 28. No entanto, as urnas deixaram um recado muito importante, em especial para os politicos, mais precisamente para os maus politicos.

Leia mais
11/10/2018

O primeiro turno das eleições no Brasil, ocorreu no último domingo 7. O percentual de votos do primeiro colocado, mais de 47%, não foi suficiente para definir o vencedor e, com isso, teremos um segundo turno, no próximo dia 28. No entanto, as urnas deixaram um recado muito importante, em especial para os politicos, mais precisamente para os maus politicos.

Leia mais
18/09/2018

O Brasil se encontra num beco sem saída. Como a maior parte de sua população não tem a mínima noção da crise institucional e econômica pela qual passamos; com nível de informação sofrível, nas mãos de uma imprensa, na maioria das vezes, comprometida e de orientação esquerdista, com um povo corrupto e que perdeu a noção do que é certo e errado, tomamos conhecimento de fatos incompatíveis com o bom senso, a ética e a moral.

Leia mais
11/09/2018

Sexta feira, sete de setembro, o líder nas pesquisas eleitorais para a presidência do Brasil, foi esfaqueado na Rua Halfeld, centro comercial de Juiz de Fora. Dizendo agir em nome de Deus, o agressor foi Adélio Bispo de Oliveira, de quarenta anos de idade, natural da cidade mineira de Montes Claros. A faca, roubada da pensão onde ele estava hospedado há duas semanas, penetrou no abdome de Bolsonaro e fez um estrago que, por pouco, não lhe tirou a vida.

Leia mais
05/09/2018

Por seis votos a favor e um contra, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu o óbvio, ou seja, confirmar a inelegibilidade do pretenso candidato Luís Inácio da Silva. Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro; como essa pena foi proferida por um órgão colegiado, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre-RS, ele passou a infringir a lei da Ficha Limpa, estando por oito anos, impedido de disputar qualquer cargo eletivo.

Leia mais
29/08/2018

Que o Brasil não tem mais jeito, já sabemos desde há muito; mas, infelizmente, todo o dia acontece algo que corrobora a afirmativa de nossa chegada ao fundo do poço, de onde jamais sairemos. Aliás, os fatos que ocorrem atualmente, logo após a homologação das candidaturas a presidente da república, mostram quão pouco sérios são nossa classe política e jurídica.

Leia mais
21/08/2018

O jornalista Merval Pereira passou um mês na Rússia, durante a Copa do Mundo; não foi como membro do caderno de esportes, pois essa não é sua praia. Sua presença em Moscou e adjacências, se deveu a transmissão de notícias de interesse cultural, político e econômico do país dos Tzares, tendo como pano de fundo a maior competição de futebol do planeta.

Leia mais
07/08/2018

O ocorrido com o candidato Jair Bolsonaro, nos debates televisivos da TV Cultura e Globonews, mostra que o Brasil tem de ser repassado a limpo em todos os setores. Não só a justiça, a política, a economia, mas também outros setores onde, principalmente, a mídia se insere. 

Leia mais
02/08/2018

Nesta semana me aconteceu um fato durante a madrugada que não desejo nem ao meu pior inimigo. Era mais ou menos 5h quando tive um acesso de tosse e, em seguida, uma sensação de sufocamento que impedia o ar de entrar nos meus pulmões, e tive de fazer um esforço sobre humano para conseguir vencer essa resistência. Nem as manobras de tapotagem (batidas vigorosas nas costas) aplicadas pela minha mulher, nem a compressão vigorosa da caixa torácica, também aplicadas por ela, fizeram efeito imediato. Aos poucos a passagem de ar foi sendo liberada e a minha respiração voltou ao normal.

Leia mais