Robério Canto

Escrevivendo

No estilo “caminhando contra o vento”, o professor Robério Canto vai “vivendo e Escrevivendo” causos cotidianos, com uma generosa pitada de bom humor. Membro da Academia Friburguense de Letras, imortal desde criancinha.

16/05/2018

De onde vem a paixão que esta cidade exerce sobre seus filhos de sangue ou de adoção?

Talvez todo cidadão devesse dizer sobre a cidade em que nasceu o que disse Rui Barbosa a respeito da Pátria: “...É o céu, o solo, o povo, a tradição, a consciência, o lar, o berço dos filhos e o túmulo dos antepassados”.

Leia mais
09/05/2018

Mas também nisso o Brasil está muito à frente dos demais países

Leia mais
02/05/2018

O coração é apenas um sino que bate sem saber por quê

Leia mais
26/04/2018

Mesmo o maior perna de pau pode ser Pelé por um segundo

Poucos, pouquíssimos, são os escritores que podem sonhar, já não digo com a imortalidade, mas ao menos com a permanência de seus nomes por alguns anos além da morte. Só para aqueles eleitos pelos deuses das letras vale a frase de Machado de Assis: “Esta é a glória que fica, eleva, honra e consola”.

Leia mais
18/04/2018

A solução será, talvez, permitir que as pessoas idosas roubem à vontade

Você sabe que a idade média no Japão está dois ou três quarteirões depois da casa dos oitenta. Bem melhor do que, por exemplo, em Guiné-Bissau, onde a média de idade é bem baixa, e quem chega aos 56 é considerado um sobrevivente. Então, se você quer passar mais um tempinho neste mundo, antes de embarcar para o outro, mude-se para o Japão e se naturalize. Para falar a verdade, não sei se o benefício da longevidade é garantido aos imigrantes, mas, enfim, não custa tentar.

Leia mais
11/04/2018

Mas ninguém dá emprego a morto, só mesmo em filme de terror

Certa vez, morreu um vereador mineiro, que Minas é eterna, mas seus vereadores, não. Mais ainda: morreu em plena sessão legislativa, não sei se entusiasmado com o discurso que fazia ou se revoltado com o discurso de algum adversário. Na sessão seguinte, apresenta-se o seu suplente, devidamente documentado, mas é impedido de tomar posse.

- Por que não posso tomar posse, Senhor Presidente?

 - Porque ainda não recebi o atestado de óbito do seu antecessor.

Leia mais
04/04/2018

Outro dia encontrei um conhecido na rua e ele, com justa alegria, veio me dizer que seu primeiro filho havia nascido. Na verdade, nem era tão conhecido, mas, na felicidade em que se encontrava, ele parecia íntimo de Deus e do mundo e estava ansioso para anunciar aos quatro ou cinco cantos da Terra a chegada do primogênito. Conhecem as expressões “tomar bênção a cego”, “dar bom dia a sapo”, “chamar urubu de meu louro” e outras semelhantes? Todas indicam situações de aperto. Mas naquele dia entendi que não apenas as dificuldades levam o ser humano a esses comportamentos tresloucados.

Leia mais
28/03/2018

“De fato, eles ainda não tinham compreendido a Escritura que diz: Ele deve ressuscitar dos mortos”. (Jo 20, 9)

Eis aí a Semana Santa, com sua imensa carga de mistério e chocolate, diante de um mundo mais inclinado ao chocolate do que ao mistério, mais para o alegre coelhinho que, desnaturado, oferece ovos, do que para o Crucificado que anuncia o pão eterno.

Leia mais
21/03/2018

Há pessoas que se deixam vergar pelo peso de uma pena, enquanto outras sofrem as mais duras penas e tocam em frente

Leia mais
14/03/2018

Já está mais do que na hora de darmos aos acontecimentos o seu justo peso e valor

Leia mais