César Vasconcelos de Souza

Cesar Vasconcellos de Souza

Saúde Mental e Você

O psiquiatra César Vasconcellos assina a coluna Saúde Mental e Você, publicada às quintas, dedicada a apresentar esclarecimentos sobre determinadas questões da saúde psíquica e sua relação no convívio entre outro indivíduos.

12/07/2018

Bateu, massacrou, derrotou, venceu, desestruturou, venceu o adversário, humilhou, despachou, duelo, na briga, combate, confronto, pra cima deles, competição. Estas são palavras que se relacionam com alguma guerra? Elas são usadas para o futebol.

Que sentimento é este que um torcedor sente por seu time? O que significa este sentimento? O que passa por sua cabeça quando seu time preferido de futebol ganha uma partida? Você dirá que sente alegria. Alegria. E se o time perder nos próximos três jogos? O que entra no lugar da alegria? Raiva? Ódio? Tristeza? Desânimo? Vergonha?

Leia mais
05/07/2018

A doença nunca vem sem causa. O caminho é preparado, e a doença convidada, pela desconsideração para com as leis da saúde. Muitos sofrem em consequência da transgressão dos pais. Embora não sejam responsáveis pelo que seus pais fizeram, é no entanto seu dever procurar verificar o que é e o que não é violação das leis da saúde. Devem evitar os hábitos errôneos de seus pais, e mediante uma vida correta colocar-se em melhores condições.

Leia mais
28/06/2018

Muitas pessoas procuram grupos de auto-ajuda, para problemas variados, como alcoolismo, comer compulsivo, neuroses etc., e conseguem vitórias maravilhosas sobre aquilo que era o problema principal. Param de beber, ficando sóbrios, controlam o comer compulsivo, evitam a perda do controle emocional, etc.

Leia mais
21/06/2018

Quando médicos são pressionados para encontrar rapidamente diagnósticos e orientar o tratamento para um atendimento mais numeroso de pacientes, ocorre perda na qualidade do atendimento. É mais provável que ocorra uma visão parcial do paciente, e os aspectos subjetivos daquele indivíduo não são avaliados pela falta de tempo na consulta, o que traria mais dados para o profissional que, quem sabe, poderia até modificar o procedimento final prescrito.

Leia mais
14/06/2018

A moça limpava o vidro da vitrine dos pães e mostrava simpatia e ânimo. Ao me aproximar para solicitar um pão, ela me olhou, deu um simpático “bom dia”, e continuou com seu serviço. Como costumo fazer com funcionários de qualquer lugar, elogiei o trabalho dela, pensando em animá-la pelo bom serviço que ela prestava para aquela padaria, animá-la não (só) por limpar o vidro , mas para a vida.

Leia mais
07/06/2018

Há na televisão uma propaganda de uma rede de lojas de móveis e eletrodomésticos, na qual uma dupla de cantores repete frases arrogantes sobre o “concorrente” e “concorrência”, semelhante aos discursos de políticos que gastam mais tempo atacando outros do que mostrando seus projetos ao povo. Irritante.

Leia mais
31/05/2018

Uma pessoa abusiva verbalmente, “grossa”, mais comum em autoritários, pode ter muita dificuldade em admitir seus defeitos de caráter. Demonstra poder pessoal, mas se fizéssemos uma enquete para ver sua aceitabilidade, ela se sairia mal. Se você é autoritário e tem um funcionário “grosso” como você, porém produtivo para sua empresa, provavelmente o tolerará por causa do interesse econômico. E talvez você manterá a negação de seu jeito agressivo de ser, só vendo o do outro.

Leia mais
24/05/2018

Compartilhar é melhor do que competir. Entretanto, a sociedade tem funcionado com muita pressão competitiva. A competição é saudável quando você luta consigo para melhorar seu jeito de ser. Fora isto, a competição em geral é estresse, orgulho ou maldade.

Quanto mais feliz, mais equilibrada emocionalmente e mais espiritual uma pessoa vai se tornando, mais ela adquire uma mente ajudadora. Isto significa que ela apresenta uma mentalidade que se volta facilmente para oferecer soluções para as pessoas que vivem algum problema ou dificuldade e que solicitam ajuda.

Leia mais
17/05/2018

Gabriele Kuby, 62 anos, é uma socióloga, autora de livros como Gender Revolution e The Global Sexual Revolution, é pesquisadora e crê que a agenda LGBT tem suscitado um novo tipo de intolerância que classifica de homofóbico qualquer pessoa que discorde deste grupo. Ela é divorciada, tem três filhos e recebeu elogios do papa Bento XVI por ser uma guerreira que batalha contra ideologias destrutivas do ser humano.

Leia mais
10/05/2018

O título acima “Tudo bem?”  é uma pergunta que fazemos para as pessoas e elas nos fazem também diariamente. Em geral respondemos da mesma forma, dizendo: “Tudo bem!”, mesmo que algumas coisas estejam ruins em nossa vida no momento. Você conhece alguém que esteja com tudo bem na vida dela?

Leia mais