A Voz da Diocese

a voz da diocese

Buscando trazer uma palavra de paz e evangelização para a população de Nova Friburgo.

01/02/2022

No último domingo, 30 de janeiro, o Papa Francisco discursou sobre a primeira pregação de Jesus na sua cidade, Nazaré. Em vez de receber aprovação, Jesus encontrou incompreensão e até hostilidade (cf. Lc 4, 21-30). Os seus concidadãos, mais do que uma palavra de verdade, queriam milagres, sinais prodigiosos. O Senhor não os realiza e eles rejeitam-no, pois dizem que já o conheciam desde criança, que é o filho de José (cf. v. 22) e outras coisas mais. Então, Jesus pronunciou uma frase que se tornou proverbial: “Nenhum profeta é bem aceito na sua pátria” (v. 24).

Leia mais
25/01/2022

Na semana passada refletimos sobre o perigo do silêncio de nossos sentimentos. Nesta semana voltemos nosso olhar para o valor da palavra como fonte de vida. No último domingo, 23, o Papa Francisco ao refletir sobre a inauguração da pregação de Jesus (cf. Lc 4:14-21) recordou que, após a leitura do texto do Profeta Isaías, "todos os olhos estavam fixos Nele" (v. 20) e Jesus começa dizendo: "Esta Escritura, que você acabou de ouvir, foi cumprida hoje" (v. 21).

Leia mais
18/01/2022

“Para onde vão nossos silêncios quando deixamos de dizer o que sentimos?” Esta semana me deparei com este questionamento da Mafalda, a famosa e perspicaz personagem em quadrinho de Joaquín Salvador Lavado. A dúvida de Mafalda gerou em mim um certo incômodo, o que me levou a escrever esta reflexão.

Leia mais
11/01/2022

Quero falar a partir do que sei, do que vi e experimentei, por isso, quando falo em primeira pessoa não interprete como pedantismo, mas como testemunho de uma verdade vivida.

Nascido poucos dias antes do nascimento do meu pai, em 7 de março de 1956, tendo, portanto, idade e gabarito para ser, não só meu pai, mas meu mestre, como o foi de muitos nestas terras friburguenses, o padre Genival Nunes Fernandes decide deixar um vazio em nossos corações ao retornar para sua terra natal.

Leia mais
04/01/2022

Esse é um texto sobre o recomeçar, no contexto do Ano Novo que se inicia, mesmo que, a princípio, não pareça. Para os apaixonados por café, nada melhor que começar o dia com uma boa dose da bebida, preparada com grãos moídos na hora e coagem feita em uma cafeteira especial, como a prensa francesa ou a moca italiana, ou mesmo o tradicional coador de pano. Isso é maravilhoso! Contudo, tem gente que não sabe que o sabor do café se perde juntamente com o cheiro que escapa. Pois aquele pó guardado há dias dentro do pote que já está sem cheiro, sem gosto e sem encanto não serve para mais nada.

Leia mais
28/12/2021

Aproxima-se o fim de mais um ano e a abertura de mais um ciclo em nossas vidas. Todo recomeçar é permeado da esperança de que tudo será diferente. No entanto, está sob nossa responsabilidade fazer construir essa nova realidade. Diante de tudo o que vivemos em 2021, é desejo comum que em 2022 sejamos promotores de humanidade. Assim, é urgente que a misericórdia ocupe o primeiro lugar em nossas atitudes.

Leia mais
24/12/2021

“A Palavra eterna se fez pequena; tão pequena que cabe numa manjedoura. Se fez criança, para que a Palavra possa ser compreendida por nós. Desde então a Palavra já não é apenas audível, não possui somente uma voz; agora a Palavra tem um rosto, que por isso mesmo podemos ver: Jesus de Nazaré” (Bento XVI, Verbum Domini, 12).

Leia mais
21/12/2021

Na proximidade do Natal, é notória a mobilização das pessoas: o clima natalino invade ruas e praças, as casas são enfeitadas de luzes e todos aguardam ansiosos a troca de presentes e a sonora mensagem “Feliz Natal!”.

Muitos são os símbolos utilizados neste momento jubiloso do ano. Tudo parece se transformar: as trevas sedem lugar à claridade, árvores e presentes invadem a cidade. Todas estas comemorações são legítimas e necessárias, mas quando expressam a alegria de nossos corações alimentados pela esperança de um tempo melhor, mais feliz e justo.

Leia mais
14/12/2021

“Alegrai-vos sempre no Senhor!” (Fl 4, 4.5) É com este imperativo que a liturgia católica celebrou o terceiro domingo do Advento, neste último dia 12. Este tempo preparatório para a grande festa do Natal, traduz-se num convite à alegria e a renovação das nossas esperanças. A expectativa do nascimento do menino Deus reforça a pretensão de vivermos tempos alegres. Mas qual é o motivo dessa alegria?

Leia mais
07/12/2021

“Ave plena de Graça!” Com este anúncio o arcanjo Gabriel descortinava um novo cenário místico para toda a história da salvação e, com o sim da jovem Virgem de Nazaré, o céu e a terra se encontravam num matrimônio libertador. No seu ventre sagrado o chamado transformava-se na encarnação do Verbo, Jesus Cristo.

Leia mais