Participação social

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sábado, 09 de dezembro de 2017

Para pensar:

“Se o indivíduo é passivo intelectualmente, não conseguirá ser livre moralmente.”

Jean Piaget

Para refletir:

“A inveja é um vírus que se caracteriza pela ausência de sintomas aparentes. O ódio espuma. A preguiça se derrama. A gula engorda. A avareza acumula. A luxúria se oferece. O orgulho brilha. Só a inveja se esconde.”

Zuenir Ventura

Participação social

A comissão parlamentar composta para dar forma à nova Lei Orgânica Municipal continua funcionando a todo vapor, e convoca a população para também fazer a sua parte e ajudar a nortear o rumo dos trabalhos.

Neste sábado, 9, por exemplo, a agenda está bastante cheia, e tratará de questões relacionadas a faixas etárias específicas.

Temas

Pela manhã, das 9h às 12h, os debates serão focados em crianças e adolescentes.

Mais tarde, das 13h às 16h, a audiência pública terá como tema a juventude.

Por fim, das 16h às 19h, a atenção será toda para os idosos.

Hora de representar

Mudando de assunto, mas permanecendo na Câmara, os vereadores friburguenses receberam, na tarde da última e quinta-feira, 7, professoras do estado, representando o movimento “Acorda Rio”.

O objetivo do grupo é sensibilizar o governo do Estado do Rio de Janeiro sobre os salários atrasados, incluindo o décimo terceiro de 2016, ainda sem previsão de pagamento.

Desdobramentos

Os profissionais também reivindicam - que absurdo isso ter se tornado necessário - um calendário de pagamentos para o ano que vem.

Os parlamentares assumiram o compromisso de acompanhar as professores à Alerj, onde pretendem conversar com deputados.

Nossos representantes também esperam se reunir com o governador Pezão.

Resta esperar que tudo se concretize, e o quanto antes.

PPA

A sessão da Câmara na última quinta-feira, 7, reservou a votação do Plano Plurianual apresentado pelo Executivo, com previsões orçamentárias para os próximos quatro anos.

Um processo que, apesar de ter sido concluído por unanimidade, reservou alguns momentos embaraçosos.

Vácuo de liderança

De imediato, chamou atenção o fato do líder de governo não estar no plenário no momento de defender a proposta, deixando a tarefa a cargo do presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, Professor Pierre, que nem ao menos integra a base de governo.

Constrangedor.

Desatenção?

Já o Palácio Barão de Nova Friburgo, por sua vez, deixou passar a impressão de que pode ter pisado na bola durante a elaboração do documento.

Além de haver muitas semelhanças entre o plano em vigor e o que ora foi apresentado, fez-se necessária uma emenda para remanejar as dotações reservadas para o bicentenário municipal em anos como 2019, 2020 e 2021, aparentemente incluídas por engano, como num copia e cola.

Vem mais

As discussões orçamentárias ainda devem dominar o plenário na próxima semana, com a votação da LDO.

Além disso, também deve ser apreciada uma emenda que propõe reduzir o atual percentual de remanejamento de 30% para 15%.

A julgar por tudo o que se passou em 2017, não devem faltar argumentos para defender a medida.

Vem que T(r)em

Na última terça-feira, 5, o Clube do Trem realizou sua derradeira assembleia de 2017, encerrando um ano de muitos resultados, ainda que obtidos em tão pouco tempo.

O encontro se deu na sede da Academia Friburguense de Letras, e reservou um momento de grande emoção.

Peça histórica

Coroando suas conquistas, o Clube ganhou por doação da família da saudosa professora Maria Suzel Soares da Cunha um presente que é um verdadeiro troféu.

Pelas mãos do empresário e agente cultural Henrique Cordeiro Corrêa, o sino que se acredita ter sido da última locomotiva que passou pela cidade, em julho de 1964, foi incorporado ao acervo da instituição.

Crescendo

O Clube do Trem lançou ainda o seu informativo, chamado “Nos trilhos”.

E institucionalizou os seus dois primeiros núcleos: o de Bom Jardim, tendo à frente Déscio Luiz Frerie; e o de Sumidouro, com a jornalista Bernadete dos Santos Dias.

O núcleo bonjardinense, por sinal, será instalado na noite da segunda-feira, 11.

Novidades?

A perspectiva no momento do fechamento desta edição era de que teríamos novidades no início da próxima semana envolvendo a Câmara e o secretariado, com prováveis repercussões sobre a representação da Prefeitura em plenário.

É esperar para ver.

Papo sério

O colunista gosta de encerrar os trabalhos semanais com notas leves, mas desta vez o assunto é bastante sério.

No dia 30 de novembro deste ano a 2ª Vara do Trabalho de Nova Friburgo deferiu pedido do Ministério Público do Trabalho que designa para o próximo dia 13, quarta-feira, audiência judicial com o Município de Nova Friburgo, no processo 0100970-16.2016.5.0512.

Ampulheta

A matéria, em essência, trata do acordo judicial firmado no sentido do município assumir a UPA, através de servidores temporários.

A situação é preocupante pois, cinco meses após firmado o acordo, ainda não foi encaminhado à Câmara o projeto de lei para a contratação de servidores públicos temporários, que deveriam assumir os serviços na UPA a partir de 3 de fevereiro próximo, conforme determina a cláusula segunda do acordo.

Um prazo a esta altura muito curto, portanto.

Para valer

O Massimo entende que não será tão fácil prorrogar o prazo, posto que na cúpula da pasta ainda há quem defenda publicamente a implantação de Organização Social (OS), contrariando o acordo firmado pelo próprio município.

Importante lembrar ainda a previsão de multa de R$ 150 mil a ser paga pelo município, se houver o descumprimento do acordo.

Uma situação que - desnecessário enfatizar - pode gerar importantes repercussões legais à administração.

Obviamente, se o governo tiver avanços a divulgar, o espaço está aberto.

Respostas

Aparentemente os leitores recuperaram o amor pelo nosso desafio fotogrático.

Para satisfação do colunista, enviaram respostas corretas os parceiros Francisco Lavra da Silva, Filipe Saturnino, Manoel Pinto de Faria, Gilberto Éboli, Silvio Poeta e Antônio Lopes.

A coluna agradece pela parceria de sempre.

Foto da galeria
Publicidade
Agora Faz
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.