Separe as tags por vírgula
Momentos Literários por Tereza Cristina Malcher Campitelli

As datas são próximas: o dia das mães e o aniversário de Nova Friburgo,
datas em que se comemora o nascimento e o acolhimento da vida. As mães
têm o prazer de alimentar seus filhos para fazê-los voar como águias e
orgulham-se de vê-los conquistando espaços e impossíveis céus. Assim, todos
os dias, dão-lhes alimentos nutritivos para que a fome lhes seja saciada e, com
seus grandes e ternos braços, acolhem seus filhos de sol a sol. Da mesma
forma, Nova Friburgo tem montanhas que abraçam seu povo e oferecem água
límpida para matar sua sede e...

Leia mais
Massimo por Massimo

Para pensar:

“A verdadeira função do homem é viver, não existir. Eu não gastarei os meus dias a tentar prolongá-los. Usarei o meu tempo.”

Jack London

Para refletir:

“As pessoas nascem sempre sob o signo errado, e estar no mundo de forma digna significa corrigir dia a dia o próprio horóscopo.”

Umberto Eco

Dito e feito

Quando a coluna começou a tratar do provável futuro político do ex-deputado estadual Wanderson Nogueira, muitos leitores compreenderam a mensagem cifrada de...

Leia mais
Observatório por Wanderson Nogueira

Que saudade de você, mãezinha. Não sei se as demais pessoas que, assim como eu, já não tem mais a sua mãezinha por perto, sentem a mesma saudade que eu. A minha saudade é gigante, tanto quanto é imensa a presença desse amor que não passa.

A ausência física e tudo que advém dela – entristece. É falta do abraço, da lembrança, do cheiro do cangote, do colo, das mãos leves e sensíveis que só mão de mãe tem na hora de fazer carinho. Falta dos almoços de domingo e da comida que nem restaurante chique é capaz de fazer igual. Falta da voz, mesmo quando embargada pela preocupação exagerada...

Leia mais
Há 50 anos por Há 50 anos

Edição 11 e 12 de maio de 1969
Pesquisado por Guilherme Alt

Manchetes:

  • Mãe: Símbolo de amor: Neste segundo domingo de maio celebra-se, o dia consagrado às mães. Onde quer que haja corações de sensibilidade repercute a data, pois o amor filial é sentimento de todo universo, de todos os homens, entendido, e por todos os homens, partilhado. Traduza-se ele na forma de uma lembrança dulcíssima, porque o anjo a que damos o nome de mãe já nos tenha deixado, ou seja a evocação de alguém presente e muito amado em...

Leia mais
David Massena por David Massena

Pinçado da internet

“Não estacione sua alma em espaços onde não cabem os seus sonhos.”

Dia D

Acostumada a dar seu toque de fada nas festas de seus afilhados, com mimos e guloseimas, a inventar presentes para efemérides especiais e a presentear amigos queridos com suas criações em patchworck, Vanessa Quintanilha de Moraes, vai viver o seu dia D.

Generosa, talentosa e criativa, a aquariana com múltiplos talentos fisgou o coração do Marcelo Braune.

Casório

No próximo dia 17 (mesma data em que seus...

Leia mais
Massimo por Massimo

Para pensar:

“Os resultados das armas são sempre incertos e temíveis.”

Cícero

Para refletir:

“Recomeça... se puderes, sem angústia e sem pressa e os passos que deres, nesse caminho duro do futuro, dá-os em liberdade, enquanto não alcances, não descanses, de nenhum fruto.”

Miguel Torga

Lá em cima

A correria dos últimos dias resultou num pequeno acúmulo de pautas relativas a esferas superiores, mas que, em maior ou menor grau, nos afetam aqui também.

Tentemos colocar...

Leia mais
Com a palavra... por Paula Farsoun

Rir. Sorrir. Gargalhar. Eis práticas deliciosas de viver. Rir é bom demais. Esboça alegria, faz bem para alma, libera o diafragma, alivia tensões. Sorrir, faz muito bem. A expressão da felicidade, simpatia, bem estar, muitas vezes transborda o sorriso, vai além do que se pode supor. Gargalhar passa por aquele riso extravasado, que transborda, contagia. 

A verdade é que tudo isso faz muito bem, tanto para quem sorri, ri, gargalha, quanto para eventual interlocutor dessas mensagens corporais que transcendem os movimentos do rosto. Até isso é uma escolha. Sorrir ou não sorrir para a...

Leia mais
Massimo por Massimo

Para pensar:

“A saúde de Nova Friburgo está [sobrevivendo] por aparelhos.”

Arthur Mattar Gremion Soares, ex-diretor médico do Hospital Municipal Raul Sertã

Para refletir:

“A história está repleta de pessoas que, como resultado do medo, ou por ignorância, ou por cobiça de poder, destruíram conhecimentos de imensurável valor que em verdade perteciam a todos nós. Nós não devemos deixar isso acontecer de novo.”

Carl Sagan

Jogo viciado

A coluna já criticou diversas vezes a forma...

Leia mais
Observatório por Wanderson Nogueira

UFF e Cefet unidos
Nova Friburgo que conta com duas instituições federais de ensino sabe dos riscos que corre com o corte de 30% do orçamento do ensino superior promovido pelo governo federal. Nesta quarta-feira, 8, aconteceu apenas o primeiro ato de muitos na cidade.

Mobilização
Alunos do Cefet e da UFF se mostram unidos para mostrar a região que não são apenas os estudantes que perdem com este corte, mas os municípios como um todo. 

Mais atos por aí...
Novos atos devem ocorrer se somando às manifestações...

Leia mais
História e Memória por Janaína Botelho

No artigo desta semana recorri ao Caderno de Cultura, na série Memória Oral, coordenado pela professora Maria Suzel Coutinho Soares da Cunha. O entrevistado é José Pereira da Costa Filho, o Costinha, militante do Partido Comunista. A entrevista foi dada em 26 de outubro de 1983. Costinha trabalhou até os 14 anos de idade no Parque São Clemente. A seguir em uma olaria e por fim na Fábrica de Rendas Arp.

Há, portanto, uma particularidade. Trabalhou na construção de barracões no Sanatório Naval, um episódio bem interessante na história de Nova Friburgo. Oficiais e marinheiros da...

Leia mais