Max Wolosker

Max Wolosker

Economia, saúde, política, turismo, cultura, futebol. Essa é a miscelânea da coluna semanal de Max Wolosker, médico e jornalista, sobre tudo e sobre todos, doa a quem doer.

19/02/2020

Conforme escrevi na minha coluna anterior meus 70 anos foram comemorados em Fernando de Noronha. Na realidade fui conferir o fato de ser esse arquipélago brasileiro rotulado de paraíso, seria isso verdadeiro? Afinal, como já estou mais para lá do que para cá é sempre bom ter contato com a terra prometida e saber como ela é.

Leia mais
05/02/2020

Marquei uma viagem para a ilha de Fernando de Noronha, onde ficarei por uma semana, de hoje, 5, ao próximo dia 12. Essa viagem tem um significado muito especial para mim, pois foi marcada para comemorar a chegada de mais uma primavera, ou seria outono, já que na sexta-feira, 7, completarei 70 anos. Ao invés de fazer uma festa, optei por uma viagem e a opção por Noronha foi pelo fato de muitos dizerem que se o paraíso existe, e ele seria esta ilha. Como já estou próximo dele, seria uma boa ocasião de conferir e testar sua existência.

Leia mais
29/01/2020

Eleitor friburguense hoje eu me dirijo a você. Como todos sabemos 2020 é um ano eleitoral e em outubro estaremos escolhendo os futuros vereadores, assim como o cidadão que será o responsável pelos destinos do município, nos próximos quatro anos. Aliás, Nova Friburgo abandonada, esburacada, mal iluminada, com escândalos, principalmente, na saúde pipocando por todos os lados, merece um destino melhor que o atual.

Leia mais
22/01/2020

Antes de tudo é importante diferenciar o que seja uma escola militar (colégio militar), das escolas militarizadas, tão em voga e tão combatidas ultimamente. Assim, podemos conceituar as primeiras como instituições geridas por militares seja na direção, como na formação do corpo docente onde há uma mescla entre professores saídos dos quadros da caserna e de civis sem formação militar, mas enquadrados nos princípios que gerem a formação de um militar.

Leia mais
15/01/2020

As últimas semanas foram marcadas por uma grande polêmica provocada pelo site Porta dos Fundos, uma mistura de produtora de mau gosto e geradora de celeumas desnecessárias e inconsequentes, principalmente, quando usam o escudo da censura, para se proteger. Mas, o que é pior, quando são amparados por “autoridades” sem nenhum preparo para exercerem funções da mais alta relevância de um país.

Leia mais
11/12/2019

Como faço todos os anos tiro férias no mês de dezembro, portanto essa é a minha última coluna de 2019. Já se vão mais de 14 anos escrevendo semanalmente em A VOZ DA SERRA, começando em 2005, durante meu estágio, obrigatório, do curso de Comunicação Social da Universidade Candido Mendes, em Nova Friburgo. Fui aceito pelo saudoso Laercio Ventura, então, diretor do jornal que me apoiou e permitiu que desse os primeiros passos no meu novo desafio, de ser jornalista, além de médico.

Leia mais
04/12/2019

No dia 27 de novembro, minha Sogra nos deixou, aos 94 anos. Aliás, esse substantivo grafado com o s maiúsculo é uma homenagem àquela velhinha que tão bem soube cuidar do marido, filhos, netos e bisnetos, genros e noras. Na realidade ela descansou, pois sua doença, uma miocardiopatia diabética (doença do músculo cardíaco causado pelo Diabetes, tornou seus últimos dias um sacrifício doloroso, com uma falta de ar e um cansaço constantes.

Leia mais
27/11/2019

Depois de dois meses fora, chegamos ao Brasil no último dia 17. Voo tranquilo, sem os percalços da ida, mas cansativo, pois passar onze horas e meia num espaço exíguo é muito complicado. Bem feito para mim, pois se fosse deputado federal, senador, ex-presidente, membro do STF ou ministro de estado, estaria viajando de primeira classe, à custa do país e com toda mordomia. Como cidadão comum e aposentado é classe econômica e olhe lá.

Leia mais
13/11/2019

Estou convencido de que a recusa, em sair da cadeia para cumprir prisão domiciliar, assumida pelo ex-presidente Luís Inácio da Silva, foi intencional. Ele sabia que seus protegidos do STF, os chamados garantistas, viriam em seu socorro e revogariam a decretação da prisão em segunda instância. O mais curioso é que numa demonstração de pura submissão a um presidiário, esse mesmo STF que em 2016 chancelara a prisão após a confirmação da pena, em segunda instância, volta atrás e readota o tramitado em julgado, para que só, então, a prisão seja executada.

Leia mais
06/11/2019

Faltando menos de duas semanas para retornar ao Brasil, faço uma constatação, a qual observo já há algum tempo e costumo comentar com muitos franceses, quer eles gostem ou não. A França é o Brasil de amanhã, pois esse besteirol de liberdade, igualdade, fraternidade é muito bonito, desde que não seja levado ao pé da letra. Como todo governo socialista, uma parte da população trabalha arduamente, para sustentar um bando de parasitas.

Leia mais