Atenção

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sábado, 11 de agosto de 2018

Para pensar:

“A sabedoria e a ignorância se transmitem como doenças; daí a necessidade de se saber escolher as companhias.”

Williams Shakespeare

Para refletir:

“Não se deixem enganar pelos cabelos brancos, pois os canalhas também envelhecem.”

Rui Barbosa

Atenção

Bom, os leitores sabem bem a esta altura que existe uma profunda crise nos bastidores envolvendo alguns personagens centrais ao governo.

Basicamente, há um grupo incompatível com a boa administração - por má fé ou extrema incompetência - e outro grupo que vem sendo constantemente bombardeado com “fogo amigo” por não deixar o jogo seguir de forma irregular.

Lenda antiga

Qualquer gestão isenta já teria defenestrado a turma das vilas marginais há muito tempo, mas aparentemente vale a máxima do “uma vez chefe, sempre chefe”.

Acontece, no entanto, que toda essa crise pode ter inspirado um teatrinho baseado numa antiga lenda morroqueimadiana, a ser interpretado nos próximos dias.

É importante antecipar tal possibilidade, para que - caso se concretize - não engane ninguém.

Motim

Diz a lenda que certo comandante havia se afastado de sua embarcação durante parte bastante turbulenta da travessia marítima entre a Suíça e a terra do Grande Cão Sentado.

E, sem a presença do líder da nau, pequenos focos de motim começaram a pipocar entre a tripulação, a partir de atos levianos de seu conselheiro mais próximo.

Sinais de fumaça foram enviados para que o comandante antecipasse seu retorno, enquanto parte mal intencionada da tripulação elaborava um ardil.

Encenação

A fim de que fosse possível se livrar do timoneiro, que teimava em manter a embarcação no rumo certo, foi feita uma proposta ao comandante tão logo este retornou: dois homens seriam lançados ao mar, o “homem do leme”, e o ardiloso conselheiro do comandante.

A proposta parecia justa, mas logo ficou claro que a sugestão partira do próprio conselheiro, que tinha um bote preparado para si, e planejava continuar atuando nos bastidores, de maneira oficiosa.

Moral

Moral da história: se eventualmente tivermos uma exoneração dupla nos próximos dias, leiam a notícia com cuidado antes de tirar quaisquer conclusões.

Na prática, pode apenas estar nascendo mais um ministro sem pasta, com ainda mais liberdade para zombar da Justiça.

Linha direta

Na última quinta-feira, 9, o secretário municipal de Ciência e Tecnologia, Marcelo Verly, visitou a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), onde teve duas reuniões.

Às 13h com a diretora científica da Faperj, Elisete Bouskela, e às 16h com o diretor de tecnologia, Maurício Guedes, que foi coordenador da incubadora de empresas da Coppe e responsável pela implantação do parque tecnológico da Ilha do Fundão, da UFRJ, a quem Verly já conhece desde a década de 90, quando foi gerente da incubadora da Uerj.

Bem acompanhado

Ao longo da agenda Verly teve a companhia do professor Antônio José da Silva Neto, que foi o primeiro secretário de Ciência e Tecnologia de Nova Friburgo, tendo assumido o cargo em 2010, no governo do ex-prefeito Heródoto Bento de Mello, quando a pasta foi criada.

Na foto que ilustra a coluna deste fim de semana temos, da esquerda para a direita: Antônio José da Silva Neto, Maurício Guedes e Marcelo Verly.

Por falar nisso...

No fim de setembro vai acontecer em Petrópolis o Hacking Serra.

A fim de viabilizar a composição de uma caravana de jovens que estudem em Nova Friburgo para que tomem parte no evento, a Secretaria de Ciência e Tecnologia está iniciando um trabalho de mobilização de estudantes nos cursos de Engenharia da Computação, Engenharia Mecânica, nos cursos de Sistemas de Informação do Cefet, e outros na cidade.

Visita ilustre

Para tanto, duas etapas estão previstas.

Na próxima terça-feira, 14, a cidade irá receber o cultuado professor Raphael Albergarias, superintendente de Projetos Especiais da Secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social.

Sua agenda prevê dois encontros: o primeiro na Uerj, às 11h; o segundo no Cefet, às 14h. Ambos com o intuito de sensibilizar os alunos em relação aos programas Rio Startup e Rio Estado Inteligente.

Composição

Já no dia 5 de setembro, às 18h30, o Senai abre as portas de seu auditório no Centro para a realização do encontro final, no qual será consolidada a montagem desse grupo de alunos que participarão no evento, representando Nova Friburgo.

O esforço é fruto de uma parceria que envolve a Secretaria de Ciência e Tecnologia, Sebrae, e “outras instituições que estão se agregando”.

Presunção de inocência

A 9ª Subseção da OAB/RJ, aqui em Nova Friburgo, abre as portas de seu auditório no próximo dia 17, a partir das 18h30, para a apresentação da palestra “Presunção da inocência: Direito de Todos”, apresentada por Roberto Tardelli, procurador aposentado do MP-SP, que atuou como promotor no caso Suzane Von Richtofen.

Programa imperdível para comunidade jurídica friburguense.

Sem resposta

O vereador Maguila dedicou os 17 minutos de seu discurso na sessão da última quinta-feira, 9, a atacar a coluna.

E, mesmo com todo este tempo, que nas mãos de um bom orador teria rendido uma página inteira de jornal, o parlamentar não foi capaz de rebater uma única informação publicada pela coluna na manhã do mesmo dia.

Nada.

Recreio

Como se estivesse numa discussão escolar, o parlamentar gastou seu precioso tempo na tribuna fazendo apenas insinuações vazias, caronistas, contraditórias e incoerentes, como sugerir que o colunista é preconceituoso e racista, segundos após fazer, ele próprio, uma ironia de cunho homofóbico.

Chega a ser constrangedor ver uma pessoa tão incapaz de organizar um único argumento que não seja autofágico.

Culpar o espelho

A rigor não havia mesmo qualquer resposta que lhe fosse possível, porque tudo que este espaço fez foi chamar a atenção para a seriedade das informações passadas pelo próprio vereador, em seu infeliz discurso na última terça-feira, 7.

Ora, se não gostou do que viu, não devia culpar o espelho pela imagem que ele reflete.

Quem quiser testemunhar o nível de eloquência do vereador, o discurso está lá no YouTube.

A propósito...

Muitos vereadores têm dito que a coluna está se portando de maneira parcial.

Cabe, portanto, um esclarecimento, ainda que este espaço seja opinativo.

O colunista entende ser gravíssimo que candidatos peçam votos à população, sejam eleitos, e em seguida vendam essa confiança popular a interesses infiltrados, em troca de cargos, oportunidades nepotistas, influência e favores das mais diversas naturezas.

Isso rompe os laços de representatividade e causa, sim, profunda indignação.

Estrutura comprometida

Nova Friburgo estaria muito, muito melhor, se pudesse contar com uma Câmara independente, verdadeiramente fiscalizadora, que não estivesse amarrada por uma quantidade infame de nomeações e gratificações direcionadas a indicados políticos, comprometendo assim os alicerces de nossa estrutura democrática.

Perna coxa

O vereador, portanto, que quiser reclamar da postura da coluna, tenha antes a decência de expor à sociedade quantos são os nomeados e as gratificações que indicou ao governo.

E a que custo.

Porque quem não vendeu a própria isenção, podem ter certeza, não tem qualquer motivo para reclamar deste espaço.

Não ofende

Aliás, o leitor acha normal que um vereador tenha assessoria nomeada pela prefeitura?

Respostas

Logo pela manhã de sexta-feira, o amigo Girlan Guilland matou a charada de nosso desafio mais recente: “o cenário de Baixada de Salinas, no terceiro distrito, tendo ao fundo os Três Picos, nas proximidades do Ibelga”.

Até o fechamento desta coluna, também cravaram a resposta os parceiros José Nilson, Rosemarie Künzel, Manoel Pinto de Faria, Gilberto Éboli e Alberto Corrêa, o popular Betinho.

Parabéns a todos!

Pausa

A partir da próxima terça-feira, 14, a coluna entra em curto período de férias.

Se houver necessidade a gente antecipa o retorno, mas esperemos que não seja o caso.

Aos leitores, portanto, fica um até breve, e o mais sincero agradecimento pela confiança e pela parceria de sempre.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.