Perspectiva

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Para pensar:

“Será inútil ensinar a mansidão, a menos que tenhamos iniciado com a humildade.“

João Calvino

Para refletir:

“Viajar é bom, mas o lar é melhor."

Provérbio russo

Perspectiva

Em meio a muitos assuntos em nossa esfera política, a coluna não teve tempo de repercutir a excelente perspectiva aberta pela intenção da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio) de adquirir o complexo do antigo Colégio Nova Friburgo, no Parque da Cascata, a fim de operar ali um hotel, um centro de atividades e um centro educacional.

A proposta foi apresentada à Fundação Getúlio Vargas (FGV), que pôs o imóvel à venda no mês passado, e publicada em primeira mão por A VOZ DA SERRA.

Tomara

Os leitores habituais sabem que a coluna sempre defendeu a importância daquele espaço privilegiado, bem como a necessidade de que seja aproveitado adequadamente, para o bem de Nova Friburgo.

Bons projetos não faltam, e agora, como se vê, vontade também não.

A se concretizar, será um belo presente à cidade pelos seus 200 anos.

Por falar nisso...

O amigo Girlan Guilland vem levantando uma bandeira interessante a esse respeito.

“Esta notícia nos anima a insistir com um tema sobre o qual já vínhamos falando há algum tempo: também a Firjan, do Sistema S, pelo braço da indústria, poderia adquirir o casarão da antiga fazenda Vila Amélia, incorporando-o, assim, ao patrimônio de seu Centro de Atividades e Clube Sesi.”

Aspas

“Esse seria, por exemplo, uma excelente oportunidade para que o bairro possa ter um centro cultural, sobretudo voltado para a nossa centenária indústria. O gesto resolveria ainda um problema para a nossa Afape, atual proprietária do imóvel, que tenta vendê-lo para o custeio de seu importante e indispensável trabalho de apoio às famílias de portadores de deficiências e pessoas com necessidades especiais.”

Ainda ele

Aliás, mudando de assunto mas não de personagem, Girlan também dividiu com o colunista, tempos atrás, seu esforço por dar reconhecimento oficial à importante contribuição francesa ao desenvolvimento de Nova Friburgo.

“Estou articulando um grupo para pleitearmos o reparo desse lapso histórico, incluindo a França entre os países formadores. Argumentos não faltam e estamos obtendo adesões de peso, aproveitando que a Praça das Colônias está em obras (conclusivas).”

Pertinência

Cá entre nós o debate parece pertinente, não apenas pelo bicentenário municipal, mas também porque em 2018 comemoramos os 40 anos de atuação da preciosa representação local da Aliança Francesa.

Ainda a esse respeito, Girlan também está negociando com a Ascofri a troca do nome “Praça das Colônias” por “Praça das Nações”.

Ao colunista também soa melhor. E os leitores, o que pensam?

Falta consciência

Na semana passada a coluna publicou foto enviada pelo geógrafo Pedro de Paulo na qual era possível ver uma cama desmontada que havia sido descartada numa das margens do Córrego Dantas, altura do Jardim Califórnia.

Pois bem, no dia seguinte o geógrafo - que havia retirado sozinho todo o material, e o posicionado em local mais apropriado à coleta - informou que voltou a encontrar as peças de madeira próximas à água corrente.

Um absurdo completo.

Mau exemplo

A coluna não sabe informar se o material já foi finalmente coletado, e agradece de antemão se alguém puder enviar informações atualizadas.

De qualquer modo, não podemos ignorar as constantes demonstrações de desrespeito para com nossa preciosa riqueza ambiental.

Que exemplo estamos dando às nossas crianças, pessoal?

Esse tipo de coisa precisa acabar...

Oportunidade

A tradicionalíssima escola de música da Sociedade Musical Beneficente Campesina Friburguense está com inscrições abertas este mês.

Interessados a partir dos 7 anos podem se inscrever para os cursos de teoria musical, e instrumentos de sopro e percussão.

A inscrição deve ser feita na Praça Getúlio Vargas nº 55, 2º piso.

Indignidade

No momento em que esta coluna está sendo escrita, muitos servidores municipais que operam por RPA estão próximos de completar quatro meses de atraso em seus pagamentos.Uma situação inaceitável, que não vem funcionando há muito tempo, e que a essa altura já dá sinais evidentes de que não será resolvida através de medidas paliativas.O concurso da Saúde precisa sair o quanto antes.

Concurso já

O Massimo espera que a situação de ao menos um mês já tenha sido resolvida quando da publicação destas notas, mas não alimenta mais esperanças de que esse sistema possa funcionar dignamente no futuro próximo.

É hora de fazermos o que é certo, e vem sendo prometido há tempo demais.

Novo desafio

A talentosa Regina Lo Bianco propõe um novo tipo de desafio aos leitores.

Generosa como sempre, ela se dispõe a dividir conosco algumas de suas belas fotografias de paisagens naturais friburguenses, para que os leitores possam apontar onde ficam, ou - melhor ainda - sintam-se estimulados a conhecer (e preservar).

Por entender que se tratam de desafios mais difíceis, a coluna os deixará sempre em aberto por ao menos dois dias.

Onde fica?

E então, os amigos saberiam dizer que poço é este, e onde se localiza?

Boa sorte, e boa descoberta dos encantos de Nova Friburgo a todos.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.