Saúde convoca audiência na Câmara nesta quarta para prestar contas

Secretaria vai apresentar à população relatório do que foi feito pela pasta no terceiro quadrimestre de 2019
terça-feira, 18 de fevereiro de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
O secretário de Saúde, Marcelo Braune (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)
O secretário de Saúde, Marcelo Braune (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)

O cidadão friburguense que deseja acompanhar mais de perto as ações da atual gestão da Secretaria Municipal de Saúde terá uma boa oportunidade nesta quarta-feira, 19, a partir das 14h. Conforme publicado no Diário Oficial eletrônico de terça-feira, 18, a Secretaria Municipal de Saúde realizará uma audiência pública para apresentação do relatório referente aos serviços prestados pela saúde no 3º quadrimestre de 2019.

A audiência pública foi proposta pelo vice-prefeito e secretário municipal de Saúde, Marcelo Braune, e será realizada no plenário da Câmara Municipal de Vereadores, na Rua Farinha Filho, 50. O encontro é aberto ao público e toda a sociedade friburguense está convidada a participar.

A VOZ DA SERRA entrou em contato com a Prefeitura de Nova Friburgo para saber mais detalhes sobre a apresentação que será feita durante a realização da audiência pública, de modo a esclarecer à população de forma antecipada o teor das informações que serão passadas no encontro. Também questionamos a prefeitura sobre quem estaria representando a Secretaria Municipal de Saúde para fazer a apresentação e responder eventuais dúvidas dos vereadores e cidadãos presentes, no entanto, até a atualização desta notícia  não recebemos resposta.

Também procuramos o vereador Wellington Moreira, que preside a Comissão Permanente de Saúde, Prevenção e Combate ao Uso de Drogas da Câmara Municipal, para comentar a realização da audiência pública proposta pela Secretaria Municipal de Saúde. Oposição ao Governo Municipal, o parlamentar não poupou críticas à gestão da saúde.

“Não tenho muita expectativa para essa audiência da saúde. Vamos escutar mentiras, maquiagem, obras a serem inauguradas, mas a população continua sendo tratada como lixo. São filas enormes para marcação de consultas que duram mais de ano, pacientes largados na sala de medicamentos e muitas vezes nos corredores, cirurgias canceladas por falta de corpo cirúrgico. As cirurgias eletivas não tem sido feitas, exames laboratoriais terceirizados, sabe-se lá porque razão, estão sendo cancelados, há curto circuitos e apagões no hospital, falta de médicos especialistas nos postos de saúde, falta ambulância em São Pedro e Lumiar. Muitas vezes há apenas uma enfermeira para atender inúmeros pacientes, em muitos fins de semana não tem pediatra, sem falar na relação promíscua com a empresa que fornecia uma péssima alimentação. Por estas razões, o número de óbitos cresceu exageradamente em Friburgo. A realidade fala mais alto que as falácias que iremos ouvir”, criticou Wellington.

 

LEIA MAIS

Coluna do Massimo apurou que, entre os 31 do Raul Sertã e os 6 da Maternidade, 8 estão com defeito

Henrique Pessoa diz que polícias Civil e Militar estão unidas em fazer cumprir a quarentena; artigo 268 do Código Penal exige obediência a decreto

Atendimento ao público será feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h, e sem aglomeração

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: saúde | Governo