Distribuição de cestas básicas começa pela Granja Spinelli

Segundo a prefeitura, foram entregues nesta quarta 1.263 kits
quinta-feira, 21 de maio de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
A distribuição de cestas na Granja Spinelli (Fotos: Henrique Pinheiro)
A distribuição de cestas na Granja Spinelli (Fotos: Henrique Pinheiro)

A espera chegou ao fim para milhares de friburguenses que começaram a receber as 15 mil cestas básicas que serão doadas pela Prefeitura de Nova Friburgo para amparar pessoas em situação de vulnerabilidade social devido a pandemia do coronavírus. A distribuição foi iniciada na terça-feira, 19, com a entrega em domicílio a idosos e pessoas com algum tipo de deficiência. Já nesta quarta-feira, 20, a entrega começou a ser feita também presencialmente. O primeiro bairro atendido foi Granja Spinelli.

A VOZ DA SERRA acompanhou a distribuição das cestas básicas e dos kits de higiene e máscaras de barreira no fim da manhã desta quarta-feira. Apesar da grande estrutura montada pela prefeitura, com tendas e gradis, para resguardar o distanciamento seguro entre as pessoas, enquanto nossa equipe de reportagem esteve no local o movimento foi bastante tranquilo, sem nenhuma aglomeração de pessoas. De acordo com a prefeitura, somente nesta quarta-feira foram distribuídas 1.263 cestas básicas, sendo 115 para idosos e portadores de deficiência física e outras 1.148 para demais cadastrados.

Bom para a costureira Priscila de Azevedo Teixeira, que teve o contrato de trabalho suspenso devido a pandemia e foi lá retirar a cesta básica da qual tinha direito: “Eu já era cadastrada no Cras (Centro de Referência de Assistência Social), o que facilitou um pouco para que eu conseguisse receber essa ajuda. E veio numa hora muito boa, porque a situação está complicada. Consegui receber a primeira parcela do benefício do Governo Federal e agora estou aguardando a segunda. Enquanto isso a gente vai se virando como pode”, desabafou, já com a cesta básica em mãos.

Quem também ficou feliz com a ajuda foi a Cíntia Rapozo da Silva Souza, que também é costureira. Ela também teve o contrato de trabalho suspenso durante a pandemia e foi com a mãe, que é deficiente visual, receber a cesta básica: “Está chegando numa hora muito boa, vai ajudar demais a minha mãe. Essa foi a primeira ajuda que recebemos desde o início da pandemia. Minha mãe tem 66 anos, é deficiente visual, faz parte do Loas (Lei Orgânica da Assistência Social) e tem direito a receber. Mas na verdade a gente nem sabia disso. Chegamos aqui e o nome dela estava constando na lista. Foi ótimo”, disse.

As duas compras (de cestas básicas e kits de limpeza) foram feitas através do Fundo Municipal de Assistência Social, portanto, com verba própria do município. No caso das cestas básicas, a compra custou R$ 3.408.750 e estão sendo fornecidas pela empresa Ermar Alimentos, da Zona Norte do Rio. Já os kits de limpeza custaram R$ 359.100 e estão sendo fornecidos pela empresa Golden Rio Comercial, de Itaboraí.

Nesta quinta-feira, 21, a distribuição de cestas básicas, kits de higiene e máscaras de barreira será feita na Via Expressa, em Olaria, para moradores daquela região, das 8h às 16h, da seguinte forma: final do NIS: 0 (8h às 10h); 1 (10H às 12h); 2 (13h às 14h); 3 (14h às 15h); 4 (15h às 16h). O calendário completo está disponível no site de A VOZ DA SERRA (www.avozdaserra.com.br). 

LEIA MAIS

Registro foi de um leitor no primeiro dia em que o uso do acessório passou a ser obrigatório

Nova lei aprovada pela Alerj foi sancionada na semana passada

Já foram feitas 129 autuações, sendo 73 termos de interdição, 36 intimações e 20 orientações verbais

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra