Cidades vizinhas saem na frente e já vacinam idosos até em casa

Na contramão de Bom Jardim, Duas Barras e Cordeiro, Friburgo, mesmo com população maior, não tem nem cronograma
sábado, 06 de fevereiro de 2021
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Cidades vizinhas saem na frente e já vacinam idosos até em casa

Enquanto a Prefeitura de Nova Friburgo ainda não divulgou a data de início da vacinação de idosos contra a Covid-19 no município – na noite desta sexta-feira, 5, foi divulgada uma alteração no cronograma de imunização, no entanto, ainda sem previsão para este público –, cidades vizinhas da região saíram na frente e já estão aplicando as primeiras doses da vacina desse público, como são os casos de Bom Jardim, Duas Barras e Cordeiro, por exemplo.

Cabe ressaltar que na comparação entre as quatro cidades, Nova Friburgo conta com uma população bem maior que as demais, o que pode impactar na logística e na celeridade do processo, já que o número de doses e de pessoas a serem vacinadas também é maior. 

Apesar de ter uma população bem maior, a própria capital está vacinando pessoas da terceira idade de outros municípios. Idosos de Nova Friburgo, por exemplo, estão sendo levados por familiares  até o Rio, para serem imunizados contra a Covid-19. Foi o caso de Miguel Ruiz e Maurício Ribeiro, ambos com mais de 90 anos (foto acima).

Em Nova Friburgo, está sendo divulgado desde a última segunda-feira, 1º, um boletim diário com a atualização do número de vacinados no município. O último emitido, na noite desta sexta-feira, 5, apontava 3.186 pessoas imunizadas - 80 apenas nesta sexta. Desse total, 2.717 são profissionais da área de saúde e outros 389 asilados (segundo o governo municipal, esse público já foi 100% imunizado).

Ainda de acordo com informações disponibilizadas no Portal da Transparência (que pode ser acessado através do site da prefeitura – www.pmnf.rj.gov.br), Nova Friburgo recebeu até agora 4.640 doses da vacina Coronavac/Butantan e outras 2.120 fornecidas pela Astrazenica/Oxford, totalizando 6.670 doses recebidas até agora. Dessas, 3.654 constam como “restantes” e servirão para os próximos grupos prioritários. Até esta sexta-feira, 5, Nova Friburgo contabilizava um total de 9.588 casos positivos de Covid-19 e 279 óbitos em decorrência da doença. 

Novo cronograma em Friburgo

A nova etapa da vacinação será entre a próxima segunda, 8, e terça-feira, 9, das 14h às 20h, na Policlínica Sylvio Henrique Braune, no Suspiro, e atenderá, exclusivamente, aos trabalhadores da saúde e atendentes de consultórios e clínicas com idade a partir dos 50 anos.

Ainda de acordo com a prefeitura, o avanço no calendário da imunização deste novo público-alvo deve-se ao envio das doses da vacina Coronavac que o Estado cedeu à cidade no último dia 3 de fevereiro. Os profissionais que serão imunizados nesta fase são: assistentes sociais, biólogos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos, médicos veterinários, nutricionistas, odontólogos, profissionais de educação física, psicólogos, técnicos de enfermagem, técnicos de radiologia, técnicos de laboratórios e terapeutas ocupacionais.

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde, setor responsável pela imunização no município, informa ser obrigatória a apresentação da seguinte documentação: documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com o serviço de saúde ou apresentação de declaração emitida pelo serviço de saúde; carteira do conselho profissional ou documento comprobatório junto a um outro documento com foto; carteira nacional de saúde (Cartão do SUS) e CPF. Para os educadores físicos é necessário estar vinculado a um serviço de saúde. Já para recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, e motoristas de ambulâncias, será necessário apresentar: a carteira de trabalho com vínculo ativo ou contracheque e documento com foto, carteira nacional de saúde (Cartão do SUS) e CPF. Quem não possuir o cartão do SUS poderá emiti-lo por meio do aplicativo Conect SUS ou fazer no local.

Por fim, o governo municipal ressalta que “a execução dos períodos de vacinação depende do abastecimento de novas doses da vacina pelo Ministério da Saúde. À medida que o município receber mais remessas de doses das vacinas, será divulgado os próximos públicos para a vacinação, mas tudo dependerá das normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde e Governo do Estado”.

Imunização em Bom Jardim

A exemplo de Nova Friburgo, o município vizinho de Bom Jardim também iniciou a imunização de sua população no dia 20 de janeiro. A idosa Porcina Alves da Silva, de 101 anos (foto), foi a primeira a receber a vacina. Ela é residente do Lar para Idosos Frederico Meyer, no qual todos os outros idosos residentes também foram imunizados no mesmo dia. Outra vacinada foi Maria Eugênia Celles Silva, a Dona Celinha, de 97 anos, que recebeu a dose em casa.

Já na última terça-feira, 2, foi iniciada a vacinação (em domicílio) para idosos acima dos 90 anos de idade, com base no cadastro dos agentes comunitários de saúde. No dia seguinte, o município anunciou que havia recebido mais 265 doses da vacina para a segunda etapa para os que já tomaram a primeira dose e mais 60 a serem aplicadas.

Assim como Nova Friburgo, a Prefeitura de Bom Jardim informou em sua página oficial no Facebook que não há ainda uma programação fixa para o recebimento de mais doses da vacina, não sendo possível, portanto, estabelecer um calendário fixo para tal. Bom Jardim tem atualmente 875 casos confirmados de coronavírs e 15 óbitos.

Duas Barras

No município de Duas Barras, a técnica de enfermagem Maria Aparecida dos Santos Araújo, de 57 anos, foi a primeira vacinada contra a Covid-19, no dia 19 de janeiro, na Policlínica Municipal. O médico e prefeito de Duas Barras, dr. Fabricio Luiz Lima Ayres, foi quem aplicou a vacina na profissional de saúde, que trabalha há mais de 30 anos na área e está na linha de frente do combate à pandemia no hospital municipal. Dias depois  Fabrício testou positivo para o novo coronavírus e ficou internado em um hospital particular de Nova Friburgo até o último dia 1º, quando teve alta médica após nove dias de internação.

Em 26 de janeiro o município iniciou a vacinação dos acamados com mais de 60 anos de idade. Até então, Duas Barras já havia recebido 130 doses da vacina Coronavac/Butantan e 130 da Oxford/AstraZeneca. Quatro dias depois foi a vez de ser iniciada a imunização de idosos acima de 75 anos.

Até o fim da tarde de quinta-feira, 4, Duas Barras já havia imunizado 293 pessoas, sendo 143 profissionais de saúde, 45 acamados com mais de 60 anos de idade e outros 105 idosos com mais de 75 anos. O município ainda conta com 130 doses em estoque do laboratório Butantan para serem administradas como segunda dose. Duas Barras tem atualmente 125 casos confirmados de coronavírs e cinco óbitos.

Cordeiro

Assim como os demais municípios fluminenses, Cordeiro também iniciou a vacinação contra a Covid-19 no dia 20 de janeiro. O cronograma de imunização já está em seu quinto estágio, iniciado na quinta-feira, com a vacinação de idosos com mais de 95 anos de idade. O sexto grupo prioritário é formado por idosos de 90 a 94 anos, no entanto, as datas de imunização ainda não foram divulgadas.

Até esta quinta-feira, 4, 609 pessoas já haviam sido vacinadas no município. Não foi informada, no entanto, quantas doses foram aplicadas em profissionais da saúde e idosos. Ainda de acordo com nota divulgada pela Prefeitura de Cordeiro, “o público-alvo para a vacinação é definido pelo Ministério da Saúde de acordo com o Programa Nacional de Imunizações e, neste primeiro momento, de acordo com o quantitativo que recebemos, a vacina é destinada aos profissionais de saúde que estão atuando na linha de frente do combate à Covid-19 e mais expostos aos riscos de contrair a doença, além de idosos residentes em instituições de longa permanência”. 

 

 

LEIA MAIS

Aplicação da 2ª dose da Astrazeneca está sujeita a alterações também na próxima semana em Friburgo

Taxa média de ocupação dos leitos de UTI exclusivos nos hospitais locais baixa ainda mais, para 19,60%, a menor desde o início da pandemia

Coordenação de Atenção Psicossocial do estado sugere encaminhar 52 para Residências Terapêuticas, dar alta a 31 e mandar 6 de volta para casa, em seus municípios de origem

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra