Festejos espetaculares marcaram o sesquicentenário de Friburgo

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

sábado, 26 de maio de 2018
Foto de capa

Edição 25 e 26 de maio de 1968

Pesquisado por Guilherme Alt

Manchete:

  • Festejos espetaculares marcaram o sesquicentenário - São 150 anos de entusiasmo, orgulho e benquerença à nossa terra friburguense, por parte dos que aqui nasceram, dos que para aqui vieram e amarraram esse bendito torrão da Serra dos Órgãos. A objetiva do fotógrafo Preguinho, fixou os flagrantes
  • Honra ao Mérito – Impecável a organização da estupenda parada- Nunca, em tempo algum, Friburgo assistiu um desfile tão bonito, tão expressivo, realmente fabuloso, espetacular, como apresentado no dia 16 de maio em comemoração aos seus 150 anos. Não só os colégios se apresentaram magnificamente, como também as entidades da nossa comunidade, com seus diretores empunhando bandeiras, símbolos e troféus garbosos e mais que tudo frementes de entusiasmo pela terra natal, ofereciam um espetáculo magnificente que despertou emoções e manifestações cívicas. 
    No desfile colegial e comunitário: o governador Geremias, prefeito Amâncio, presidente da Câmara, juiz de Direito, prefeitos fluminenses, deputados federais, senadores, deputados estaduais, secretários de estado, ministros, príncipe D. João de Orleans e Bragança e vários membros da família imperial, convidados, jornalistas, cinegrafistas e radialistas, no palanque armado na Avenida Alberto Braune. Em baixo um pelotão de colegiais.
    A noite em praça pública: corte do bolo do sesquicentenário com 150 velas. Brazão do município. Mapa do território fluminense. Magnificente confecção da professora Luiza Bazetti. Ofertas de Massas Aymoré. 600 quilos de finíssima confeitaria.
  • Esplendoroso concerto sinfônico - Foi levado a efeito pela Sociedade Musical Euterpe Friburguense, no palco do Cine Teatro Leal, no dia 22. Intensamente aplaudida a centenária banda de música, em todas as peças apresentadas.
  • Deputado Álvaro de Almeida - O deputado apoiou e defendeu com desusado entusiasmo na Assembleia Legislativa, o projeto de Jorge Lima que concede imunidade para vereadores – “que tem delegação do povo para defendê-lo e igualmente representá-lo, não pode prescindir de liberdade para falar, gozando, outrossim, de imunidades reais para desempenhar o mandato”. Assim falou na tribuna, o representante de Friburgo acima mencionado, que concluiu: é uma anomalia que se tem de corrigir, pois a correção é absolutamente necessária aos delegados do povo, que tanto trabalham pelo município.

Sociais

  • AVS registra os aniversários de: Alfredo Motta (26), Gustavo José (29), Alfredo Noel Filho (30), Antônio Valente (31), Festeja mais um natalício nesta o jornalista e professor de faculdade de jornalismo Zuenir Ventura. Homem de imprensa dos mais gabaritados do cenário do jornalismo brasileiro. O nataliciante, no momento, em viagem de estudos e prêmio juntamente com sua esposa, Mary Ventura, que também é jornalista, está percorrendo vários países, entre as quais a Rússia, onde permanecerá três meses. Componente de uma geração que honra e dignifica o Brasil, o Professor Zuenir foi o selecionado na categoria, para integrar a turma de “Personalidades Friburguenses de 1967”.

Colunas

  • Em “Nova Friburgo na Sociedade”, W. Robson assina “Ainda o sonoroso ‘Fuim Fuim’”. “Escrevi sobre o Externato Santa Ignez, por um dever de plena justiça, ressaltei sua modelar organização e a inconteste capacidade do seu jovialíssimo corpo docente, realmente atualizado da cabeça aos pés. Nada mais fiz que cumprir uma obrigação jornalística. Sociedade é isto. Entende que seus emaranhados setores, devemos focalizar o útil, muito embora não discutamos o sabor delicioso de um bolo, os encantos de uma noiva trêmula dentro de um vestido ou a tragédia de um malogrado amor, tão encontrada nas canções de Nelson Gonçalves.
  • João Batista da Silva assina “Retalhos”. “JB esteve ausente por três semanas em gozo de férias. Foi até São Paulo visitando São Bernardo do Campo, Santo Amaro, Santos e Itapira, a Linda, passando, via Anhanguera, por Campinas. Tem razão os paulistas em dizer que o seu Estado não para. É progresso por todos os cantos. A capital brasileira do automóvel, com receita de sessenta milhões de cruzeiros novos (municipal) é uma revolução permanente, não se sabendo onde aplicar tanta verba. Pousamos na casa do primo Afonso, onde, por sua inesperada doença, precisamos bancar o caixeiro de mercearia. E aproveitamos, para, como de hábito, observar as coisas e os homens. Dinheiro por lá, é velho e sujo, mas ninguém se importa com o fato. Recebem-no e o passam com toda naturalidade.

 

  • Foto da galeria

  • Foto da galeria

  • Foto da galeria

Publicidade
TAGS:

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.