Procon orienta o comércio sobre medidas de prevenção na abertura parcial

“É necessário manter os cuidados com os funcionários e clientes”, alerta o órgão
sábado, 27 de junho de 2020
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Barra de distanciamento em comércio de Friburgo (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)
Barra de distanciamento em comércio de Friburgo (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)

Com a derrubada da liminar que suspendia a flexibilização, o decreto 591 voltou a ter validade autorizando alguns setores da economia a retomarem gradualmente suas atividades, como as indústrias e confecções que já operam com 50% da capacidade. A tão esperada volta das atividades comerciais deve ser o próximo passo, mas para isso, lojistas e consumidores deverão seguir à risca as medidas impostas pela Vigilância Sanitária do município. Caso contrário, tanto a loja quanto o consumidor podem sofrer sanções.

 O Procon de Nova Friburgo tem realizado fiscalizações frequentes em estabelecimentos comerciais de vários bairros que estão com autorização para funcionar. Segundo o coordenador do órgão, o advogado Alexsandro Gabetta, o problema econômico gerado em virtude da pandemia é muito sério, já que muitas pessoas não tem como garantir sua própria subsistência sem continuar suas atividades.

"Percebemos que determinados segmentos necessitam funcionar, mesmo que de forma gradativa, para que consigam seguir em frente e evitar o fechamento e o consequente desemprego. Em contrapartida, não podemos, de forma alguma, esquecer e deixar de lado os devidos cuidados com a saúde neste momento”, observa Gabetta.

O Procon solicita aos empresários que a partir do momento que for autorizada a retomada gradual das atividades redobrem os cuidados e reabram seus estabelecimentos de forma muito responsável e com bom senso. O órgão alerta para que os empresários não abandonem os cuidados que estavam sendo tomados. “Pelo contrário, é necessário manter os cuidados com os funcionários e com os cliente, como o uso da máscara de barreira, a disponibilização do álcool em gel e o distanciamento dos funcionários que trabalham no mesmo local de serviço. Também tem que ser evitada a aglomeração de clientes nas lojas”, informou o órgão.

Gabetta destaca que, se possível, os serviços de delivery sejam mantidos, mesmo com a retomada dos funcionários. “O momento nos exige pensar desta forma. Sugerimos ainda que os empresários leiam e sigam à risca o que regem os decretos, porque ali está o que ele pode e não pode fazer”, recomendou.   

Preferência pelas compras on-line

De acordo com o Procon, os consumidores devem, por sua vez, continuar tomando os mesmos cuidados de segurança, também fazendo o uso máscaras de barreira, álcool em gel e evitando, se possível, a ida à loja física, dando preferência aos canais virtuais para a compra. “Assim, conseguiremos, aos poucos, retomar a economia, de forma segura e responsável e, ao mesmo tempo, continuar no enfrentamento ao coronavírus", acredita o coordenador.     

O recebimento de denúncias dos consumidores permanece ativo no Procon de Nova Friburgo que funciona na Avenida Alberto Braune, 223, na antiga rodoviária Leopoldina, ao lado da prefeitura. O funcionamento, de acordo com decreto municipal, é de segunda à sexta-feira, das 9h às 13h, para orientações ao consumidor e trabalhos administrativos. As denúncias podem ser feitas, no horário mencionado, pelos telefones (22) 2525-9178 e 2525-9253 ou por e-mail: proconnf@gmail.com

Procon no Estado

Seguindo os protocolos estabelecidos pelo Governo do Estado do Rio e pelas prefeituras de alguns municípios que optaram por flexibilizar as atividades econômicas, o Procon, autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, tem realizado operações em diversas cidades para fiscalizar e orientar o cumprimento das medidas obrigatórias para a reabertura das lojas ao público.

Em alguns municípios, os problemas mais recorrentes observados até agora são a falta de sinalização de entrada e saída das lojas para controle do fluxo de pessoas e informações expressas sobre a quantidade máxima de clientes que poderiam entrar na loja ao mesmo tempo. Os esforços para evitar aglomerações e conter a pandemia continuam sendo feitos em vários locais. Os fiscais constataram que grande maioria das medidas estavam sendo seguidas.

 

LEIA MAIS

Bebedores rotineiros subiram de 23,9% para 26,4%; consumidores de tabaco ou derivados caíram de 14,9% para 12,8%

Novo decreto municipal estende o horário de funcionamento até meia-noite e libera pipoca e entrada de menores

Campanha nacional de imunização foi prorrogada em todo o Estado do Rio

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra