Os detalhes da noite histórica de Friburgo no UFC Fight Island 5, em Abu Dhabi

Edson Barboza foi o único dos cinco lutadores brasileiros a vencer; já Marlon Moraes acabou derrotado por nocaute técnico
terça-feira, 13 de outubro de 2020
por Vinicius Gastin
Barboza dominou o oponente, esteve perto de nocautear e venceu por decisão unânime
Barboza dominou o oponente, esteve perto de nocautear e venceu por decisão unânime

Uma noite história para o esporte de Nova Friburgo que reservou dois sentimentos distintos. O primeiro de felicidade, não só pela vitória, mas pelo nível de atuação apresentado por Edson Barboza. Em ação no co-main event, o lutador friburguense foi o único dos cinco brasileiros a vencer, derrotando Makwan Amirkhani por decisão unânime dos jurados. Na luta principal, porém, Marlon Moraes acabou surpreendido por um chute rodado de Cory Sandhagen, e foi derrotado por nocaute técnico no segundo round.

Os duelos aconteceram no último sábado, 10, na 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, durante o evento Moraes x Sandhagen. Toda Nova Friburgo esteve mobilizada para assistir dois dos principais atletas do município, e ao final de cada luta, as redes sociais foram tomadas por mensagens de vibração e incentivo.

“Você sabe quem é de verdade. Estou com você sempre, em qualquer momento”, escreveu o mestre Anderson França, um dos treinadores de Marlon Moraes e Edson Barboza, por quem também se manifestou. “Neste sábado, o meu coração ficou a mil, por ficar longe. Tinha a certeza que você iria vir com esse olhar, essa vontade, feliz demais. Te amo demais, Edson Barboza. Obrigado por tudo”, destacou Anderson.

 A esposa de Marlon, Izabella Santiago agradeceu pela torcida, e também escreveu palavras de incentivo ao lutador. “Obrigada família e amigos por toda a torcida. Obrigada a Deus por todas as oportunidades. Luta é luta. E ele sempre será o nosso campeão. Te amamos, Marlon”, disse Izabela.

Edson dá show

Quem acompanha a carreira do friburguense Edson Barboza está acostumado a assistir grandes performances, nocautes que entram para a história e um show de luta em pé. Até por isso havia a expectativa pela quebra da sequência ruim, de três derrotas consecutivas. E ela se confirmou com mais uma grande apresentação, relembrando alguns dos melhores momentos protagonizados por Barboza no UFC.

Ao todo foram quatro knockdowns em mais uma exibição de gala, praticamente sem grandes sustos, para marcar a sua primeira vitória no peso pena. Edson sempre esteve perto de finalizar Amirkhani, e apostou nos chutes baixos apenas pontualmente, mantendo assim o domínio do centro do octógono. O oponente passou a tentar quedas, tendo sucesso apenas nos últimos segundos da etapa inicial.

No segundo round, Barboza utilizou alguns ganchos, mas foi com dois diretos de direita que o friburguense levou o iraniano a dois knockdowns em momentos diferentes. Na sequência, Edson tentou estrangulamentos, que foram bem defendidos. No assalto final, Amirkhani, ciente da desvantagem, conseguiu uma queda. Depois de ficar por cima em boa parte do round, terminou sofrendo com uma sequência de Edson. "Quero ser campeão. Estou aqui para ser campeão", declarou, ainda no octógono.

O lutador friburguense compete no MMA desde 2009, e agora soma 21 vitórias e nove derrotas no cartel, sendo 14 triunfos pelo Ultimate, onde atua há quase dez anos. Depois de duas derrotas consecutivas no peso leve, Barboza decidiu lutar no pena este ano. Ele perdeu a primeira luta contra Dan Ige por decisão dividida em 16 de maio, embora fãs e especialistas tenham o considerado vencedor do combate naquela ocasião. Agora, sem contestações ou dúvidas, reencontra o caminho das vitórias.

Marlon é surpreendido

Na luta principal da noite, Marlon Moraes buscava subir mais um degrau rumo ao objetivo de lutar pelo cinturão do peso-galo. Diante de um rival de boa envergadura e qualidade na trocação, a tendência de uma luta movimentada e decidida nos detalhes se confirmou. O friburguense começou bem a luta, dominou o primeiro round e parecia flertar com a vitória. Mais contundente, conectou bons golpes, à exemplo de chutes, socos giratórios e alguns jabs. No entanto, o mundo da luta prega surpresas, e qualquer movimento pode ser decisivo. Assim aconteceu.

Depois de levar a pior na etapa inicial, Sandhagen mudou de estratégia, dominou o centro do octógono e surpreendeu Marlon com um chute rodado, que acertou a cabeça do lutador de Nova Friburgo. Foi o suficiente para a queda, mais alguns golpes no ground and pound e o fim da luta. “Vou continuar batalhando pelos meus. Quem tá junto tá! Obrigado todos pela torcida. Dezembro estou de volta”, escreveu o lutador em seu perfil nas redes sociais.

Até então líder do ranking do peso-galo (61 quilos), Marlon Moraes soma agora 23 vitórias, sete derrotas e um empate em sua carreira no MMA profissional. No Ultimate desde 2017, o friburguense tem cinco vitórias e três derrotas.  

Resultados do 'UFC Fight Island 5':

- Cory Sandhagen nocauteou Marlon Moraes no 2º round;

- Edson Barboza venceu Amirkhani por decisão unânime;

- Marcin Tybura venceu Ben Rothwell por decisão unânime;

- Dricus du Plessis nocauteou Markus 'Maluko' no 1º round;

- Tom Aspinall nocauteou Alan Baudot no 1º round;

- llia Topuria venceu Youssef Zalal por decisão unânime;

- Tom Breese nocauteou KB Bhullar no 1º round;

- Chris Daukaus nocauteou Rodrigo 'Zé Colmeia' no 1º round;

- Joaquin Buckley nocauteou Impa Kasanganay no 2º round;

- Tony Kelley venceu Ali AlQaisi por decisão unânime;

- Giga Chikadze venceu Omar Morales por decisão unânime;

- Tracy Cortez venceu Stephanie Egger por decisão unânime;

- Tagir Ulanbekov venceu Bruno 'Buldoguinho' por decisão unânime.

 

LEIA MAIS

Lutadores comentam vitória e derrota em noite histórica em Abu-Dhabi

Os duelos aconteceram neste sábado, 10, na 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi (EAU), durante o evento Moraes x Sandhagen

Amigos desde a infância, atletas friburguenses estarão juntos no mesmo evento, em Abu Dhabi

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: UFC