Nova Friburgo FC nega estar alugando espaço ao Grupo Itapemirim

Especulações sobre a possível locação do espaço para a empresa de ônibus foram negadas
quinta-feira, 12 de agosto de 2021
por Vinicius Gastin
O CT do Nova Friburgo FC
O CT do Nova Friburgo FC

Ainda sem um capítulo final e definitivo previsto, a novela sobre o transporte público em Nova Friburgo ganha capítulos praticamente a cada dia. Dentre informações e especulações, A VOZ DA SERRA tem acompanhado e reportado cada passo, confirmando o que é fato e afastando as possíveis fake news. A da vez, que circulou no início desta semana pelas redes sociais, apontava para a possível locação da propriedade do Nova Friburgo Futebol Clube, no distrito de Conselheiro Paulino, à empresa de ônibus Itapemirim, cotada para assumir a gestão do transporte municipal.

Em resposta ao possível acordo, a diretoria do clube se posicionou através de nota encaminhada à reportagem. De acordo com o texto, o Nova Friburgo F.C. foi procurado por um corretor de imóveis da cidade, para verificar se haveria interesse em fazer a locação. Entretanto, segundo o clube, para que alguma proposta fosse feita, foi pedida uma avaliação da área, sem qualquer tipo de compromisso ou acordo formal.

Diante do interesse apresentado, a diretoria decidiu, no último dia 4, destacar um dos diretores para acompanhar a vistoria do espaço, na última terça-feira, 10. O propósito, segundo a agremiação, seria o de verificar se as dimensões do local atenderiam às necessidades da empresa. Entretanto, nada de concreto existe até o presente momento, ou seja, nenhuma proposta formal foi apresentada ao clube.

“Caso houvesse alguma posição oficial da empresa, o conselho diretor do NFFC, se julgasse a negociação ser de de interesse para o clube, comunicaria tal fato aos demais poderes constituídos do Nova Friburgo Futebol Clube; ainda que tenha competência exclusiva para formalizar contratos dessa natureza, conforme diz o artigo 80, inciso X, do estatuto vigente. No mais, em uma eventual contratação, nenhum prejuízo acarretaria às atividades desenvolvidas pela Escola de Futebol, um dos objetivos do clube, ou mesmo uso de seus associados e frequentadores”, complementa o texto.

Ainda de acordo com diretoria do Nova Friburgo, esse tipo de sondagem é frequente, mas a viabilidade e formalização depende de vários aspectos, sobretudo aos interesses do quadro social e das atividades que desenvolve. A direção do clube verde e rubro reitera ainda, na nota, que a proposta principal é “fomentar atividades desportivas e recreativas de seus associados e frequentadores, bem como investir recursos em setores que retornem bons valores para a sociedade friburguense”, informou o NFFC.

 

LEIA MAIS

Hospital está com ortopedistas, cirurgiões e pediatras e UPA dá suporte, diz prefeitura

Se portaria ministerial entrar em vigor, município pode deixar de receber mais de R$ 1 milhão de recursos para procedimentos de alta complexidade

Empresa diz que itinerários normais serão retomados assim que circulação segura dos ônibus for possível

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra