Frizão recebe o América em jogo de estreia no Grupo X

Participação nesta fase do Carioca pode selar a permanência do clube na Seletiva Estadual para 2021
sábado, 18 de janeiro de 2020
por Vinicius Gastin
Após a primeira vitória, Frizão mira boa sequência para se afastar dos riscos da Série B1(Fotos:Paola Coimbra / Jornada Interativa)
Após a primeira vitória, Frizão mira boa sequência para se afastar dos riscos da Série B1(Fotos:Paola Coimbra / Jornada Interativa)

Depois de uma semana de muito trabalho, o Friburguense volta a campo neste sábado, 18, e inicia mais uma etapa importante dentro do Campeonato Carioca de 2020. Agora na disputa do Grupo X, o Tricolor da Serra terá seis partidas que podem selar a permanência do clube na fase Seletiva Estadual para 2021. A primeira delas será contra o América, às 15h, no Eduardo Guinle. Os ingressos são vendidos nas bilheterias do estádio, a preços que variam entre R$ 10 (descobertas) e R$ 20 (sociais).

“Creio que temos manter esse trabalho que fizemos até aqui, entrando ainda mais focados nos jogos. Jogar como jogamos contra o Americano, com muita disposição e vontade. A gente espera continuar nessa crescente para conseguir as vitórias e permanecer na primeira divisão, já nesse Grupo X. Voltar a jogar bem e encontrar o caminho da vitória eleva a moral para os próximos jogos. Vamos buscar corresponder dentro de campo”, resume o lateral Ricardo.

Neste momento da competição, quatro equipes vão se enfrentar, em turno e returno, e dentre elas uma vai escapar da Série B1 Estadual. As três que restarem vão formar o Grupo Z, onde mais dois times se livram do descenso e se mantêm na Seletiva para o Carioca de 2021. Depois de um início irregular, o Tricolor da Serra reencontrou o bom futebol nas últimas partidas, e diante do Americano, venceu o seu primeiro jogo.

Apesar de a pontuação zerar para a nova fase, as apresentações recentes mostram que o Frizão recuperou o encaixe. "Vamos dar sequência ao nosso trabalho. Lógico que a nossa intenção era estar na fase principal, e nós trabalhamos muito para isso, fizemos uma boa pré-temporada e bons amistosos. Infelizmente, nas três primeiras partidas as coisas não aconteceram. Não que a gente tenha jogado mal. Estou feliz porque, principalmente nesses dois últimos jogos, nós conseguimos resgatar o que é a nossa equipe. Um grupo aguerrido, fica com a bola, tem coragem pra jogar", avalia o técnico Cadão.

Após a estreia contra o América, no Eduardo Guinle, o Frizão viaja para enfrentar o Nova Iguaçu e recebe o Americano. No returno, o caminho será inverso: o Tricolor vai ao Rio de Janeiro enfrentar o América, recebe o Nova Iguaçu na serra e pega novamente a estrada para encarar o Americano. "Espero que nessa fase do Grupo X o nosso time possa repetir aquilo que sabe fazer, para termos um bom desempenho e pelo menos manter o Friburguense na Seletiva do ano que vem", finaliza o treinador.

Os encontros com adversário desta primeira rodada têm sido constantes nesses últimos meses. Na Série B1, por exemplo, o Friburguense foi campeão da Taça Corcovado e da competição geral exatamente contra o América. No último dia 8, recebeu o alvirubro em Nova Friburgo pela Seletiva, dominou o jogo, mas parou no goleiro Deola, que garantiu o 0 a 0.

Se o Tricolor da Serra está em ascensão, o time carioca vem na decrescente, e após ser goleado pelo Nova Iguaçu por 4 a 0, no último final de semana, demitiu o técnico Ney Barreto. Álvaro Gaia é a aposta do Macão para a sequência da competição.

Sem erros

Em pouco tempo, Raniel conquistou o seu espaço e se tornou uma das peças importantes do técnico Cadão no Friburguense. Contratado para a disputa da Série B1 de 2019, o zagueiro, que também atua como volante em algumas partidas, tem se destacado pela regularidade e pelos gols marcados em momentos decisivos. Foi dele, por exemplo, o tento contra o Goytacaz em Nova Friburgo, selando o retorno do Tricolor à Série A Estadual, na fase seletiva.

No último sábado, Raniel voltou a balançar as redes, e foi o autor do gol da vitória por 1 a 0 contra o Americano. "Nós vínhamos até de jogos bons, mas ainda não havíamos vencido no campeonato. Essa vitória nos põe em total condição de se manter na Seletiva para o ano que vem. Precisamos ter mais atenção aos detalhes, pois um deles pode decidir uma partida. Cada jogo é decisivo", disse.

A evolução do Friburguense nos últimos jogos, recuperando a competitividade observada durante a campanha do título da Série B1, renova as esperanças de time e torcida, mas também deixa a sensação de que o Frizão poderia ter ido mais longe. Nada capaz de tirar o foco nos novos objetivos da equipe na competição.

"Fica sim essa sensação, pois desde o início nós planejamos o trabalho para poder subir para a fase principal. Não conseguimos os resultados para esse objetivo, mas temos que virar a chave e focar no Grupo X, que é a nossa nova competição", completou.

2ª rodada - Grupo X:
Sábado, 18 - 15h
Friburguense x América, Eduardo Guinle
Americano x Nova Iguaçu, Antonio Medeiros

Tabela do Frizão - Grupo X
18/jan - Sáb - 15h - Friburguense x América, Eduardo Guinle
25/jan - Sáb - 15h - Nova Iguaçu x Friburguense, Laranjão
05/fev - Qua - 15h - Friburguense x Americano, Eduardo Guinle
08/fev - Sáb - 15h - América x Friburguense, Giulite Coutinho
15/fev - Sáb - 15h - Friburguense x Nova Iguaçu, Eduardo Guinle
19/fev - Qua - 15h - Americano x Friburguense, Antonio Medeiros

  • Camisa 10 e capitão da equipe, Jorge Luiz comanda o meio-campo tricolor contra o América

    Camisa 10 e capitão da equipe, Jorge Luiz comanda o meio-campo tricolor contra o América

  • Tricolor volta a jogar em casa, e reencontra adversário tradicional nesses últimos meses

    Tricolor volta a jogar em casa, e reencontra adversário tradicional nesses últimos meses

  • Técnico Cadão vibra com o crescimento da equipe e resgate do espírito de 2019

    Técnico Cadão vibra com o crescimento da equipe e resgate do espírito de 2019

LEIA MAIS

Tradicional time da Rua Bariri, no Rio, tenta se reerguer no cenário do futebol carioca

Tradicional equipe da Zona Norte do Rio pode voltar a ser adversária do Friburguense em 2022

Paduano é uma das equipes que seguem na briga pelo título e acesso

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra