Estado retoma aulas presenciais, enquanto município continua com modelo híbrido

Escolas estaduais vão retomar ensino 100% presencial a partir da próxima segunda-feira
quinta-feira, 21 de outubro de 2021
por Christiane Coelho, especial para A VOZ DA SERRA
O Tempo do Saber, próximo ao Country: nova escola municipal (Divulgação PMNF)
O Tempo do Saber, próximo ao Country: nova escola municipal (Divulgação PMNF)

Uma das maiores preocupações na pandemia da Covid-19 são as crianças e adolescentes, que tiveram que migrar para o ensino remoto, como prevenção à disseminação da doença. Muitas não se adaptaram ao novo modelo de estudo, outras não tiveram acesso aos recursos necessários, como computador e internet, e alguns alunos não tiveram quem as apoiasse no aprendizado. Com o avanço dos estudos e novos conhecimentos sobre o coronavírus, além do início da vacinação, as escolas começaram a receber seus alunos.

Agora, mais uma vitória para a educação. A partir da próxima segunda-feira, 25, as 25 escolas estaduais de Nova Friburgo estarão de portas abertas para receber os cerca de dez mil alunos da rede no município. De acordo com o Governo do Estado doRio de Janeiro, a decisão pelo fim do ensino híbrido (presencial e remoto) foi tomada a partir da confirmação de que a maioria dos profissionais de educação está com o esquema vacinal completo, ou seja já foram imunizados com as duas doses ou a dose única da vacina contra a Covid-19.

Ainda segundo a Secretaria estadual de Educação (Seeduc), mais de 95% dos funcionários dos colégios da rede tomaram a primeira dose e mais de 85% já receberam a segunda ou a dose única. Além disso, adolescentes de 12 a 17 anos, faixa etária dos alunos da rede, já estão sendo vacinados.

A Seeduc informou também que está atuando para proporcionar um retorno seguro para todos os alunos e servidores, seguindo os atuais protocolos sanitários, incluindo a constante sanitização das escolas e as regulamentações expedidas pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, bem como pelas prefeituras fluminenses. S secretaria informou ontem, 20, que devido a volta do ensino 100% presencial, a merenda escolar  passará a ser oferecida novamente nas escolas, por isso não haverá mais a distribuição do kit merenda às famílias. Além disso, o ensino remoto não será mais oferecido aos alunos da rede estadual.

O Governo do Estado informou ainda que fará um trabalho de busca ativa aos alunos que pararam de assistir às aulas remotas e, assim, conter a evasão escolar.  Cerca de 80 mil alunos da rede estadual tiveram menos de 75% de frequência nas atividades presenciais no mês de setembro. As aulas no sistema híbrido começaram, na rede estadual no dia 13 de junho. Alunos, cujos pais não se sentiam seguros, podiam continuar somente no ensino remoto.

Creches e escolas municipais continuam no sistema híbrido

Na rede municipal de ensino em Nova Friburgo, 42% das escolas ainda estão no sistema remoto de ensino. Hoje, das 121 unidades municipais, 70 estão funcionando, aptas a receberem os alunos que queiram retornar ao ensino híbrido (presencial e remoto). De acordo com informações da Secretaria Municipal de Educação, devido ao distanciamento social, ainda não há possibilidade dos alunos frequentarem todos os dias da semana as escolas que estão funcionando em rodízio. O ensino remoto permanece, inclusive para aqueles que optaram por não retornar ao ensino presencial.  Depois de quase dois anos fechadas, 51 escolas ainda não estão preparadas para ter, de forma segura, a presença de seus alunos.

Prefeitura com nova escola

Com a desapropriação do prédio onde funcionava a Casa Escola Tempo do Saber, na Rua Tiradentes, próximo ao Nova Friburgo Country Clube, a prefeitura passará a contar com uma nova escola municipal. De acordo com a prefeitura, o valor da nova aquisição é de R$ 2,25 milhões e a verba para a compra oriunda de dotação orçamentária própria, destinada ao investimento municipal na área de educação. 

Mais de 300 crianças poderão ser atendidas na nova unidade que receberá o já existente Centro Municipal de Educação Infantil Conceição Côrtes Teixeira, no Paissandu. A data da mudança de endereço ainda não está definida.

Como divulgado no Diário Oficial do município, o imóvel possui dois blocos principais distribuídos em três pavimentos, um galpão para área de recreação, um pátio coberto, uma quadra coberta, nove salas de aula, área de circulação e sanitários, sendo o último andar uma área livre inacabada. 

De acordo com a prefeitura, o prédio e toda sua estrutura estão bem conservados, porém, devido ao tempo que permaneceu fechado, também por conta da pandemia, alguns pequenos ajustes de manutenção deverão ser feitos e, para isso, tudo será analisado para que o trabalho seja realizado.

De acordo com a secretária de Educação de Nova Friburgo, Caroline Klein, o município dará um grande passo com o novo centro de educação infantil. "A aquisição deste imóvel reforça o nosso compromisso com a fila de espera por novas matrículas. Nós temos a consciência que ainda existe uma fila de alunos precisando se dirigir às unidades escolares. É um grande passo", disse ela.

 

LEIA MAIS

Será aplicada a primeira dose em adolescentes a partir de 12 anos e em adultos a partir dos 18

Antigo Colégio Nova Friburgo está fechado desde a tragédia climática de 2011, devido ao deslizamento de uma encosta

Capital aguarda evolução da nova variante; Bom Jardim já cancelou a festa

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra