Carteira virtual do ConectSus registra dose errada de vacina contra a Covid

Moradora de Lumiar teve informação trocada no sistema. Prefeitura diz que caso foi excepcional e deve ser corrigido em posto de saúde
quarta-feira, 06 de outubro de 2021
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Carteira virtual do ConectSus registra dose errada de vacina contra a Covid

Ao acessar a sua Carteira de Vacinação Digital, emitida pelo ConectSus, na última segunda-feira, 4,  a aposentada Beatrice Miller, de 66 anos, levou um susto. No sistema federal que registra a distribuição e aplicação de vacinas contra a Covid-19 em todo o Brasil, constava que a moradora de Lumiar tomou a segunda dose de Coronavac no dia 20 de abril, na Estratégia de Saúde de Família (ESF) do 5º distrito de Nova Friburgo. Só que, naquele dia, ela tomou apenas a primeira dose, e de outra vacina, a Astrazeneca, conforme comprova a sua caderneta do SUS, com carimbo e rubrica da Secretaria Municipal de Saúde e até o número do lote da dose recebida.

Ela se recorda que, naquele mesmo 20 de abril em que ela tomou a primeira dose da Astrazeneca, seu marido, Luiz Fernando Graça Mello, tomou a segunda dose da Coronavac. Naquele dia, na ESF de Lumiar,  havia duas filas: uma para os idosos com mais de 70 anos tomarem a segunda dose de Coronavac (caso de Luiz Fernando) e outra para os maiores de 65 tomarem a primeira dose da Astrazeneca (caso de Beatrice). Ela suspeita que misturaram as filas. E teme que seja feita nova confusão com a terceira dose.

Beatrice foi orientada por uma agente de saúde a levar ao posto a caderneta de papel para que a carteira virtual possa ser corrigida.

Além disso, segundo ela, um vizinho tomou a segunda dose e, no entanto, no ConectSus, consta apenas uma.

O que diz a prefeitura

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Subsecretaria de Atenção Básica, que é responsável atualmente pela Coordenação de Imunização, informa que situações excepcionais como a de Lumiar deverão ser levadas ao Centro de Saúde Dr. Sylvio Henrique Braune, na Praça do Suspiro, de segunda a sexta-feira das 9h às 16h, para esclarecimentos de dúvidas e a correção de possíveis equívocos no lançamento dos dados da vacinação no sistema do Ministério da Saúde. 

A secretaria ainda informa que está trabalhando para que os registros sejam feitos com agilidade e de maneira correta para a população. Atualmente, as Estratégias de Saúde da Família (ESFs) realizam o registro no mesmo dia da aplicação e os postos de vacinação referenciados às Unidades Básicas de Saúde estão sendo informatizados para que esses cadastros aconteçam com mais eficiência.

Atrasos e força-tarefa

Em agosto, diante de várias queixas de leitores de atraso na atualização do ConectSus, a Prefeitura de Nova Friburgo anunciou a criação de uma força-tarefa para acelerar o lançamento de dados no sistema e a atualização do cadastro nacional de vacinação contra a Covid-19, além de implementar a informatização de todos os postos. O cadastro é importante para o Ministério da Saúde controlar o envio de doses para os estados e, ao mesmo tempo, permite a comprovação legal de conclusão do esquema vacinal, inclusive para viagens aos exterior.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde alegou na época, atrasos podem acontecer devido ao grande número de vacinados por dia. Em agosto, segundo o jornalista Wanderson Nogueira informou em sua coluna “Observatório”, menos da metade das vacinas aplicadas havia sido lançada no sistema.

A Carteira de Vacinação Digital ou  Certificado Nacional de Vacinação pode ser obtido por qualquer pessoa que complete a imunização contra a Covid-19, seja através do site conectesus.saude.gov.br ou do aplicativo celular Conecte SUS. O documento serve como comprovação legal de conclusão do esquema vacinal e é útil para viajar a países que só permitem a entrada de brasileiros mediante a apresentação de comprovante de vacinação.

Para casos de pessoas que vão viajar e não estejam com a carteira virtual atualizada, a Secretaria Municipal de Saúde orienta que os cidadãos procurem o Posto do Suspiro para que seja providenciado o registro da comprovação das doses.

 

LEIA MAIS

Prefeito sancionará projeto que prevê uso em tratamentos de autismo, epilepsia refratária e dor crônica

Capital aguarda evolução da nova variante; Bom Jardim já cancelou a festa

Caps III Quatro Estações passa a funcionar também à noite e nos fins de semana, para pessoas com transtornos mentais

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra