Campanha incentiva venda direta dos floricultores para o Dia das Mães

Expectativa de perda no setor é de R$ 100 milhões devido à pandemia que obrigou suspensão e cancelamento de festas e eventos
terça-feira, 05 de maio de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)

Um dos setores mais afetados pelas medidas de isolamento social impostas pelos governos estadual e municipal para enfrentamento ao coronavírus é, sem dúvida, o de produtores de flores de corte, que está perdendo parte da produção devido ao cancelamento de festas, casamentos e eventos em geral. Estima-se uma perda de R$ 100 milhões ao setor nesse período de pandemia.

Para tentar minimizar esses prejuízos, a Secretaria estadual de Agricultura criou uma campanha online em parceria com a Prefeitura de Nova Friburgo para apoiar os produtores de flores para o Dia das Mães, data que historicamente crescem as vendas, o que garante uma renda importante para milhares de famílias. A divulgação da campanha está sendo feita na capital fluminense, em Niterói e, claro, aqui em Nova Friburgo.

A campanha “Compre Flores do Agricultor Familiar” está disponibilizando um canal para venda direta de flores e buquês, com entrega delivery em todo o Estado do Rio de Janeiro. Os pedidos podem ser feitos até a próxima quinta-feira, 7, através do telefone (22) 9 8163-3118, e a entrega será feita no fim de semana do Dia das Mães (próximos dias 9 e 10). Comprando neste canal, mais de 220 produtores rurais de Nova Friburgo e Bom Jardim serão beneficiados.

“Estamos trabalhando incansavelmente para ajudar a agricultura nesta crise. Os produtores de flores são os mais atingidos, pois o mercado de festas e eventos parou, as lojas, mercados populares e floriculturas estão com funcionamento restrito. E é justamente por isso que temos que mudar a forma de levar este produto aos consumidores”, explicou Marcelo Queiroz, secretário estadual de Agricultura.

Cabe ressaltar que o Estado do Rio de Janeiro é o segundo maior produtor de flores de corte do Brasil, com uma produção anual de 560 milhões de flores. São 913 produtores de flores e plantas ornamentais, que cultivam mais de 2.500 espécies e 13 mil variedades de plantas, que geram cerca de 18 mil postos de trabalho. Mais que uma cadeia produtiva, as flores melhoram a qualidade do ar e influenciam diretamente na qualidade de vida das pessoas, em especial nesse momento de distanciamento social.

“Reduzimos muito a venda das nossas flores. Eu tenho nove funcionários e estou bastante preocupado. Quero pedir que as pessoas voltem a comprar flores, elas trazem alegria e colorido neste momento difícil. Além disso, também estarão ajudando os pequenos produtores”, pediu Carlos Alberto Bernardes, produtor de Nova Friburgo.

A Secretaria estadual de Agricultura também está realizando outras ações, como o lançamento de um crédito emergencial, através do Agrofundo, de até R$ 10 mil para cada produtor, com uma carência de até dois anos para pagar; disponibilização do site da secretaria para que os produtores possam divulgar seus canais de acesso para venda de buquês e arranjos; fazendo a ponte entre os produtores e a Associação de Supermercados do RJ (Asserj) para abrir novos locais de venda.

 

LEIA MAIS

Ao todo, 38,6% dos leitos de enfermaria no município estão ocupados (29 de 75), enquanto os leitos de UTI registram ocupação média de 54,8% (17 do total de 31)

Iniciativa cria centro de pesquisas voltado à indústria têxtil de Friburgo e prevê aprimoramento de respiradores

Comércio de rua pode abrir também neste sábado; bares e restaurantes podem lotar até 70% da capacidade e fechar às 22h

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra