Caio & Terração lançam o primeiro EP da carreira

Uma das composições da dupla, "Mais um ex", será apresentada nesta sexta
sexta-feira, 16 de outubro de 2020
por Thiago Lima (thiago@avozdaserra.com.br)
O friburguense Caio Hottz e o itaocarense Geuzimar Terração  (Foto: Paula Erthal)
O friburguense Caio Hottz e o itaocarense Geuzimar Terração (Foto: Paula Erthal)

De amigos de faculdade, dividindo o tempo entre estudos na república e as rodas de viola regadas a muita música e aquela cachacinha, o friburguense Caio Hottz e seu amigo, o itaocarense Geuzimar Terração decidiram formar a dupla sertaneja Caio & Terração e lançam o primeiro fruto desse encontro de irmãos de alma. 

O EP Sonho Meu, composto por oito obras inéditas, mostra a versatilidade da dupla com a música sertaneja e o dom que os dois possuem para a criação de músicas. O EP ainda conta com três músicas de autoria dos compositores Ruan Poeta e Levi Reis, e a participação da dupla Júnior & Gustavo em uma das músicas.

No início de agosto, Caio & Terração lançaram a primeira música do EP, “Vezinho Azul”, que é uma mistura do sertanejo com o ritmo latino e retrata de forma irreverente a situação dos relacionamentos atuais sustentados muitas vezes por mensagens de texto e as recaídas amorosas. Principalmente, quando os apaixonados já tomaram umas e outras. 

A dupla já realizou cinco lançamentos das oito músicas do EP Sonho Meu. Nesta sexta-feira, 16, é a vez da composição "Mais um ex", de autoria de Caio. No próximo dia 30, o sétimo lançamento do EP contará com a participação de Júnior & Gustavo com destaque para o bolero "Sobrevivente". Por fim, a composição "Sonho Meu" que dá nome ao EP será o último lançamento e a partir de 13 de novembro, a produção dos jovens cantores estará disponível em todas as plataformas digitais.

Em dois meses, o primeiro trabalho autoral de Caio & Terração já alcançou resultados expressivos, com mais de 120 mil ouvintes no Spotify; mais de 250 mil execuções em plataformas digitais e mais de 25 mil visualizações nos vídeos do Youtube. 

História da dupla 

O cantor e compositor friburguense Caio Hottz, aos 14 anos foi para a capital estudar e continuar o sonho da carreira artística. Aos 22 anos, após ser aprovado em duas universidades no estado de Minas Gerais, chegou a capital carioca para continuar os estudos na Universidade Federal Rural do Rio (UFRRJ), na cidade de Seropédica, onde foi morar em uma república passando a ter contato maior com a música sertaneja.  

O itaocarense Geuzimar Terração, que também é cantor e compositor, desde pequeno trabalhava na roça com seu pai e cantava nas festas da região. Aos 17 anos foi tentar os estudos na cidade morando com sua madrinha. Aos 20 anos retornou à cidade natal para tentar o vestibular em uma universidade pública e no ano seguinte ingressou na UFRRJ para cursar engenharia e continuar o sonho da vida artística. Em 2017 teve início essa dupla Caio & Terração que buscam sempre conquistar o público com humildade, talento e bom humor. 

 

LEIA MAIS

Artistas agora deverão tocar e até cantar com máscaras; "biombo" transparente passa a ser apenas recomendação

Videoaula “Levadas de instrumentos de percussão e sua aplicação na bateria” de Rocyr Abbud foi selecionada pelo estado

Obrigatoriedade de "biombo" de acrílico ou acetato entre músicos e plateia é alvo de críticas

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Música