Vereador sugere criação de recuo exclusivo para motos nos sinais

Projeto de indicação legislativa foi aprovado por unanimidade. Agora prefeito tem que sugerir a lei
quarta-feira, 14 de outubro de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Motos no sinal em Nova Friburgo (Fotos: Henrique Pinheiro)
Motos no sinal em Nova Friburgo (Fotos: Henrique Pinheiro)

A Câmara de Vereadores de Nova Friburgo aprovou, por unanimidade, na semana passada o projeto de indicação legislativa de autoria do vereador Carlinhos do Kiko, que propõe a implantação de faixas de retenção e recuo exclusivas para motocicletas nos semáforos do município. O espaço deverá ser limitado junto à faixa de travessia de pedestres e em locais onde houver necessidade por questões de segurança, com distância mínima de 2,5 metros a três metros.

Cabe ressaltar que a medida é de competência exclusiva do Poder Executivo, portanto, a Câmara de Vereadores não pode legislar sobre o tema. Por isso ela tramita como projeto de indicação legislativa. Ou seja, caso o prefeito se interesse pela proposta, ele deverá devolver à Câmara de Vereadores um projeto de lei tratando do assunto para que seja novamente votado na casa legislativa e possa, efetivamente, ser colocado em prática.

Para justificar o projeto, o vereador Carlinhos do Kiko esclarece que a medida visa coibir a permanência de motociclistas entre os automóveis, evitando assim o grande número de acidentes que se verifica em consequência desse comportamento. Segundo o parlamentar, “com a implantação da faixa de retenção e recuo exclusivo para motocicletas acreditamos na redução do número de acidentes envolvendo este público e também um aumento na segurança dos usuários dos veículos”.

Por fim, o vereador alega que a criação dos espaços de retenção certamente proporcionará maior segurança para motociclistas, exigindo maior respeito à faixa de pedestres e, permitindo a eles e demais motoristas uma melhor visibilidade das motos. Além disso, a medida dará prioridade nos semáforos aos motociclistas, evitando ultrapassagens e manobras, coibindo a permanência deles entre os automóveis.

De acordo com o Detran, até o final de setembro Nova Friburgo contava com 132.571 veículos emplacados no município. Do total, 22.836 são motos, 2.628 são motonetas e 146 são ciclomotores, o que corresponde a 19,31% da frota de veículos da cidade. Portanto, a medida beneficiaria cerca de 20% dos condutores de veículos de Nova Friburgo.

Recuo não é novidade

Tal recuo também chamado de "bolsão" não é uma novidade e foi inspirado em experiências fora do país e em diversos estados brasileiros. Implementado em 2008 na Espanha, inicialmente nas cidades de Madri e Barcelona, o sistema logo conquistou consenso positivo não apenas entre os usuários de veículos de duas rodas como também dos automobilistas, com um índice de aprovação de nada menos do que 97%, de acordo com pesquisa realizada em 2010 pelo "Ayuntamiento de Madrid", a municipalidade da capital espanhola. Em Barcelona, as autoridades afirmam que a faixa de retenção diminui em 90% o risco de acidente.

 

LEIA MAIS

Expectativa da concessionária Rota-116 é que 70 mil veículos passem pela rodovia até segunda

Previsão é que contenção tivesse sido iniciada este mês com término em março. Serviço vai custar pouco mais de R$ 400 mil

Ação na Avenida Euterpe contou com apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Trânsito