Tráfego na RJ-116 não deve ter alteração neste feriado

Expectativa da concessionária Rota-116 é que 70 mil veículos passem pela rodovia até segunda
quinta-feira, 19 de novembro de 2020
por Jornal A Voz da Serra
A RJ-116 na serra (Arquivo AVS)
A RJ-116 na serra (Arquivo AVS)

Como o feriado nacional em celebração ao Dia da Consciência Negra, data que homenageia Zumbi dos Palmares - um dos líderes do Quilombo dos Palmares, o maior e mais duradouro quilombo da história do Brasil – cairá na sexta-feira, 20, algumas famílias deverão aproveitar o fim de semana prolongado para pegar a estrada.

Apesar da pandemia, que ainda impõe uma série de regras sanitárias e de distanciamento social em diversos municípios brasileiros, a expectativa da concessionária Rota 116, que administra a RJ-116, é de que 70 mil veículos passem pelas quatro praças de pedágio (Sambaetiba, distrito de Itaboraí – Boca do Mato, em Cachoeiras de Macacu – Furnas, em Nova Friburgo – Trevo de Cordeiro) até a próxima segunda-feira, 23. No entanto, ainda de acordo com a concessionária, este é o movimento habitual da rodovia em fins de semana, portanto, o Dia da Consciência Negra não deverá interferir no tráfego de veículos.

Apesar disso, a Rota 116 reforça que operadores estarão a postos nas praças de pedágio caso haja necessidade de montar esquemas especiais com “papa-filas” para evitar congestionamentos. As obras de manutenção e melhorias não acontecerão durante o feriado e veículos de inspeção, caminhões guinchos e ambulâncias estarão à disposição dos usuários em caso de necessidade.

Caso persista o mau tempo, a concessionária orienta que os motoristas dirijam com atenção redobrada, em baixa velocidade e evitando ultrapassagens, principalmente no trecho da Serra dos Três Picos, entre Nova Friburgo e Cachoeiras de Macacu. O atendimento aos usuários, através do telefone 0800-282-0116, funcionará 24 horas e pode ser acionado em caso de necessidade.

 

LEIA MAIS

Datas de vencimento começam em setembro e vão até dezembro, conforme o final de placa

Solicitações já podem ser feitas nas agências do banco

Vilas de Friburgo têm número bem menor de casos que pequenas cidades sem apelo turístico

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra