RJ-116 espera 130 mil veículos durante período do Natal

Motoristas devem tomar cuidado com a velocidade máxima permitida, pois radares do DER estarão operando
quarta-feira, 22 de dezembro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
A RJ-116 está com obras perto de Macuco (Divulgação)
A RJ-116 está com obras perto de Macuco (Divulgação)

Cerca de 130 mil veículos deverão circular pelas quatro praças de pedágio da rodovia RJ-116, no trecho privatizado entre Itaboraí e Macuco, durante o período de Natal, segundo a concessionária Rota 116. A partir desta sexta-feira, 24, uma operação especial será montada até a próxima segunda-feira, 27. Nesse período, equipes estarão em pontos estratégicos da rodovia para auxiliar motoristas em casos de pane seca, acidentes e outros problemas nos veículos. A previsão é de que não haverá congestionamentos em todo o trecho concedido.

Quem subir a Serra dos Três Picos durante esse período em direção às cidades das regiões Serrana e Centro-Norte do Estado do Rio deverão observar as placas de sinalização e respeitar os limites de velocidade de todo o trecho, principalmente em caso de chuva e neblina. Todas as obras de melhorias e de manutenção nos 140 quilômetros concedidos da RJ-116 estarão suspensas durante o período para evitar problemas no tráfego. A concessionária prevê concluir antes das festas de Natal e de fim de ano as obras de remodelação da curva do Macuco, na altura do quilômetro 132,4. 

Serviços 

A concessionária colocará a disposição todo seu efetivo operacional no Serviço de Apoio ao Usuário. Em caso de emergência os motoristas devem ligar para o 0800 282 0116 e solicitar serviços como guinchos, viaturas de inspeção de tráfego, ambulâncias-resgate, caminhões para apreensão de animais, carro-pipa e equipe especializada para atendimento a acidentes envolvendo produtos perigosos. Os veículos e equipes estarão posicionados em pontos estratégicos da rodovia, durante 24 horas.

Orientações 

O usuário deve tomar cuidado com a velocidade máxima permitida, pois os radares estarão sendo operados pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Rio (DER-RJ). Em caso de chuva ou neblina, é necessário diminuir a velocidade e aumentar a distância entre os veículos. Caso não haja condições de seguir viagem, o motorista deve parar e permanecer em local seguro até que a chuva diminua.

Pedágio 

A tarifa nas quatro praças de pedágio é de R$ 7 para carros de passeio, R$ 14 para veículos de dois eixos com rodagem dupla e R$ 28 para autos de três a seis eixos nos dois sentidos das pistas. Para os de sete eixos ou mais, o valor será de R$ 7 por eixo. Motocicletas são isentas da tarifa. Há praças de pedágios na Rodovia no quilômetro 1,9 em Itaboraí; no quilômetro 48,8 em Cachoeiras de Macacu; no quilômetro 90,3 em Nova Friburgo e no quilômetro 122,3, no município de Cordeiro.

Viajar com segurança

Antes de pegar a estrada, revise seu carro e verifique: faróis, lanternas, pneus, limpador de para-brisas, nível de óleo, triângulo, macaco, chave de roda e extintor; tenha à mão a sua habilitação e o certificado de propriedade do veículo; respeite a sinalização: jamais ultrapasse quando a faixa à esquerda for contínua; evite trafegar ou parar no acostamento; reduza a velocidade nos perímetros urbanos e em caso de chuva e neblina, mantendo os faróis baixos; mantenha distância de 40 metros entre veículos; faça uma alimentação leve antes de dirigir e jamais tome bebida alcoólica antes ou durante a viagem.

 

LEIA MAIS

Evento cultural movimenta o distrito com atrações para crianças, música, dança e teatro

Com queda nas temperaturas, começa a alta temporada de turismo. Setor está cheio de expectativas

Pesquisa da ABIH-RJ mostra Nova Friburgo com 88,4% de quartos reservados nesses feriadões de abril

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Turismo