Retomada das obras do Hospital do Câncer: só falta marcar a data

Processo de licitação iniciado em maio segue trâmites burocráticos
terça-feira, 10 de maio de 2022
por Christiane Coelho, especial para A VOZ DA SERRA
O imóvel abandonado (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)
O imóvel abandonado (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)

O projeto do tão sonhado e necessário Hospital de Oncologia Francisco Faria está em contagem regressiva para sair do papel. No último dia 2, as empresas interessadas em assumir a retomada da obra apresentaram a documentação e as propostas de valores para a execução do serviço. De acordo com nota enviada pela Secretaria estadual de Infraestrutura e Obras (Seinfra), os documentos de habilitação entregues pelas empresas estão sendo analisados. 

A nota ainda informou que “após esse prazo, se todas apresentarem a documentação exigida, será marcada a data para a abertura dos envelopes de preços. A previsão para o início da obra será anunciada após o fim da licitação e a homologação da empresa vencedora.”

Em vídeo publicado nas redes sociais do vereador José Roberto Folly, o governador Cláudio Castor afirmou que o valor total da obra do Hospital de Oncologia Francisco Faria, em torno de R$ 51 milhões, será empenhado para que as obras não sejam paralisadas, como já aconteceu anteriormente. Em nota, a Seinfra informou que “os recursos serão reservados e a empresa será paga de acordo com a medição da obra executada.”

Visita ao hospital

A abertura dos envelopes de habilitação das empresas interessadas em executar a obra do Hospital de Oncologia Francisco Faria, aconteceu no mesmo dia da visita do ministro da Saúde Marcelo Queiroga a Nova Friburgo, no último dia 2. Na ocasião, Queiroga, acompanhado do titular da Seinfra, Rogério Brandi, e do prefeito Johnny Maycon, visitou o espaço onde funcionará a unidade de saúde, no bairro Ponte da Saudade.

Segundo Brandi, a expectativa é que, até o final do mês, já se tenha a definição da empresa que ficará encarregada de adaptar o antigo Centro Adventista de Vida Saudável (Cavs), na Ponte da Saudade, no novo Hospital do Câncer de Nova Friburgo.

“É uma alegria podermos ter dado o primeiro passo do processo de retomada das obras. Temos a meta de instalar aqui um equipamento de última geração, para atender não apenas os friburguenses, mas todos os pacientes da região”, anunciou Brandi.

Durante a visita ao local, Johnny Maycon disse que a retomada do processo para as obras do Hospital do Câncer será um dos principais presentes de aniversário para Nova Friburgo, que completa 204 anos na próxima segunda-feira, 16. ‘Esperamos esse grande presente há muitos anos. Concretizar esse projeto é uma luta de toda a população”, disse o prefeito.

O hospital

O Hospital do Câncer de Nova Friburgo será uma unidade de atenção oncológica de alta complexidade e terá 58 leitos, sendo dez de terapia intensiva e 48 de enfermaria. As obras incluem não apenas a adequação do antigo prédio, mas também a reforma dos sistemas elétrico e hidráulico, construção de laboratórios, consultórios médicos e estacionamento.

“A previsão de investimento no hospital é de R$ 50 milhões só nas obras, além de aproximadamente R$ 30 milhões em equipamentos. O Hospital de Oncologia será um legado não só para a região, mas para o Estado do Rio de Janeiro. Sabemos as dificuldades que o interior tem para tratar alta complexidade. E esse hospital será um divisor de águas”, concluiu o secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe.

 

LEIA MAIS

Na sexta-feira tem mais uma repescagem para todas as idades, somente na Uerj

O vereador Maicon Queiroz foi denunciado por apresentar notícia-crime contra o vice prefeito Serginho, “por crimes que efetivamente não ocorreram”

Conforme publicado em ato oficial, Legislativo alterou o artigo 189, da Lei Orgânica Municipal

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: obra | Governo | saúde