Raul Sertã adota classificação de risco para atendimento

Prioridade é determinada por cores, de acordo com a gravidade dos sintomas de cada paciente
terça-feira, 21 de setembro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
Raul Sertã adota classificação de risco para atendimento

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Friburgo implementou no Hospital Municipal Raul Sertã o sistema de classificação de risco para o atendimento dos pacientes no Centro de Tratamento de Urgência (CTU). Trata-se de um protocolo de acolhimento usado por hospitais particulares e outras redes públicas de referência, como a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no distrito de Conselheiro Paulino. A classificação serve para que os casos urgentes e não urgentes sejam separados, garantindo assim, um atendimento prioritário aos casos mais graves.

A classificação é feita por cores: vermelha (emergência); laranja (muito urgente); amarela (urgência); verde (pouca urgência); e azul (não urgente). Com isso, a ordem de atendimento dos pacientes obedece ao critério de gravidade de cada caso e não pela ordem de chegada à unidade de saúde.

A classificação é ainda um instrumento reorganizador dos processos de trabalho com o objetivo de melhorar e consolidar o Sistema Único de Saúde (SUS). A expectativa da secretária municipal de Saúde de Nova Friburgo, Nicole Cipriano, é que com a classificação o atendimento aos pacientes seja prestado com mais  eficiência e agilidade aos pacientes.

 

LEIA MAIS

De terça para quarta, no entanto, cidade registra mais 3 óbitos por Covid: total sobe para 860

Também será aplicada primeira dose maiores de 12 e haverá repescagem de segunda dose

Ações têm o objetivo de conscientizar as mulheres em situação de violação de direitos e promover empoderamento e esclarecimentos

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: saúde