Pesquisa inédita revela que 72% das empresas vivem ambiente de incertezas

Quase 200 CNPJs de Friburgo, Teresópolis, Petrópolis e Cabo Frio foram consultados; 69% ainda não enxergam volta à normalidade
sexta-feira, 14 de agosto de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Cena corriqueira em Friburgo (Foto: Henrique Pinheiro)
Cena corriqueira em Friburgo (Foto: Henrique Pinheiro)

Uma pesquisa inédita, realizada junto a quase 200 empresas de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis e Cabo Frio, mostrou pela primeira vez os impactos negativos da pandemia de Covid-19 no setor produtivo das principais cidades das regiões Serrana e dos Lagos.

Os resultados mostram, por exemplo, que 46% das empresas foram obrigadas a parar  suas atividades por mais de 30 dias e mais de 70% tiveram uma redução de 25% ou mais em suas receitas.

De todas as empresas consultadas, 61% tomaram medidas de contenção de gastos como programas de corte de custos e 38% reduziram o quadro de colaboradores.

Outro dado impressionante: 88% das empresas não consideram viável ou consideram viável apenas parcialmente o trabalho remoto em home-office, enquanto 64% acreditam que seus clientes vão mudar definitivamente seu padrão de consumo.

O pessimismo se mostra dominante: em relação ao retorno das atividades, 69% das empresas ainda não enxergam um prazo para o restabelecimento da normalidade de suas operações, e 45% consideram que será necessário mais de um ano para o retorno ao momento pré-Covid-19.

Todo esse quadro resulta num ambiente de incertezas para 72% das empresas. Apenas 19% apostam na retomada econômica.

A pesquisa foi realizada pela People and Business Solutions (PBS Brasil), a pedido da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf), em parceria com a Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Teresópolis (Aciat), a Associação Comercial Industrial e Turística de Cabo Frio (Acia), a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis (CDL) e o Sindicato do Comércio Varejista de Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis (Sincomércio).

O objetivo é  obter uma base de dados ampla para o ambiente de negócios e auxiliar no processo de tomada de decisão, planejamento e gestão das empresas.

A consulta foi feita entre 16 de junho e 28 de julho. A intenção é repeti-la periodicamente, a fim de dar visibilidade sobre a situação do setor produtivo.

 A pesquisa completa está disponível no site da Acianf: www.acianf.com.br.

 

LEIA MAIS

Total de infectados desde março chega a 4.543 e número de óbitos sobe para 173, mas ocupação média de leitos continua abaixo de 50%

"Este é o mês com maior número de casos, bem acima do recorde que aconteceu entre julho e agosto", diz informe do hospital

Do total de infectados, 500 são profissionais de saúde. Ao todo, o município registra 170 mortes pela doença

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra