Moradores afirmam que acesso a Duas Barras teria sido proibido; prefeitura nega

Áudios revelam que guardas municipais estariam restringindo a circulação de pessoas para evitar propagação do coronavírus
quinta-feira, 19 de março de 2020
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Duas Barras (Reprodução da web)
Duas Barras (Reprodução da web)

A última quarta-feira, 18, foi bem agitada para os bibarrenses. Além da tensão por conta do coronavírus, os moradores de Duas Barras foram surpreendidos com a notícia de um suposto controle de entrada e saída da cidade para evitar circulação de pessoas e prevenir a chegada do vírus a Duas Barras que tem pouco mais de 11 mil moradores. 

Nas redes sociais circulou a informação que o prefeito Luiz Carlos Lutterbach teria decretado uma espécie de estado de sítio. Os moradores ficaram assustados, porque a medida prejudicaria, principalmente quem trabalha em outra e depende dos ônibus para sair e voltar para casa. Segundo os áudios, o tráfego dos ônibus estava suspenso.

Um desses áudios relatava a dificuldade de um homem que teria sido abordado por guardas municipais e impedido de entrar da cidade. No áudio, um possível servidor da prefeitura informava que o prefeito havia declarado estado de sítio por causa do coronavírus. Ainda segundo o áudio, o homem só teria sido liberado após muito custo e alertado que o trânsito estaria interrompido para quem não fosse morador.

Em um outro áudio, um homem informou que passou pela entrada de Duas Barras e foi orientado por guardas municipais a portar uma conta de luz ou qualquer outro comprovante de residência. O homem questionou sobre a entrada de ônibus na cidade havia sido informado que a circulação dos coletivos  havia sido interrompida.

Matheus Rodrigues, morador de Duas Barras afirma que a confusão começou no início da tarde e a população ficou assustada com a notícia. “Ontem (quarta-feira, 18)  começaram a circular áudios informando que o prefeito assinou um decreto que estaria proibida a entrada de ônibus na cidade e mais tarde soube que pessoas que não moram em Duas Barras também não poderiam entrar na cidade. Só entrava quem tinha comprovante de residência. As pessoas ficaram assustadas porque diziam que quem trabalha fora da cidade e pega ônibus, não teriam como voltar”, contou.

Matheus mostrou-se favorável a decisão, mas sugeriu que ela fosse tomada dando à população mais tempo para se organizar. “Eu vi essa notícia com bons olhos porque não temos uma estrutura de saúde muito boa. Nossa população é muito idosa e ainda carrega os valores do campo, como manter muito contato umas com as outras. É claro que a decisão poderia ter sido tomada de uma forma menos imediata, dando tempo para as pessoas se programarem”, observou. 

A prefeitura emitiu um comunicado ainda na quarta-feira desmentindo qualquer decreto de fechamento da cidade, mas para Matheus a prefeitura só voltou atrás na decisão tomada. “Eu acho que a decisão de fechar a cidade realmente aconteceu e eles voltaram atrás diante da reação da população”, disse. 

Ao entrar em contato com a prefeitura, A VOZ DA SERRA conversou com alguns servidores da Secretaria de Turismo e também do departamento jurídico. Eles afirmaram que houve um equívoco da população ao ver o guardas municipais na entrada da cidade. Segundo eles, os oficiais estavam somente orientando os motoristas e não restringindo o acesso. O prefeito Luiz Carlos Lutterbach emitiu um comunicado em rede social. Confira: 

“Eu, Luiz Carlos, prefeito de Duas Barras, venho a público informar, que são inverídicas as informações que estão circulando, sobre a interrupção do trânsito e de transportes coletivos no município de Duas Barras. Comunico que a Guarda Municipal, assim como, a Polícia Civil, estão trabalhando na conscientização da população, para que contribuam com o momento, permanecendo em suas residências o máximo possível. Aproveito para lamentar que neste momento tão difícil pessoas de má fé estejam espalhando fake news para confundir a população. É de grande imprudência, que diante de tamanha preocupação, existam pessoas agindo com intenções políticas para prejudicar a população. Confirmo e reafirmo, todas as decisões da Prefeitura Municipal serão tomadas através de decreto com ampla divulgação nos canais oficiais da Prefeitura de Duas Barras. Lembro que as decisões tomadas até agora, cautelares a pandemia do Covid--19, são as constantes nos decretos oficiais, devidamente publicados e divulgados. Solicito que nesse momento todos possam colaborar de forma eficiente, para que possamos superar os transtornos causados por conta desse vírus. Vamos combater as falsas informações. Obrigado pela atenção e que Deus abençoe a todos.”

 

LEIA MAIS

No atual contexto do crescimento de infecções pelo novo coronavírus, o restabelecimento de pacientes e a melhora da qualidade de vida

Entidade também solicita que atividade seja considerada serviço essencial, para hospedagem de médicos, enfermeiros e idosos que necessitam de isolamento

Documento a ser entregue a Renato Bravo pretende servir de diálogo para a retomada econômica respeitando a saúde pública

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra