Friburgo, com 2,3 graus, fez mais frio que o Alasca (no verão)

Temperatura recorde deste inverno foi registrada na localidade rural de Salinas
quinta-feira, 06 de agosto de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Verão no Alasca (Reprodução da web)
Verão no Alasca (Reprodução da web)

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) e já noticiado pelo A VOZ DA SERRA, no dia 3 de agosto foi a manhã mais fria na Região Serrana do Rio, em Nova Friburgo, a temperatura chegou a 2,3 graus  na localidade rural de Salinas. Em áreas mais elevadas do município como no topo do Pico da Caledônia a temperatura estimada foi de 5 graus negativos. Já em Teresópolis o frio foi um pouco menos intenso, ainda de acordo com o Inmet, a temperatura chegou 7,5 graus. Para os próximos dias o frio deve continuar na mesma intensidade aproximadamente, já que há uma massa polar sobre o Sudeste do Brasil que deve perder força só na próxima sexta-feira.

Segundo informações do site The Weather Channel, a temperatura mínima prevista no mesmo dia na cidade de Anchorage no Alasca (EUA) era de 52 graus Fahrenheit, o equivalente a 11 graus Celsius. É importante lembrar que o Alasca está no verão. Para os próximos dias o frio deve continuar na mesma intensidade aproximadamente, há uma massa polar sobre o Sudeste do Brasil que deve perder força só na próxima sexta-feira.

 

LEIA MAIS

Frente fria que se aproxima do Estado do Rio carrega ventos impregnados da fuligem das queimadas no Pantanal

Bombeiros levaram três dias para controlar focos em Amparo e na Chácara do Paraíso

Fim de semana já deve ter chuva em Friburgo, e a semana que vem começa com vários climas num mesmo dia

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima