Escolinha do Léo Moura: prefeitura se diz “surpresa com perda do projeto”

Município diz que interesse pelo projeto está mantido e que termo de cessão de uso está sendo atualizado
quinta-feira, 04 de março de 2021
por Vinicius Gastin
O projeto funciona em alguns municípios vizinhos a Nova Friburgo
O projeto funciona em alguns municípios vizinhos a Nova Friburgo

Na edição da última quarta-feira, 3, A VOZ DA SERRA publicou reportagem mostrando que Nova Friburgo havia perdido dois núcleos da Escolinha de Futebol do Instituto Léo Moura. Desde então, aguardava por uma resposta da prefeitura sobre o caso, e nela, o município afirma que houve sinalização positiva à implantação do projeto.

De acordo com a nota publicada, existe um Termo de Cessão de Uso elaborado desde outubro de 2020 para atender ao projeto. Os representantes da entidade teriam sido convocados para a assinatura e formalização em 19 de novembro de 2020, mas não teriam comparecido. Novo convite, segundo a prefeitura, foi feito para 24 de novembro do ano passado, novamente não atendido.

Ainda segundo o texto repassado pelo município, em 2021, já sob a nova gestão municipal, ocorreu uma reunião presencial entre os representantes do instituto e a Secretaria Municipal de Esportes no dia 21 de janeiro. Na ocasião teria sido detectada a necessidade de atualizar o termo com o nome do novo gestor municipal, por meio de um aditivo. “Em nenhum momento, durante ou após esse encontro, houve uma comunicação ao município sobre a possibilidade de perder o projeto social e esportivo, tão pouco um prazo foi informado”, afirma a nota.

Ainda em resposta à reportagem, o município afirma ter sido surpreendido com a notícia da possibilidade da perda do projeto, mas que ainda mantém o interesse na Escolinha de Futebol. “Neste sentido, a administração municipal editou um decreto promovendo flexibilizações para a prática de esportes durante a pandemia. A Secretaria de Esportes divulgará um chamamento público em breve, visando oferecer a cessão de diversos espaços públicos para empresas e instituições utilizarem para projetos sociais e/ou atividades esportivas, resguardando o princípio da isonomia”, encerra a nota.

A Escolinha de Futebol do ex-jogador Léo Moura contaria com dois núcleos em Nova Friburgo, e cada um deles contaria com emendas do deputado federal Luiz Lima no valor de R$ 346.430,26. De acordo com a assessoria do parlamentar, a utilização dos espaços para o desenvolvimento das atividades não foi liberada pela antiga e atual gestões. As aulas da Escolinha aconteceriam no campo de grama sintética localizado na Via Expressa, em Olaria, e no complexo do Ginásio Poliesportivo Alberto da Rosa Pinheiro, em Conselheiro Paulino.

A proibição da prática esportiva em Nova Friburgo, através das restrições implantadas para conter o avanço da pandemia da Covid-19, também teria pesado na decisão de transferir os polos de Nova Friburgo para Cordeiro e Mangaratiba, na Costa Verde do Rio de Janeiro.

Os dois núcleos teriam a capacidade de atender até 300 crianças cada, contemplando pequenos atletas dos 5 aos 15 anos de idade. Além das aulas de futebol e cidadania, as escolinhas também oferecem material esportivo gratuitamente.

Instituto Léo Moura e deputado Luiz Lima se manifestam

O Instituto Léo Moura informou ontem, 4, que, desde a gestão municipal passada, em nenhum momento recebeu qualquer comunicação formal sobre a finalização do contrato e, tampouco, solicitando presença na Prefeitura de Nova Friburgo para que tal documento fosse assinado. Em relação a reunião citada na nota divulgada pela prefeitura, que ocorreu no dia 21 de janeiro, diferentemente do exposto, nenhum representante do Instituto esteve presente nesta ocasião. “Ou seja, tanto na gestão passada quanto na atual, tivemos a possibilidade/oportunidade de expôr para o município a situação do projeto, bem como, a iminência de perda dos núcleos, o que fora feito pela assessoria do deputado federal Luiz Lima ao secretário de Esportes do município”, diz a nota enviada pelo Instituto Léo Moura.

Já a assessoria do deputado federal Luiz Lima reiterou que, também diferentemente do exposto na nota da prefeitura sobre a reunião no dia 21 de janeiro, sob a nova gestão municipal, nenhum representante do Instituto Léo Moura esteve presente no encontro. “Neste dia, estavam presentes o secretário de Esportes e Lazer, João Victor de Carvalho Duarte, o secretário parlamentar, Guilherme Spitz, e o chefe de gabinete do deputado Luiz Lima, Welbert Pedro, que na ocasião, preocupado com a morosidade dos trâmites internos na prefeitura, visando a formalização do contrato, pediu agilidade da nova gestão e informou que o Instituto Léo Moura estava sendo pressionado pelo Ministério da Cidadania à apresentar o documento. Além do mais, foi informado ao gestor da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer que os núcleos poderiam ser perdidos pelo município, caso tal documento não fosse disponibilizado”, destacou a assessoria do parlamentar.

A assessoria de Luiz Lima informou também que ao tomar conhecimento da necessidade de substituição dos núcleos de Nova Friburgo por outros municípios, foi indicada a instalação dos mesmos em Cordeiro e Mangaratiba. “Visando ainda atender a Nova Friburgo e aos assistidos, ao indicarmos à coordenação de bancada do Estado do Rio de Janeiro a emenda orçamentária de 2020, no valor de R$ 4.927.764,00, contemplamos a instalação de mais 14 núcleos esportivos das escolinhas de futebol do ex-jogador Léo Moura em diversos municípios fluminenses, perfazendo o total de 29 núcleos. Incluímos, novamente, a implantação de dois núcleos no município de Nova Friburgo - previsto para ser implantado no final do segundo semestre de 2021, entendendo que até lá tais impasses serão solucionados. Esperamos que todos os trâmites burocráticos sejam sanados e que as crianças e os jovens possam desfrutar desse o projeto, que oferta esporte, cidadania, oportunidade e saúde”, informa a nota.

LEIA MAIS

Governo do Estado prevê publicação de edital em janeiro e reinício das obras na unidade em fevereiro

Cidade ficou em 158º lugar entre 411 municípios com mais de 80 mil habitantes; no score do funcionamento da máquina pública, despencou 111 posições

Objetivo é estimular empreendimentos dentro da legalidade em Friburgo, gerar empregos e facilitar recebimento de dívidas pelo município. Confira as propostas

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: futebol | Governo