Depois do frio e da estiagem, outubro deve terminar com muita chuva

Nebulosidade possivelmente frustrará observação de meteoros do cometa Halley, prevista para a madrugada desta terça
segunda-feira, 19 de outubro de 2020
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra)
Depois do frio e da estiagem, outubro deve terminar com muita chuva

Depois de um agosto congelante e de um setembro escaldante, o friburguense deve agora se preparar para um fim de outubro com muita chuva. As temperaturas devem permanecer amenas, entre 13 e 22 graus. Segundo as previsões do Climatempo, o tempo segue instável em todo o Sudeste e são grandes as possibilidades de volumes expressivos de chuva nos próximos 15 dias.

Essa nebulosidade toda, segundo os meteorologistas, se deve à dissipação de uma frente fria que, em contraste com o ar quente e úmido que desce da Amazônia, favorece a formação de nuvens carregadas de chuva.

De acordo com os prognósticos, a última semana de outubro será de muita chuva no Estado do Rio. A chegada de uma frente fria no próximo fim de semana  e a formação de uma grande área de baixa pressão, juntamente com a circulação de vento em altas camadas da atmosfera, serão os responsáveis pelo mau tempo.

Chuva de meteoros

Se não fosse o tempo nublado, seria fácil assistir a uma chuva de meteoros provenientes do cometa Halley na madrugada desta terça, 20. O fenômeno Orionids ocorre na constelação de Órion, no Leste, bem perto das Três Marias. Em Friburgo, quem estiver no Centro deverá olhar em direção às Braunes.  

A melhor janela de observação é entre 17 e 22 de outubro, sendo que o ápice ocorre na virada de 19 para 20, sobretudo entre 1h e 4h da manhã. 

A Orionids tem meteoros rápidos e brilhantes, com velocidade de 67 km/s e magnitude aparente de 2.5, que permite visualização até mesmo em cidades com poluição luminosa.

De acordo com a International Meteor Organization (IMO), essa chuva apresentou pouco menos de 20 meteoros entre os anos de 2014 e 2016, sendo previstos para 2020 cerca de 20 meteoros por hora - em média, um  a cada três minutos.

 

LEIA MAIS

Segundo a prefeitura, famílias estão sendo cadastradas, já receberam kits de higiene e cestas básicas e algumas também terão direito a aluguel social

Apesar dos alertas, Defesa Civil não registra ocorrências. Tempo segue instável, com possibilidade de novos temporais

Previsão é que contenção tivesse sido iniciada este mês com término em março. Serviço vai custar pouco mais de R$ 400 mil

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima