Country lamenta lixo deixado por visitantes nos jardins do clube

Direção avisa que piqueniques estão proibidos em todas as dependências
terça-feira, 06 de outubro de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Lixo deixado nos jardins do clube após a reabertura a não-sócios (Foto de divulgação NFCC)
Lixo deixado nos jardins do clube após a reabertura a não-sócios (Foto de divulgação NFCC)

Após a publicação do decreto que liberou mais algumas atividades nos clubes sociais, como piscina, sauna e salão de jogos – mediante o cumprimento de uma série de regras sanitárias, o Nova Friburgo Country Clube também liberou novamente o acesso de visitantes (não-sócios) às alamedas e jardins do clube, um dos destinos mais procurados por friburguenses e turistas que querem ter contato com a natureza e conhecer o espaço que, no passado, serviu como residência ao Barão de Nova Friburgo.

No entanto, o que deveria ser motivo de comemoração acabou surpreendendo a direção do clube no último fim de semana devido a grande quantidade de lixo deixada pelos visitantes nas principais alamedas e jardins. Em uma publicação nas redes sociais, a diretoria do Country Clube lamentou o ocorrido e lembrou que a prática de piquenique ainda está proibida pelo decreto municipal, de modo a evitar a propagação do coronavírus.

“Apesar da escassez de recursos, durante todo o período de fechamento, dia após dia, cuidamos para que todos encontrassem os nossos jardins históricos lindos e preservados, com toda a magia que tanto nos encanta. Para nossa tristeza, parte dos visitantes deixou lixo espalhado pelos jardins. Essa cena se repetiu por vários pontos do clube durante o fim de semana e nos deixou simplesmente sem palavras. Zelar por esse espaço que tanto amamos é o mínimo que cada pessoa deveria fazer. Aproveitamos para lmbrar que a prática de piqueniques está terminantemente proibida dentro do clube devido ao decreto em vigor. E esperamos, de todo coração, que cenas como essas não voltem a se repetir”, diz o comunicado do Nova Friburgo Country Clube nas redes sociais.

A publicação viralizou. Até o início da tarde desta terça-feira, 6, o post já havia recebido mais de 600 curtidas, quase 240 comentários e aproximadamente 160 compartilhamentos. A maioria condenando o ato de quem deixa lixo para trás, sobretudo num espaço que preza pela limpeza e o cuidado em seus mínimos detalhes, vide o estado impecável dos jardins e alamedas do clube que, mesmo ficando alguns meses fechado, não descuidou de sua manutenção.

“Cena triste e revoltante de se ver. Eu estava louca para que essa reabertura acontecesse. Esse lugar é um recanto de paz para fugirmos da correria do dia a dia. Aí esse dia tão esperado chega e alguns porcos fazem isso. Deveria haver uma punição para quem deixa essa sujeira no local. É muita falta de educação e respeito”, disse uma seguidora do clube nas redes sociais. “Sem palavras. É simplesmente indignante ver o absurdo cometido por pessoas que se dizem civilizadas. Um patrimônio do município deve ser tratado como nossa casa, com esmero e dedicação . Muito triste e indignado pelo desmazelo, para não dizer outras palavras. Revoltante”, comentou outro internauta.

“Um lugar maravilhoso para fazer piquenique. Uma pena que alguns não saibam aproveitar. Todos acabam perdendo. E essa cena está se repetindo pelas cachoeiras da cidade. Por onde passam as pessoas deixam um rastro de sujeira. Lamentável”, disse outro seguidor. A VOZ DA SERRA também tem produzido constantemente reportagens mostrando a falta de cuidado de parte da população em relação ao descarte irregular de lixo em vários pontos da cidade, o que, infelizmente, se repetiu desta vez no Country Clube. 

Protocolos de segurança

Conforme noticiado por A VOZ DA SERRA na edição do último fim de semana, além do regramento sanitário imposto pela Prefeitura de Nova Friburgo, o Country Clube também está seguindo um rígido protocolo próprio para evitar a propagação da Covid-19 nas dependências do clube. Além de liberar o funcionamento de parques aquáticos, piscinas, saunas e salões de jogos no interior dos clubes sociais, que já estavam autorizados a abrir, no entanto, sem a realização dessas atividades, o decreto ainda não permite a realização de eventos nas dependências dos clubes, exceto aqueles que sejam realizados nos salões sociais.

“Em função da restrição de público e com o objetivo de atender ao maior número de sócios possível, os convites para a utilização da sauna e da piscina precisarão ser suspensos temporariamente, até que tenhamos um parâmetro mais apurado de como será a demanda de utilização destes setores nos próximos dias”, diz trecho de comunicado emitido pelo Nova Friburgo Country Clube. Ao contrário dos decretos anteriores, este último não prevê nenhuma restrição de acesso aos jardins. Sendo assim, o clube voltou a receber visitantes, também com restrição de lotação, controle de acesso de público (com a proibição de grupos com mais de cinco pessoas), medição de temperatura, obrigatoriedade do uso de máscaras, além da proibição de eventos e piqueniques.

 

 

LEIA MAIS

Em Nova Friburgo, retorno às atividades é gradual, com diversas restrições

Equipamento para recarga vai atender inicialmente frota pioneira da concessionária Energisa

Rio de Janeiro se torna o primeiro estado do Brasil a cumprir o Acordo de Paris

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra