Com sete dias de outono, começam os recordes de frio em Friburgo

Climatempo prevê tempo seco e ondas de massas polares mais intensas a partir de maio
sexta-feira, 27 de março de 2020
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
O céu azul (sem filtro) na manhã desta sexta em Friburgo (Foto: Adriana Oliveira)
O céu azul (sem filtro) na manhã desta sexta em Friburgo (Foto: Adriana Oliveira)

O outono que chegou há uma semana, no último dia 20, espantou de vez as instabilidades que marcaram o verão 2019/2020 como um dos mais chuvosos dos últimos tempos, trouxe de volta o sol e, especialmente em Nova Friburgo, manhãs de céu azul intenso e os primeiros recordes de frio.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou na estação automática de Salinas o dia mais frio do estado: 9,6 graus, às 9h, na última quarta, dia 25. Na quinta, a mínima ficou em 9,8 graus e, nesta sexta, subiu para 10,9 graus, no mesmo horário. 

As temperaturas amenas do outono são, no entanto, mais sentidas à noite, de madrugada e de manhã cedo: as tardes ficam mais quentes, com temperaturas na casa dos 30 graus..

O tempo firme deve continuar até o fim de semana; na segunda-feira, 30, é esperada a chegada de uma frente fria trazendo um pouco de chuva no fim do dia.

Nas previsões do Instituto Climatempo, as primeiras ondas de frio intensas devem chegar somente em maio. “O Sudeste está saindo de um verão muito chuvoso, e os episódios de chuva frequentes e por vezes fortes ainda se prolongam até meados de abril.  Mas, depois, a tendência é de diminuição da chuva”, informa o prognóstico do instituto. 

Segundo os meteorologistas, o  outono é tradicionalmente uma estação mais seca e com entrada de massas de ar frio mais fortes, que podem provocar quedas acentuadas de temperatura.

Maio deverá ser marcado pelo tempo mais seco e as primeiras ondas de frio. Junho deve terminar com temperatura um pouco abaixo da média em toda a Região Sudeste e chuva abaixo da média.

 

LEIA MAIS

Primeira massa de ar polar forte do outono promete derrubar temperaturas e mostrar que o frio chegou para valer

Segundo concessionária, chuvas comprometeram captação nas estações de Curuzu e Caledônia. Tempo segue instável

Farinha Filho foi uma das mais atingidas. Veja fotos enviadas por nossos leitores

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima