Clubes começam a reabrir em Friburgo, mas com setores esportivos limitados

Estão autorizados caminhadas, restaurantes, bares e lanchonetes para o quadro social; saunas e piscinas continuam proibidas
terça-feira, 28 de julho de 2020
por Vinicius Gastin
O Nova Friburgo Country Clube já reabre as dependências sociais nesta terça, mas apenas para o quadro social
O Nova Friburgo Country Clube já reabre as dependências sociais nesta terça, mas apenas para o quadro social

        Cerca de quatro meses se passaram desde a última vez em que os associados dos principais clubes de Nova Friburgo puderam reunir os amigos, seja para jogar o tradicional futebol, tomar um banho de piscina ou sauna. Embora com limitações, os amigos desses clubes associativos poderão se reencontrar nas dependências de cada um deles a partir desta semana.

        Seguindo a atualização do decreto 645, feita pela Prefeitura de Nova Friburgo, a partir desta semana estão autorizadas as atividades de caminhadas, restaurantes, bares e lanchonetes para o quadro social. Essas atividades devem ser feitas sem aglomeração e observando, obrigatoriamente, o regramento sanitário.

        O retorno dos clubes, contudo, ainda terá uma série de restrições. Atividades relacionadas a eventos com aglomeração de público continuam suspensas, inclusive as desportivas – inviabilizando o retorno do futebol amador, por exemplo, e também do futebol nos clubes. Saunas, piscinas, parquinhos infantis, inclusive no interior de condomínios e clubes sociais e recreativos, estádios, campos, arenas, ginásios e afins também não possuem autorização legal para receberem público.

        Dentro desse contexto os principais clubes de Nova Friburgo se preparam para reabrir as portas ao longo desta semana, adotando horários e protocolos diferenciados. O Friburguense Atlético Clube, por exemplo, retoma as atividades associativas nesta quarta-feira, 29. Até as sextas-feiras, as portas ficam abertas das 16h às 21h. Aos sábados e domingos, das 9h às 19h. Neste primeiro momento, apenas o bar social e o restaurante estarão liberados, bem como a pista de atletismo.

        “Está sendo feita a higienização do clube, e o uso de máscaras vai ser obrigatório, assim como aferição de temperatura, distanciamento social e limite no número de frequentadores. Tudo faz parte do protocolo. Neste início só estarão abertos o bar restaurante social e a pista de atletismo para exercícios. E de acordo com as mudanças das bandeiras nos posicionaremos no futuro. A academia em anexo, segue horário próprio a ser consultado”, diz o comunicado oficial do clube.

        O Nova Friburgo Country Clube já reabre as dependências sociais nesta terça-feira, 28, mas apenas para o quadro social. “Com grande alegria, anunciamos que iniciaremos a retomada gradual das nossas atividades. Neste momento, a abertura será exclusivamente para o quadro social, cumprindo às determinações do decreto municipal 645”, informa nota do clube nas redes sociais.

        O clube Sociedade Esportiva Friburguense também reabre para o público esta semana, com uma série de restrições já anunciadas anteriormente ao decreto. Seguindo as recomendações, saunas, piscinas, churrasqueiras, bebedouros, esportes coletivos com bola e todas as espécies de modalidades de lutas com contato seguem suspensas.

        “O presidente do Conselho Diretor, João Eduardo Marques Schlupp e o diretor administrativo, Roberto Souza de Oliveira, realizaram visita técnica no dia 13 de julho no setor de Vigilância Sanitária de Nova Friburgo para obter as informações necessárias para elaboração do plano contingencial de reabertura gradual e segura da SEF. Trabalhando sempre com transparência, divulgaremos na íntegra todo material que será enviado aos setores responsáveis. Nesse primeiro momento não será permitida a entrada de convidados, tendo em vista a limitação do número de pessoas dentro do clube, direcionada apenas aos associados. O retorno será gradual e na sua primeira fase tem proibição completa de funcionamento de setores”, diz o comunicado da SEF.

        Outro clube que ajusta os últimos detalhes e deve reabrir nesta semana é o Roqueano, localizado na Via Expressa, em Olaria. Com novo presidente – Carlos Alberto Muzzi, o Bocão -, o tradicional espaço associativo discute a retomada as atividades do bar, mas assim como os demais, segue com a sauna, piscinas e campo de futebol society fechados. Importante fonte de receitas e movimentação, o concorrido baile de sexta-feira deve demorar ainda mais para voltar a ser organizado.

        A VOZ DA SERRA tentou contato com os demais clubes do município, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição. A tendência é que também reabram nesses próximos dias, cumprindo protocolos semelhantes e praticamente padrões para o atual momento.

        Mesmo sem atividades, as agremiações passaram por manutenções importantes. No Friburguense, por exemplo, foram feitos reparos nas bombas, tratamento de cloro e pintura da piscina. O gramado permanece conservado, assim como toda a área do campo de futebol society. Os quiosques receberam pintura no telhado e nas demais instalações. No ginásio Helena Deccahe, o piso da quadra foi nivelado. No Roqueano todos os jardins receberam atenção especial, e várias pinturas e reparos foram feitos em setores diversos.

Da mesma forma, os demais clubes aproveitaram o período para concluírem algumas obras, retocar pinturas e preparar as dependências para voltar a receber os associados. Ainda que com limitações, chegou a hora de amenizar um pouco da saudade desses espaços.

LEIA MAIS

Trilhas já estão liberadas, mas com uma série de restrições e várias atividades ainda suspensas

Novos leitos no Raul Sertã ajudam, mas taxa de ocupação tem ligeiro aumento

Há vários anos data vem sendo antecipada em Friburgo de outubro para a terceira segunda-feira de agosto

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra