Câmara considera atividade física orientada como serviço essencial

Academias estão prontas para reabrir, até mesmo na bandeira vermelha, se prefeito sancionar projeto
terça-feira, 21 de julho de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Câmara considera atividade física orientada como serviço essencial

A Câmara de Vereadores de Nova Friburgo aprovou por unanimidade, em discussão única na sessão desta terça-feira, 21, o projeto de lei de autoria do presidente da Casa, vereador Alexandre Cruz, que reconhece a prática de atividades físicas e dos exercícios físicos orientados como essenciais para a população friburguense, mesmo em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas ou catástrofes naturais, como a pandemia de Covid-19. Agora o prefeito Renato Bravo tem até 15 dias para sancionar ou vetar a proposta.

A redação original do projeto de lei dizia o seguinte no artigo segundo: “Fica incluso na classe de atividades estruturadas e orientadas por profissionais de Educação Física aquelas ministradas nos seguintes ambientes: quadras poliesportivas, arenas de campos sintéticos, escolas, academias, centros de treinamento, escolas de iniciação esportiva, estúdios multiesportivos, clubes, espaços para atividades aquáticas e congêneres”. No entanto, uma emenda do plenário modificou o texto do referido artigo, que ficou assim: “O Poder Executivo poderá regulamentar esta lei naquilo que lhe couber”. Ou seja, o setor poderá funcionar até mesmo com a bandeira vermelha em vigor.  

O novo texto não deixa claro se as academias serão beneficiadas com a nova lei, mas não deixa de ser considerada uma vitória para a categoria, sem poder atuar presencialmente desde o final de março, quando foram impostas as primeiras medidas de isolamento social.

Academias celebram

Independentemente disso, quem estava atento a essa votação, obviamente, eram os profissionais de educação física e os empresários do ramo de academias. Um deles era Bernardo Machado: “Essa lei é muito importante para reconhecer a categoria como promotores de saúde de fato. Apesar de o governo federal e o Sistema Único de Saúde (SUS) já prever isso, estávamos relegados à competência estadual e municipal para reconhecer nosso trabalho como essencial. Apesar de tardia, já que estamos há quase cinco meses fechados, confiamos que o prefeito vai sancionar essa lei”, disse.

Bernardo afirma que as academias já estão prontas para essa retomada e enumera uma série de medidas que estão sendo adotadas para atender às normas sanitárias e garantir mais segurança aos alunos: “Na entrada terá um tapete sanitizante para que todos limpem seus calçados. Quatro chuveiros serão interditados, bem como todos os bebedouros. Toda a academia será sinalizada com orientações de higiene e nossa limpeza será reforçada, já que teremos um intervalo de meia hora entre as aulas”, esclareceu o empresário que completou: “Vamos respeitar o distanciamento entre os alunos. A prefeitura previa dois metros quadrados por pessoa, mas ampliamos para seis. Vamos disponibilizar um kit de higiene para cada aluno, além da desativação de alguns equipamentos de uso coletivo, como as bicicletas e a sala de spinning. Cortamos quase 70% dos nossos horários de aulas e só vamos permitir que os alunos utilizem um equipamento por aula”, finalizou o empresário, na expectativa de que o prefeito sancione a lei.

 

LEIA MAIS

Novos leitos no Raul Sertã ajudam, mas taxa de ocupação tem ligeiro aumento

Há vários anos data vem sendo antecipada em Friburgo de outubro para a terceira segunda-feira de agosto

Funcionamento no último sábado foi excepcional devido ao Dia dos Pais

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra