Búzios é o primeiro município do estado a adotar Cannabis medicinal

Prefeito sancionará projeto que prevê uso em tratamentos de autismo, epilepsia refratária e dor crônica
quarta-feira, 01 de dezembro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
A votação na Câmara que aprovou o uso da Cannabis medicinal em Búzios (Divulgação)
A votação na Câmara que aprovou o uso da Cannabis medicinal em Búzios (Divulgação)

A Câmara Municipal de Búzios aprovou por unanimidade, em pedido de urgência, o projeto de lei de autoria do vereador Aurélio Barros (Patri) que garante o uso e a distribuição de Cannabis Medicinal no município. A lei será sancionada pelo prefeito Alexandre Martins.

Assim, entre os 92 municípios do Estado do Rio,  Búzios será a  primeira cidade a regulamentar, na rede pública de saúde, o uso da Cannabis medicinal para tratamentos de autismo, epilepsia refratária e dor crônica que não respondem aos tratamentos convencionais.

De acordo com o secretário de Saúde, Leônidas Heringer, desde o início do ano a equipe técnica da pasta já discurtia o uso do medicamento. "Fizemos a Conferência Municipal de Saúde, cujo tema central foi saúde mental, e uma das mesas temáticas foi o uso da Cannabis medicinal para o tratamento de crianças e adolescentes autistas e epilepsia refratária. Foram apresentados os estudos e avanços com a utilização do Canabidiol nessa clientela. O projeto de lei liberando a compra do medicamento pela Secretaria Municipal de Saúde, para distribuição a pacientes que sejam elegíveis ao tratamento, é um grande passo que está sendo dado", afirmou.

O remédio à base de Cannabis já está sendo incluído na Relação de Medicamentos Municipal (Remume). Búzios tem  atualmente dois médicos especialistas prescritores do medicamento.

Para o prefeito Alexandre Martins, os resultados na área da medicina são positivos, principalmente para os autistas. Ser a primeira cidade do estado mostra que a saúde é prioridade da sua administração. “É um avanço muito importante para a ciência, por isso decidi autorizar o uso da Cannabis medicinal no município. Tenho visto relatos sobre o medicamento e em todas as doenças que ele atuar positivamente. Entendo que irá proporcionar um grande conforto para os doentes e familiares”, afirmou.

LEIA MAIS

Local, que vinha apenas servindo quentinhas, tinha normalizado atendimento ao público há uma semana

Friburgo tem hoje total de 12 pacientes intensivos e 43 em enfermarias. Testagem no Suspiro já começa com muitas filas

Pontos na Via Expressa, na UPA e em Lumiar registram longas filas; Suspiro também oferecerá testagem

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: saúde