Blitz para coibir veículos irregulares, sobretudo motos, têm sido diárias

Motoristas tentaram burlar fiscalização na praça, mas agentes frustraram ação
quarta-feira, 20 de janeiro de 2021
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
(Foto: Henrique Pinheiro)
(Foto: Henrique Pinheiro)

Nesta quarta-feira, 20, o Detran-RJ, em parceria com a Secretaria Municipal de Ordem e Mobilidade Urbana (Smomu) de Nova Friburgo e a Polícia Militar, realizou mais uma operação de fiscalização no município, após solicitação da prefeitura, para apoio em blitz com foco de coibir motos e veículos irregulares. A ação ocorreu pela manhã na Avenida Conselheiro Julius Arp, no acesso ao bairro Olaria, e, à tarde, na Praça Getúlio Vargas. 

Praticamente todas as motocicletas que passaram pelo trecho foram paradas e revistadas pelos agentes. Em diversas reportagens publicadas recentemente por A VOZ DA SERRA, leitores indignados cobraram e pediram que as autoridades coibissem a livre circulação de motocicletas com escapamento adulterado que causam muito barulho.  

A reportagem flagrou diversos motociclistas e motoristas de veículos tentando fugir da blitz, mas os agentes atentos conseguiram impedir que houvesse a tentativa de burlar a ação. A ação ainda está em curso. 

Lei estadual não permite mais remoção de carros

Desde 2019, motoristas flagrados em blitz não têm mais seus carros rebocados pelo Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran) e terão sete dias para regularizarem a situação do veículo antes de serem proibidos de circular com ele.

A lei determina que, caso infrações de trânsito sejam constatadas durante uma blitz e não seja possível sanar o problema na hora no local, os agentes do Detran deverão o notificar os motoristas.

A partir daí, os condutores terão o prazo de sete dias para comparecer com o veículo a algum posto de vistoria do Detran para que as irregularidades sejam sanadas. Após esse prazo, as infrações serão automaticamente validadas no sistema e o veículo ficará proibido de circular.

Outra norma que passou a valer desde 2019 é a lei 8426. Ela determina que sejam filmadas as fiscalizações veiculares e outras ações que possam resultar em multas realizadas por agentes do Detran. Além disso, o texto prevê que as filmagens realizadas sejam disponibilizadas para o condutor até 15 dias depois da operação.

 

LEIA MAIS

Assunto voltou à tona após manifestação de motoristas de aplicativo. Há quem concorde ou discorde das ações da Smomu e da postura dos condutores

Obra que teve início na primeira semana de fevereiro acontece de segunda a sexta-feira

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Trânsito