Copa: os campos estão menores?

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Hoje é dia

  • do Revendedor
  • Mundial do Refugiado
  • do Surfe

O dia

Em 20 de junho de 1923, Pancho Villa, revolucionário mexicano, foi morto a tiros. O assassinato do único líder a invadir os Estados Unidos jamais foi esclarecido.

Observando...

Cinco notícias que, talvez, você não viu:

  • Presidente da Fifa diz que comissão de arbitragem responderá a protesto da CBF
  • PM de Santa Catarina abre processo contra policial visto em vídeo machista na Rússia
  • Brasileiros mostram que teoria que nega matéria escura está errada
  • Fiocruz anuncia plano de pesquisa para remédio à base de maconha
  • Globo é multada em R$ 1,65 milhões por perder animal em extinção durante gravação

Palavreando

Rio de seu encantador sorriso e me divirto com as piadas que faz sobre tudo. Pode ser até que eu esteja mais vulnerável do que o comum, mas esse agora que me visita traz todo o meu plano de futuro para o imediato.

Copa: os campos estão menores?

Não sei se você leitor teve a mesma sensação que eu ao assistir os primeiros jogos da Copa do Mundo na Rússia: os campos parecem menores. Comentando com um amigo, ele suscitou que era a posição das câmeras. As posições das lentes dariam essa impressão - segundo ele. Até aceitei a tese num momento inicial. Mas jogo após jogo fui me convencendo que não se trata de os tamanhos estarem menores, tampouco da posição das câmeras. O campo é padrão copa (105x68m), igual ao Maracanã.

A posição das câmeras de fato está colocando mais o telespectador dentro de campo, o que pode dar essa impressão de espaço menor. Mas aí veio à luz! Os espaços estão menores por dois motivos interligados: a tática defensiva das equipes que voltam muito rápido para a marcação e o preparo físico ao extremo.

O futebol de alto rendimento exige preparo físico de maratonista. Para além da habilidade e da técnica está o condicionamento físico que possibilita até aos atacantes voltarem para fechar espaços no campo de defesa. É impressionante. Observe também que quase todos os times, dos melhores aos piores, formam duas linhas na defesa. Uma com quatro homens e outra com cinco, mantendo apenas um mais à frente para puxar contra-ataques.

O desenho das linhas é visível até para quem não entende nada de futebol. Não tem mais bobo, daí a certa escassez de gols. Daí a grande importância que ganharam as bolas paradas.

Esta não é apenas, portanto, a Copa das táticas e estratégias. É também a Copa de um preparo físico para além de qualquer outra edição, com grau de exigência sobre-humano. É a geometria dando aula. A intensidade física ganhando jogo. Mas que se saiba: não subestime o talento. Raro, é verdade, por conta do equilíbrio e da maior importância que tem o jogo coletivo. Fato em Cristiano Ronaldo, por enquanto.

Friburguense

Como final! É assim que o Friburguense encara a partida de hoje, 20, contra o Olaria, pela antepenúltima rodada da fase de grupo do 1º turno do Estadual da Série B. Motivado pela sequência de bons resultados que alçou a equipe ao 2º lugar, a matemática é simples: vencer hoje fora de casa e conquistar os três pontos, em casa, no confronto contra o Serrano, no próximo sábado, 23.

Grupo mais difícil

O grupo do Friburguense está mais equilibrado que a outra chave. Lá, apenas três estão na briga direta (Barra da Tijuca, Americano e América) com um correndo por fora (Sampaio Corrêia). Já no grupo do Frizão, seis equipes estão na briga direta por duas vagas. Além do Friburguense, Tigres, Duque de Caxias, São Gonçalo, Itaboraí e Bonsucesso.

Classificação antecipada

Entre os times que brigam pelas vagas nas semifinais, apenas dois confrontos diretos: nessa rodada com Bonsucesso x Duque de Caxias e na última rodada Tigres x Friburguense. O sonho é chegar na última rodada já classificado, o que seria possível com uma combinação de resultados. Fato é que para tanto, o Friburguense precisa vencer Olaria e Serrano.     

Sistema aberto

O sistema online Conexão Educação, que reúne informações e dados relacionados à rede estadual de ensino será aberto para o Ministério Público. Por meio de termo de cooperação, integrantes do MPRJ poderão consultar informações como cadastro de alunos; notas e frequências bimestrais; histórico escolar; localização das escolas; características de turmas; dados de professores lotados em unidades de ensino, entre outras.

Ministério Público

As informações acessadas se destinam exclusivamente à instrução de procedimentos extrajudiciais em tramitação no âmbito do Ministério Público ou de processos judiciais em curso, possibilitando, desta forma, integração entre o órgão e a rede pública estadual de ensino.

Foto da galeria
Nova Friburgo #omelhorfriodorio - Instagram da campanha que ressalta Nova Friburgo como o melhor frio do estado do Rio. Quem nunca assoprou essa flor? O seu nome é Dente de Leão. Foto de Thiago Arnaldo.
Publicidade
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.