Temporal atinge Friburgo; tempo na cidade segue instável até o fim do mês

Somar Meteorologia prevê grande quantidade de chuva (54 milímetros) neste sábado
quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
A árvore que atingiu um carro na Rua Jardel Hottz (Fotos de leitores)
A árvore que atingiu um carro na Rua Jardel Hottz (Fotos de leitores)

Um temporal com fortes rajadas de vento, conhecido como super-célula,  atingiu Nova Friburgo no fim da tarde desta quarta-feira, 17. Ruas do entorno da Praça Gatúlio Vargas mais uma vez alagaram e muitos galhos caíram na praça. Na Rua Jardel Hottz, em Olaria, uma árvore caiu sobre um carro. Em bairros como Catarcione e Amparo houve queda de energia. Houve registros de queda de granizo em alguns pontos do Cônego.

O tempo deve continuar instável em Nova Friburgo, alternando períodos de sol, nuvens e chuvas, até o fim do mês.

Nesta terça, 16, tornados provocaram destelhamento de imóveis e outros danos em cidades do litoral paulista, como Guarujá, e em Itaipava, na Região Serrana. Muitos objetos voavam durante a chuva e, segundo a prefeitura de Guarujá, uma jovem de 24 anos ficou ferida e foi levada ao hospital.

Segundo previsões da Somar Meteorologia, que há 26 anos atua no segmento de meteorologia, oceanografia e meio ambiente, sobretudo para o segmento agrícola, a partir desta quinta-feira, 18, haverá mais quantidade expressiva de chuva em Friburgo, sobretudo no sábado, 20, quando a precipitação deverá atingir a marca de 54 milímetros. A semana que vem começa com menos quantidade de chuva, voltando a aumentar para 45 milímetros na quinta, 25.

Segundo estudiosos do clima, a temperatura de superfície do mar está elevada sobre o Oceano Atlântico Sul, em torno de 27 graus. A formação desse ciclone suga toda a umidade da Amazônia como se fosse um aspirador de pé, formando as condições perfeitas para tempestades continuadas.

Segundo o Climatempo, uma área de baixa pressão atmosférica que atua sobre o Sudeste e mais este ciclone  no oceano vão continuar formando nuvens carregadas pelo menos até o fim desta semana. As instabilidades ganham ainda mais força devido à atmosfera quente.

Na madrugada deste domingo, 14,   a formação de um ciclone subtropical em alto-mar, classificado como depressão subtropical, provocou temporais com fortes rajadas de vento no Sul do país. Já uma  Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) é a responsável pelas chuvas que atingem o Norte e o Nordeste do Brasil.

 

LEIA MAIS

Mau tempo deve persistir durante a madrugada e dar uma trégua apenas na tarde deste sábado

Proximidade do período de chuvas fortes redobra cuidados na áreas com riscos de deslizamentos e enchentes

Tempo nublado predomina, sendo quarta-feira o dia mais ensolarado

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima