Temporal atinge Friburgo; tempo na cidade segue instável até o fim do mês

Somar Meteorologia prevê grande quantidade de chuva (54 milímetros) neste sábado
quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
A árvore que atingiu um carro na Rua Jardel Hottz (Fotos de leitores)
A árvore que atingiu um carro na Rua Jardel Hottz (Fotos de leitores)

Um temporal com fortes rajadas de vento, conhecido como super-célula,  atingiu Nova Friburgo no fim da tarde desta quarta-feira, 17. Ruas do entorno da Praça Gatúlio Vargas mais uma vez alagaram e muitos galhos caíram na praça. Na Rua Jardel Hottz, em Olaria, uma árvore caiu sobre um carro. Em bairros como Catarcione e Amparo houve queda de energia. Houve registros de queda de granizo em alguns pontos do Cônego.

O tempo deve continuar instável em Nova Friburgo, alternando períodos de sol, nuvens e chuvas, até o fim do mês.

Nesta terça, 16, tornados provocaram destelhamento de imóveis e outros danos em cidades do litoral paulista, como Guarujá, e em Itaipava, na Região Serrana. Muitos objetos voavam durante a chuva e, segundo a prefeitura de Guarujá, uma jovem de 24 anos ficou ferida e foi levada ao hospital.

Segundo previsões da Somar Meteorologia, que há 26 anos atua no segmento de meteorologia, oceanografia e meio ambiente, sobretudo para o segmento agrícola, a partir desta quinta-feira, 18, haverá mais quantidade expressiva de chuva em Friburgo, sobretudo no sábado, 20, quando a precipitação deverá atingir a marca de 54 milímetros. A semana que vem começa com menos quantidade de chuva, voltando a aumentar para 45 milímetros na quinta, 25.

Segundo estudiosos do clima, a temperatura de superfície do mar está elevada sobre o Oceano Atlântico Sul, em torno de 27 graus. A formação desse ciclone suga toda a umidade da Amazônia como se fosse um aspirador de pé, formando as condições perfeitas para tempestades continuadas.

Segundo o Climatempo, uma área de baixa pressão atmosférica que atua sobre o Sudeste e mais este ciclone  no oceano vão continuar formando nuvens carregadas pelo menos até o fim desta semana. As instabilidades ganham ainda mais força devido à atmosfera quente.

Na madrugada deste domingo, 14,   a formação de um ciclone subtropical em alto-mar, classificado como depressão subtropical, provocou temporais com fortes rajadas de vento no Sul do país. Já uma  Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) é a responsável pelas chuvas que atingem o Norte e o Nordeste do Brasil.

 

LEIA MAIS

Previsão para Friburgo é de sol pleno, sem chuva, a partir desta quinta

Sem resfriamento das águas, abril já deve começar ensolarado, prevê Climatempo

Há chances de severas tempestades até esta quarta. Duas Barras sofreu com temporal de madrugada

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima