Prefeitura vai aguardar nova remessa para iniciar vacinação infantil contra Covid

Apenas 940 doses chegaram sábado; "não se pode iniciar a imunização das crianças de uma idade sem garantir que todas sejam vacinadas", diz nota
segunda-feira, 17 de janeiro de 2022
por Jornal A Voz da Serra
A capacitação dos profissionais de saúde nesta segunda (Divulgação)
A capacitação dos profissionais de saúde nesta segunda (Divulgação)

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Coordenação de Imunização, decidiu aguardar uma nova remessa de doses para garantir que todo o público-alvo infantil seja contemplado com a vacinação contra a Covid-19.

Nova Friburgo tem aproximadamente 30 mil crianças entre 5 e 11 anos a receberem a vacina pediátrica. No último sábado, 15, a cidade recebeu a primeira remessa,  com apenas 940 doses do imunizante Comirnaty, produzido pela farmacêutica Pfizer em parceria com o laboratório BioNTech, especialmente para atender esta faixa etária.

Segundo informou a prefeitura em nota, por conta do baixo quantitativo de doses recebido, não se pode iniciar a imunização das crianças de 11 anos e não garantir que todas desta idade sejam vacinadas. Para não correr o risco de crianças ficarem aguardando na fila e não serem vacinadas, a Coordenação de Imunização optou por esperar a chegada de mais doses para, então, divulgar o cronograma.

A expectativa é que ainda esta semana seja iniciada a vacinação das crianças institucionalizadas (em abrigos), por meio de equipes que serão deslocadas até os locais onde as crianças estão para fazerem as aplicações dos imunizantes.

Enquanto isso, os profissionais de saúde que atuam na Atenção Básica receberão curso de capacitação para a Campanha de Vacinação Pediátrica. O objetivo é oferecer aos profissionais de Friburgo um conhecimento mais amplo sobre essa área, já que a aplicação dos imunizantes nas crianças requer maior cuidado e cautela.

As datas da vacinação contra a Covid-19 para as crianças serão divulgadas em breve, mediante o envio de doses ao município.

O prefeito Johnny Maycon publicou em suas redes sociais que o  curso de capacitação trabalha a parte teórica e prática e os temas abordados na metodologia são: Cenário Epidemiológico, Recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Sintomatologia, Recomendações de diluição, Aprazamento, Administração, Tempo de Validade, Interação com esquemas vacinais, Reações Adversas, Contraindicações e Intercambialidade. Os profissionais foram divididos em duas turmas para que as recomendações de biossegurança contra a Covid-19 sejam cumpridas.

"O objetivo é oferecer aos profissionais de Nova Friburgo um conhecimento mais amplo sobre essa área, já que a aplicação dos imunizantes nas crianças requer maior cuidado e cautela", disse ele.

 

LEIA MAIS

Na sexta-feira tem mais uma repescagem para todas as idades, somente na Uerj

Profissionais celebram seu dia nesta quinta. Projeto beneficia também técnicos e auxiliares, além de parteiras

Também continuam as campanhas contra a gripe e o sarampo

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: saúde | vacina