Nova Friburgo vista de cima

O episódio 3 da série especial AVS 76 anos mostra de que forma nossas montanhas podem ser aproveitadas tanto para o lazer quanto para o esporte outdoor
sábado, 08 de maio de 2021
por Alan Andrade (alan@avozdaserra.com.br)

No terceiro episódio da série especial que celebra os 76 anos de A VOZ DA SERRA, vamos às montanhas de Nova Friburgo, que além de pintarem a inigualável beleza de nossa cidade, também abrigam os amantes da natureza e de esportes outdoor, como montanhistas, ciclistas e pilotos de voo livre. Cláudio Tardin, montanhista há 21 anos e presidente do Centro Excursionista de Nova Friburgo, encontrou nossa equipe no mirante do bairro Suíço, que oferece aos turistas um lindo visual da cadeia de montanhas mais próximas à cidade.

“Nova Friburgo é cercada por montanhas, então nós temos uma gama muito grande de possibilidades de caminhadas. Para quem está começando a fazer o montanhismo, temos a 'Catarina Mãe, Pirâmide, a Babilônia e o Imperador. Depois temos o Chapéu da Bruxa, que é um montanhismo um pouco mais técnico. Temos muito o que usufruir da nossa natureza e das nossas montanhas. A nossa cidade é maravilhosa para o esporte outdoor”, disse. Nascido em Volta Redonda, mas morador de Friburgo há mais de 26 anos, Magdo Fernandes é piloto de voo livre, e desde que se aposentou, trocou a terra firme pelos céus da cidade.

“Eu voo há 20 anos. Há dez anos eu passei a voar também de paramotor, que é o parapente com motor nas costas. Existem várias rampas: a do Caledônia, da Catarina e a do Imperador, além desta aqui, em Conquista”, conta. Jonas “Capivara”, um dos companheiros de voo de Magdo, sobrevoa quase todos os dias a região de Conquista, onde mora, decolando às vezes em sua própria casa: “O dia que está bom, a gente fica voando horas e horas... É muito bom”, revela.

Idinei Ribeiro, que também foi com nossa equipe para a rampa de voo livre em Conquista, conta que o esporte sempre esteve presente em sua vida. Além de ser piloto de parapente há 16 anos, ele também é adepto ao mountain bike, outro esporte que vem sendo cada vez mais praticado em nossas montanhas. “As montanhas onde mais praticamos são as que estão ao nosso redor, nos Três Picos. Muitas não são conhecidas, mas circulamos em todas, emendando de uma para outra e criando caminhos”, conta ele. 

Alguns obstáculos, no entanto, muitas vezes impossibilitam o acesso de todas as pessoas que desejam desfrutar das maravilhas de nossas montanhas. “Nós que realizamos o voo livre, na maioria das vezes precisamos fazer uma escalada. Porém, o acesso das rampas em Nova Friburgo está péssimo: carros e motos ficam danificados e pessoas se machucam para subir”, diz.

Além disso, para que nossas montanhas continuem sendo nosso encanto e refúgio, faz-se necessária uma conscientização massiva sobre sua preservação. “Para continuarmos a usufruir de toda a natureza que temos à nossa volta, é importante que continuemos a preservar. Se cada um fizer a sua parte e colaborar um pouco, não fica pesado para ninguém. O ambiente estará limpo e em melhor estado para aproveitar a natureza”, complementa Cláudio.

 Assista o vídeo com as belíssimas imagens de Henrique Pinheiro em nosso canal no YouTube. Curta e se inscreva no canal para receber notificações sobre novas publicações.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: