Mais um dia de calor em Friburgo nesta terça, mas tempo muda na quarta

Sistema pré-frontal explica tempo quente na última semana do inverno. Previsão é de pancadas até sexta e mais sol no fim de semana
segunda-feira, 13 de setembro de 2021
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Fim de tarde em Nova Friburgo (Foto: Adriana Oliveira)
Fim de tarde em Nova Friburgo (Foto: Adriana Oliveira)

O calor registrado em Nova Friburgo nesta segunda-feira, 13, deve continuar nesta terça e até aumentar. Segundo o Climatempo, a máxima deve chegar a 28 graus, mas, na quarta-feira, o quadro muda: está para chegar uma frente fria, trazendo pancadas de chuva à tarde.

O veranico nesta última semana do inverno é resultado de um sistema pré-frontal (que antecede a frente fria) em ação  sobre o Sudeste. Neste início de semana, o tempo já muda no Sul do país, com previsão de fortes temporais. 

O Climatempo alerta, no entanto, que esta  frente fria não trará chuva suficiente para reverter a estiagem. A umidade relativa do ar também está bem baixa.

As chuvas isoladas devem se manter até sexta, mas o fim de semana deve voltar a brindar os friburguenses com sol. 

A cidade de São Paulo, que tem a mesma altitude de Friburgo,  poderá bater recorde anual de calor na tarde desta terça, se for confirmada a previsão de 35 graus de temperatura máxima. O recorde atual é de 34,1 graus, em 30 de janeiro, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

 

LEIA MAIS

Houve quedas de galhos e pequenas árvores, além de destelhamentos, mas sem gravidade nem danos; Defesa Civil atendeu apenas duas ocorrências

La Niña Modoki deve se configurar em outubro e influenciar também o verão

Primavera começa na quarta que vem com máximas acima de 30 graus, prevê o Climatempo

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima