Friburgo perde o policial rodoviário e professor Felipe Louback

Ele estava internado em estado grave em Itaperuna desde domingo, quando foi atingido por um tiro acidental de arma de fogo
sexta-feira, 08 de janeiro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
Felipe Louback
Felipe Louback

Faleceu nesta quinta-feira, 7, em Itaperuna, o policial rodoviário federal Felipe Louback, de 49 anos. Ele estava internado no Hospital São José do Avaí, em Itaperuna, no Noroeste fluminense, depois de ser atingido por um tiro acidental de arma de fogo no último domingo, 3.

Friburguense, Felipe Louback também era professor, e de matemática. Ele estudou e lecionou no Colégio Anchieta, tendo trabalhado também no Santa Inês e no Colégio Estadual Raphael Jaccoud, em Nova Friburgo.

Em 2019 Felipe ingressou na PRF, sendo lotado no estado do Paraná. No ano seguinte ele conseguiu ser transferido de volta para o Estado do Rio.

De acordo com a PRF, no domingo, um colega de corporação disparou acidentalmente um tiro que atingiu Felipe. O policial foi socorrido e ficou internado em estado grave, mas não resistiu.

Segundo o portal de notícias G1, dois inquéritos foram instaurados, sendo um criminal na Polícia Civil para apurar as circunstâncias do ocorrido e um inquérito interno na corregedoria da PRF. As investigações seguem em sigilo.

Em nota, a PRF lamentou, com profundo pesar, a morte do policial e disse que está de luto. As bandeiras da instituição estão em meio mastro, em sinal de solidariedade.

“Toda a nossa solidariedade, amparo e conforto à esposa, aos filhos, familiares e amigos pela perda de um profissional e cidadão que encheu a PRF de orgulho”, informou a PRF em nota.

Nas redes sociais, amigos e ex-colegas de trabalho e de escola se manifestaram com mensagens de apoio à família e de pesar.

“Difícil traduzir e dimensionar o seu valor no período em que convivemos no C. E. Raphael Jaccoud. Felipe foi nosso primeiro professor. Porém, ele foi muito mais que isto! Sua dedicação, sua competência, sua ética e sua amizade foram para todos nós uma referência que será para sempre lembrada e reverenciada. Que Deus conforte sua família e seus inúmeros amigos neste momento tão difícil”, disse a publicação da página do colégio onde Felipe trabalhou.

Segundo o jornalista Wanderson Nogueira, Felipe era enteado do conhecido professor de matemática De Luca, já falecido. Ele relembra que, trabalhando com ele no Anchieta, participaram da jornada de Itaici e depois foram os dois educadores escolhidos para fazer o encontro de lideranças inacianas em São Paulo. 

“Apesar de não termos a ligação cotidiana de outrora, fiquei muito sentido com essa perda por uma fatalidade inenarrável”, desabafou em sua rede social.

O corpo de Felipe será velado no Memorial da SAF a partir da 18h desta sexta e sepultado às 10h de sábado no cemitério São João Batista.

A equipe de A VOZ DA SERRA, consternada, se solidariza com os familiares de Felipe Louback neste momento de muita dor e tristeza.

 

LEIA MAIS

Ele foi o fundador da Paróquia de Sant’Ana, do Grupo de Promoção Humana (GPH) e da Cáritas Diocesana

A VOZ DA SERRA presta tributo, também, às mais de 200 vítimas da Covid-19 desde o início do ano

Advogado e contador tinha 76 anos e estava com saúde debilitada

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: obituário