Faol suspende ameaça de entregar concessão à prefeitura já nesta segunda

Em nota, empresa informa que "novos e indispensáveis entendimentos transcorrerão no decorrer desta semana"
segunda-feira, 05 de abril de 2021
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Faol suspende ameaça de entregar concessão à prefeitura já nesta segunda

A direção da Nova Faol acaba de informar que, atendendo a solicitações da Prefeitura de Nova Friburgo, juntamente com a Comissão Permanente de Mobilidade Urbana da Cãmara Municipal, suspendeu temporariamente, a entrega do serviço de transporte público na cidade, anunciada na semana passada (RELEMBRE AQUI).

Em nota, a empresa informou que "os novos e indispensáveis entendimentos transcorrerão no decorrer desta semana, de maneira que não sejam poupados todos os esforços para a retomada das relações minimamente equilibradas com o poder concedente. Continuamos acreditando que somente através de um diálogo honesto e transparente entre as partes envolvidas, conseguiremos enfrentar responsavelmente a preocupante e temerária situação, com possíveis danosos prejuízos à digna população Friburguense".

A ameaça de entregar a concessão, dando prazo de 30 dias para o município assumir o transporte público, é a cartada final da concessionária, que  opera sem contrato formal desde setembro de 2018, após duas licitações desertas promovidas pela prefeitura. O impasse entre a Faol e a prefeitura gira em torno de uma tarifa contratual de R$ 5,90 que a empresa propõe para garantir seu equilíbrio econômico-financeiro. A ideia, intermediada pelo Ministério Público e agora pela comissão da Câmara, é firmar um contrato emergencial até a nova licitação. A empresa argumenta, no entanto, que a prefeitura deveria subsidiar parte da tarifa  a fim de baixar o valor da passagem para os usuários, que hoje pagam R$ 4,20. 

LEIA MAIS

Movimento “Mais Comércio” se insurge e entidades vão até prefeito, que aceita antecipar encontro e admite rever regras

Para empresa, governo "inviabilizou acordo amigável” . Johnny se diz "preparado para tomar todas as medidas necessárias" para garantir continuidade

Estado vai abrir mais de 900 vagas, mas Raul Sertã não será contemplado: só hospitais federais

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra